Simulado1 e 2  de Dieto I
4 pág.

Simulado1 e 2 de Dieto I


DisciplinaDietoterapia I1.261 materiais7.575 seguidores
Pré-visualização2 páginas
FISIOPATOLOGIA DA NUTRIÇÃO E DIETOTERAPIA I
	Simulado: SDE0389_SM_201402142269 V.1  
	Aluno(a): EDIVANIA LOPES DA SILVA
	Matrícula: 201402142269 
	Desempenho: 0,5 de 0,5
	Data: 29/03/2017 17:13:01 (Finalizada)
	
	 1a Questão (Ref.: 201402264654)
	3a sem.: avaliação nutricional
	Pontos: 0,1  / 0,1 
	A avaliação é o primeiro passao da conduta dietoterápica. Com relação os parâmentros antropométricos, a medida da dobra cutânea triciptal e da circunferência muscular do braço indicam, respectivamente: 
		
	
	reserva adiposa e reserva de proteica visceral 
	
	reserva proteica visceral e obesidade 
	
	reserva protéica somática e reserva adiposa 
	
	reserva adiposa e reserva proteica somática 
	
	obesidade e desnutrição 
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201402268879)
	3a sem.: Febre
	Pontos: 0,1  / 0,1 
	Pacientes com febre tem um aumento das necessidades de nutrientes causado pelo estado hipermetabólico do paciente, principalmente necessidades calóricas. Com relação as recomendações energéticas na febre é correto afirmar: 
		
	
	Adultos precisam de uma quantidade adicional de 50 kcal/kg para cada 0,550 C de elevação, o que representa um acréscimo de 10% nas calorias totais, para cada grau acima de 370 C.  
	
	Adultos necessitam de uma quantidade estimada em 500-600 kcal para cada 0,550C de elevação na temperatura corporal acima do normal, o que representa um acréscimo de 13% nas calorias totais, para cada grau acima de 370 C. 
	
	Adultos precisam de uma quantidade adicional de 20 kcal por kg de peso corporal para cada 0,550 C de elevação na temperatura corporal acima do normal, o que representa um acréscimo de 16% nas calorias totais, para cada grau acima de 370 C. 
	
	Lactentes necessitam de 30-40 kcal por Kg de peso corporal por dia para cada 0,550 C de elevação na temperatura corporal acima do normal, o que corresponde a aproximadamente mais 12% das calorias totais.
	
	Crianças precisam de uma quantidade de 20 kcal por kg de peso corporal por dia para cada 0,550 C de elevação na temperatura corporal acima do normal, o que representa um acréscimo de 13% nas calorias totais, para cada grau acima de 370 C. 
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201402263359)
	1a sem.: Desnutrição
	Pontos: 0,1  / 0,1 
	A desnutrição é um estado mórbido secundário a uma deficiência ou excesso, relativo ou absoluto, de um ou mais nutrientes essenciais. É correto afirmar: 
		
	
	A desnutrição iatrogênica é de causa não intencional e pode estar relacionada a não observação da ingestão alimentar do indivíduo hospitalizado. 
	
	No último estudo brasileiro sobre desnutrição hospitalar (IBRANUTRI, 99/00) evidenciou-se esta ocorrência em 38% dos pacientes. 
	
	As causas primárias e secundárias da desnutrição referem-se: a) a uma falha fisiológica; b) à alimentação, respectivamente. 
	
	A atrofia intestinal pode ser considerada uma complicação da desnutrição, onde ocorre prejuízo no número de enterócitos e maior capacidade absortiva. 
	
	Todas as afirmativas anteriores estão corretas. 
		
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201402263367)
	1a sem.: Desnutrição
	Pontos: 0,1  / 0,1 
	O início tardio da terapia nutricional é uma prática equivocada, porém comum na unidade hospitalar. Pacientes que permaneceram um longo tempo sem receber aporte calórico adequado podem apresentar: 
		
	
	Não há possibilidade do paciente apresentar síndrome da realimentação e/ ou overfeeding. 
	
	Síndrome da realimentação. Esta é potencialmente uma condição letal definida como uma alteração hidroeletrolítica grave associada com anormalidades metabólicas em pacientes que voltaram a se alimentar via oral, TNE ou TNP, após importante privação. 
	
