CÂNCER DE PÊNIS

CÂNCER DE PÊNIS


DisciplinaOncologia1.287 materiais5.718 seguidores
Pré-visualização1 página
ONCOLOGIA
TURMA: 8ENF1/13M
ACADÊMICOS:
1
CÂNCER DE PÊNIS
INTRODUÇÃO
2
 O câncer de pênis (CP) é uma neoplasia rara.
O Brasil é um país com uma das maiores incidências de câncer de pênis no mundo.
ANATOMIA DO PÊNIS
3
O pênis exerce uma função dupla: ele é órgão para a cópula e para a micção.
Anatomicamente, consiste na glande, no corpo e na raiz do pênis.
CONCEITO
4
 O câncer de pênis é um tumor maligno relativamente raro que se desenvolve geralmente a partir dos 50 anos. Quase todos os cânceres de pênis se iniciam nas células da pele do pênis. O câncer de pênis representa cerca de 2% do total das neoplasias que atingem o homem.
FISIOPATOLOGIA
5
MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS
6
TIPOS DE CÂNCER DE PÊNIS
7
Os principais tipos de câncer de pênis são:
Carcinoma de Células Escamosas 
Melanoma 
TIPOS DE CÂNCER DE PÊNIS
8
Carcinoma Basocelular 
Adenocarcinoma (Doença de Paget do Pênis) 
Sarcoma 
DIAGNÓSTICOS
9
Exames de imagens: Os exames de imagem ajudam a localizar a lesão e são extremamente úteis para determinar a extensão da doença o que se denomina estadiamento do câncer. 
Tomografia Computadorizada.
Ressonância Magnética.
Ultrassom.
 Biópsia: É a remoção de uma amostra de tecido para avaliação anatomopatológica da presença (ou não) de câncer. 
ESTADIAMENTO DO CÂNCER DE PÊNIS
10
Classificação de Jakson
FATORES DE RISCO
11
Higienização local precária, acúmulo de esmegma;
Fimose - dificuldade de exposição da glande, devido ao estreitamento do prepúcio;
Baixo nível socioeconômico e falta de informação,
Doenças sexualmente transmissíveis (infecção pelo vírus HPV tipos 16 e 18).
TRATAMENTO
12
 Cirurgia : É o tratamento mais comum para todos os estágios do câncer de pênis Os tipos de cirurgia disponíveis são:
Circuncisão \u2013 Retira o prepúcio e a pele ao redor,
Excisão simples - Retirado o tumor junto com o tecido normal adjacente. 
Cirurgia de Mohs - Retira a camada de pele que o tumor possa ter invadido.
Ressecção a Laser - Vaporiza as células cancerígenas.
Criocirurgia - Congela as células cancerígenas com nitrogênio líquido.
Penectomia Parcial ou Total - Retira parte ou a totalidade do pênis. 
Cirurgia dos Gânglios Linfáticos - Retirada de alguns linfonodos próximos para verificar a presença da doença.
TRATAMENTO
13
 Radioterapia Quimioterapia :
Imunoterapia: O Imiquimod é um medicamento que estimula o sistema imunológico do corpo.
RECOMENDAÇÕES DE ENFERMAGEM
14
Ensine as crianças, desde pequenas, a maneira adequada de fazer a higiene intima todos os dias;
Saiba que a cirurgia de fimose, ou circuncisão, para remover a pele do prepúcio que impede a exposição da glande e dificulta a higiene do local é simples e não requer internação hospitalar. Homens circuncidados estão mais protegidos contra o câncer de pênis;
 Não se descuide. O autoexame do pênis e das áreas ao redor é um passo importante para localizar lesões iniciais, fazer os diagnóstico e introduzir o tratamento;
Use camisinha nas relações sexuais;
Não adie a visita ao médico se notar qualquer alteração no pênis.
SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM
15
COLETADE DADOS
DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM
RESULTADOS ESPERADOS
PRESCRIÇÕESDE ENFERMAGEM
JUSTIFICATICA CIENTÍFICA
Dor
Dor aguda, relacionada a ulceração peniana decorrente do processocarcinogênico, evidenciado por relato verbal de dor.
(DE \u2013 2011)
Informaráque a dor foi aliviada ou está controlada.
Descreverá métodos não farmacológicos que ofereça alívio.
(DE \u2013 2011)
Definirquando a dor ocorre.
Proporcionar medidas de conforto ( Ex: mudança de posição, ambiente tranquilo, etc.)
( DE \u2013 2011)
Para administrar profilaticamente os fármacos prescritos, conforme o caso.
Para facilitar o controle da dor.
(DE \u2013 2011)
SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM 
16
COLETADE DADOS
DIAGNÓSTICOSDE ENFERMAGEM
RESULTADOSESPERADOS
PRESCRIÇÕES DE ENFERMAGEM
JUSTIFICATICACIENTÍFICA
Dor
Prurido
Ulceração
Integridade da pele prejudicada, relacionada a carcinogênesetissular , evidenciado por ulceração da pele, dor e prurido.
(NANDA \u2013 2007)
Terácicatrização no tempo oportuno das lesões.
Verbalizará que houve melhora do autoestima e da capacidade de controlar a situação.
(NANDA \u2013 2007)
Monitorarcaracterísticas da lesão ( grau de comprometimento tissular, dor exsudato)
Monitorar a cicatrização das feridas.
Aplicar os curativos apropriados.
(NANDA \u2013 2007)
Para se observar progressão e cicatrização das feridas.
Parafacilitar a cicatrização das feridas e atender mais satisfatoriamente a necessidade do cliente.
(NANDA \u2013 2007)
CONCLUSÃO
17
 
Seguramente, afirmamos que este trabalho proporcionou uma ampliação de conhecimentos, por parte dos acadêmicos de enfermagem, acerca da doença estudada. 
 E através disto, montar uma assistência de enfermagem que possa orientar os profissionais de enfermagem a atentarem para a gravidade do assunto. 
REFERÊNCIAS
18
Diagnósticos de enfermagem da NANDA: definições e classificação (2007-2008). Porto Alegre: Artmed, 2007.
Doenges,M.E; Moorhouse,M.F: Diagnóstico de Enfermagem - Intervenções, Prioridades, Fundamentos - 12ª Ed. 2011.
SMELTZER; S.C; BARE, B.G. Brunner & Suddarth: Tratado de Enfermagem Médico-Cirúrgica. 11ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.
www2.inca.gov.br
www.Oncoguia.com.br
Franci
Franci fez um comentário
n consigo baixar
0 aprovações
Carregar mais