ORTIGOZA & CORTEZ. Da produção ao consumo    impactos socioambientais no espaço urbano
150 pág.

ORTIGOZA & CORTEZ. Da produção ao consumo impactos socioambientais no espaço urbano


DisciplinaEspaço Urbano42 materiais224 seguidores
Pré-visualização35 páginas
SciELO Books / SciELO Livros / SciELO Libros 
 
CORTEZ, ATC., and ORTIGOZA, SAG., orgs. Da produção ao consumo: impactos socioambientais 
no espaço urbano [online]. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009. 146 p. 
ISBN 978-85-7983-007-5. Available from SciELO Books <http://books.scielo.org>. 
 
 
 
All the contents of this chapter, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution-Non 
Commercial-ShareAlike 3.0 Unported. 
Todo o conteúdo deste capítulo, exceto quando houver ressalva, é publicado sob a licença Creative Commons Atribuição - 
Uso Não Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não adaptada. 
Todo el contenido de este capítulo, excepto donde se indique lo contrario, está bajo licencia de la licencia Creative 
Commons Reconocimento-NoComercial-CompartirIgual 3.0 Unported. 
 
 
 
 
 
 
Da produção ao consumo 
Impactos socioambientais no espaço urbano 
 
Silvia Aparecida G. Ortigoza 
Ana Tereza C. Cortez 
(orgs.) 
da produção 
ao consumo
silvia aparecida g. ortigoza
ana tereza c. cortez
(orgs.)
impactos socioambientais 
no espaço urbano
DA PRODUÇÃO AO 
CONSUMO
SILVIA APARECIDA G. ORTIGOZA
ANA TEREZA C. CORTEZ
(Orgs.)
DA PRODUÇÃO AO 
CONSUMO
IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS 
NO ESPAÇO URBANO
Editora afi liada:
CIP \u2013 Brasil. Catalogação na fonte
Sindicato Nacional dos Editores de Livros, RJ
D11
 Da produção ao consumo : impactos socioambientais no espaço 
urbano / Silvia Aparecida Guarnieri Ortigoza, Ana Tereza C. Cortez (or-
ganizadoras). \u2013 São Paulo : Cultura Acadêmica, 2009. 
 Inclui bibliografi a
 ISBN 978-85-7983-007-5
 1. Produção (Teoria econômica) \u2013 Aspectos ambientais. 2. Consumo 
(Economia) \u2013 Aspectos ambientais. 3. Espaços públicos \u2013 Aspectos am-
bientais I. Ortigoza, Silvia Aparecida Guarnieri, 1961-. II. Cortez, Ana 
Tereza C. (Ana Tereza Caceres).
09-6051. CDD: 363.7
CDU: 504
Este livro é publicado pelo Programa de Publicações Digitais da Pró-Reitoria de 
Pós-Graduação da Universidade Estadual Paulista \u201cJúlio de Mesquita Filho\u201d (UNESP)
© 2009 Editora UNESP
Cultura Acadêmica
Praça da Sé, 108
01001-900 \u2013 São Paulo \u2013 SP
Tel.: (0xx11) 3242-7171
Fax: (0xx11) 3242-7172
www.editoraunesp.com.br
feu@editora.unesp.br
Da_producao_ao_consumo_(FINAL).indd 4 22/1/2010 16:20:35
SUMÁRIO
Apresentação 7
 Silvia Aparecida Guarnieri Ortigoza
 Ana Tereza Caceres Cortez
1 Da produção ao consumo: dinâmicas urbanas para 
um mercado mundial 11
 Silvia Aparecida Guarnieri Ortigoza
2 Consumo e desperdício: as duas faces das desigualdades 35
 Ana Tereza Caceres Cortez
3 Reestruturações produtivas e organizacionais na 
atividade industrial e gerenciamento ambiental 63
 Auro Aparecido Mendes
4 Prejuízos ambientais do consumo sob 
a perspectiva geográfi ca 91
 Sandra Elisa Contri Pitton
5 Análise das mudanças climáticas nas metrópoles: 
o exemplo de São Paulo e Lisboa 111
 Magda Adelaide Lombardo
APRESENTAÇÃO
A interdependência existente na relação entre produção, circula-
ção e consumo deve contemplar a proteção do meio ambiente, assim 
a proposta de refl exão deste livro aborda a necessidade de discutir 
os resultados socioambientais das ações do homem nessas esferas. 
Nesse contexto, é preciso resgatar todo o movimento da ação humana 
e os principais impactos socioambientais decorrentes dessas ações.
Fala-se sobre as cidades como materialidade dessas mudanças 
socioambientais no primeiro capítulo, intitulado \u201cDa produção ao 
consumo: dinâmicas urbanas para um mercado mundial\u201d, que pro-
cura enfocar a necessidade de tratar, na totalidade, todas as relações 
sociais de produção, haja vista que a fragmentação no entendimento 
dessas esferas pode levar a uma compreensão parcial da realidade. A 