	Todas as afirmativas estão corretas 
	
	Overfeeding. Esta é potencialmente uma condição letal definida como uma alteração hidroeletrolítica grave associada com anormalidades metabólicas em pacientes que voltaram a se alimentar via oral, TNE ou TNP, após importante privação. 
	
	Síndrome da realimentação. Administração de energia e substratos em excesso, ou seja, além daquele valor determinado para manter a homeostase metabólica. Pode ocorrer falência múltipla de órgãos. 
		
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201402263362)
	1a sem.: Desnutrição
	Pontos: 0,1  / 0,1 
	A inanição refere-se à privação alimentar e apresenta características metabólicas diferenciadas da condição de estresse. É correto afirmar: 
		
	
	Uma das principais diferenças entre inanição aguda e crônica é a formação de corpos cetônicos, que acontece na fase crônica. 
	
	Todas as afirmativas anteriores estão corretas. 
	
	Na inanição aguda ocorre rápida perda ponderal e hipoglicemia (inicialmente). 
	
	Na inanição aguda há exaustão do glicogênio muscular e hepático, mas por outro lado gliconeogênese e o paciente também pode cursar com hiperglicemia. 
	
	A proteólise é mais intensa na inanição crônica, do que na aguda. 
		
	
	
	 1a Questão (Ref.: 201402809812)
	5a sem.: Terapia Nutricional
	Pontos: 0,0  / 0,1 
	Qual a desvantagem da localização de uma sonda entérica em relação à localização gástrica para terapia nutricional enteral?
		
	
	Maior tolerância às diversas fórmulas
	
	Boa aceitação de fórmulas hiperosmolares
	
	Não existem vantagens da sonda entérica em relação à sonda gástrica.
	
	Fácil posicionamento
	
	Menor risco de broncoaspiração
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201402923384)
	4a sem.: Desnutrição
	Pontos: 0,1  / 0,1 
	Na desnutrição energético-protéica grave podem ocorrer alterações hormonais importantes, dentre as quais a redução da produção de insulina, que leva aos seguintes efeitos metabólicos:
		
	
	aumento da produção de hormônio do crescimento, redução da lipogênese e redução da oxidação da glicose; 
	
	aumento da síntese de proteína visceral, aumento da produção de hormônio do crescimento, redução da síntese de colágeno;
	
	redução da síntese de proteína muscular, redução da lipogênese e prejuízo no crescimento; 
	
	redução da lipólise, redução do volume sanguíneo e prejuízo no crescimento; 
	
	aumento da síntese de proteína visceral, redução da oxidação da glicose, redução do volume sanguíneo. 
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201402762185)
	4a sem.: DESNUTRIÇÃO
	Pontos: 0,1  / 0,1 
	V.M.L., 22 anos, hospitalizada, diagnóstico de anorexia nervosa. A paciente apresentou ao exame físico perda de massa muscular grave; Aos exames bioquímicos, albumina de 2,3g/dL e Hemoglobina de 7,8g/dL; Ao exame antropométrico, IMC=15,4kg/m2 e CB=19cm. Quanto a sua conduta nutricional responda:
		
	
	Escolhe-se o peso atual para cálculo das necessidades nutricionais na 1°semana de intervenção nutricional. As necessidades nutricionais totais devem ser atingidas dentro das 48 horas após admissão.
	
	Utiliza-se o peso ideal ou habitual para cálculo de necessidades nutricionais. O peso ideal deve ser calculado a partir do IMC e não da compleição. As necessidades nutricionais totais devem ser atingidas dentro das 48 horas após admissão.
	
	Escolhe-se o peso ideal ou habitual para cálculo das necessidades nutricionais na 1°semana de intervenção nutricional. Acompanha-se os níveis de Fósforo, Potássio, Magnésio e Glicemia para avaliar a possibilidade de evolução da dieta na 2° e 3° semanas seguintes.
	
	Utiliza-se o peso ideal ou habitual para cálculo de necessidades nutricionais. O peso ideal deve ser calculado a partir da compleição e não IMC médio. As necessidades nutricionais totais devem ser atingidas dentro das 24 horas após admissão.
	
	Escolhe-se o peso atual para cálculo das necessidades nutricionais na 1°semana de intervenção nutricional. Acompanha-se os níveis de Fósforo, Potássio, Magnésio