cidade demonstra em seu dinamismo faces que são resultados tanto 
da produção quanto da distribuição e do consumo. Desse modo, 
decompor os diversos cenários urbanos é muito importante para 
entender as complexidades espaciais da atualidade.
Uma explosão do consumo surge como modo ativo de relação 
das pessoas com os objetos, com a coletividade e com o mundo, 
servindo de base ao nosso sistema cultural. Os objetos não estão 
mais relacionados exclusivamente à sua utilidade, mas ao prestígio 
simbolizado por sua posse.
8 SILVIA APARECIDA G. ORTIGOZA \u2022 ANA TEREZA C. CORTEZ
O segundo capítulo, denominado \u201cConsumo e desperdício: 
as duas faces das desigualdades\u201d, enfoca os problemas sociais e 
ambientais que se agravam com a industrialização, o incentivo ao 
consumo e ao descarte descontrolado de materiais, e as disparidades 
entre o superconsumo e o subconsumo. Uma mudança de rumo do 
movimento ambientalista aponta para a consideração dos direitos das 
gerações futuras e da visão do longo prazo, em oposição ao imedia-
tismo observado no sistema de produção. Os conceitos de consumo 
sustentável, consumo inteligente e consumo solidário surgem como 
uma forma de incluir a preocupação com aspectos sociais e ecológicos 
nas atividades de consumo.
O terceiro capítulo aborda o tema \u201cReestruturações produtivas e 
organizacionais e gerenciamento ambiental\u201d e constrói uma refl exão 
sobre o desenvolvimento econômico-produtivo que tem levado a uma 
ação predatória do meio ambiente. Isso ocorre desde a Revolução 
Industrial, que introduz o modelo de produção em série, seguida de 
mudanças organizacionais ocasionando a exploração sem limites dos 
diversos territórios. A lógica de localização das indústrias demonstra, 
no decorrer da história, graves danos não só ao ambiente como a toda 
a população global. Num curto espaço de tempo, acelera-se o pro-
cesso de industrialização, com uma grande migração do campo para 
os meios urbanos, que se tornam centros de produção e consumo. 
No quarto capítulo, com o título \u201cPrejuízos ambientais do con-
sumo sob a perspectiva geográfi ca\u201d a autora aborda a questão dos 
prejuízos ambientais provocados pelas relações de consumo na atua-
lidade defendendo a ideia de que para assegurar uma transformação 
social que represente um menor impacto ao meio ambiente não se 
pode esquecer da dialética global/local. Com isso ressalta a impor-
tância da dimensão espacial, ou seja, o local deve ser entendido não 
somente como uma entidade geográfi ca, mas como o nexo entre o sis-
tema global e o ator individual, com capacidade de auto-organização 
e identidade. O local visto desse modo passa a ser um nível essencial 
do entendimento das questões ambientais.
No quinto capítulo é enfocada a materialidade das relações sociais 
de produção e de consumo ocorrentes no espaço urbano gerando 
DA PRODUÇÃO AO CONSUMO 9
alterações climáticas em micro, meso e macroescala. Nas áreas ur-
banas/metropolitanas, as alterações climáticas são mais intensas 
e refl etem seus efeitos nas escalas local e regional. Assim, a autora 
analisa as alterações climáticas na área metropolitana de São Paulo 
(Brasil) e na área metropolitana de Lisboa (Portugal), baseando-se 
no conhecimento intermultidisciplinar com a utilização de geopro-
cessamento e sensoriamento remoto. Por meio do conhecimento das 
variabilidades climáticas, espaço das chuvas, descargas dos rios, de 
fatores ambientais, socioculturais, condições de uso e conservação 
dos seus recursos naturais é possível realizar o planejamento das 
ações, evitando ou atenuando os efeitos do excesso ou da falta de água.
As diferentes questões abordadas neste livro foram analisadas sob 
diversas perspectivas, demonstrando a amplitude da problemática da 
produção, circulação e consumo na atualidade. Os capítulos discutem 
e incitam maiores refl exões de como as relações de consumo podem 
comprometer a qualidade de vida, a justiça social e a sobrevivência 
do planeta.
Profa. Dra. Silvia Aparecida Guarnieri Ortigoza