APOSTILA NEUROANATOMIA (Psicologia)
30 pág.

APOSTILA NEUROANATOMIA (Psicologia)


DisciplinaNeuroanatomia6.366 materiais52.381 seguidores
Pré-visualização5 páginas
Anatomia Humana
R a m o d a m e d i c i n a q u e e s t u d a 
a forma e a estrutura do CORPO HUMANO.
Um agrupamento de tecidos forma os órgãos: cérebro, 
coração, pulmões, estômago, \ufffdgado, pâncreas, baço, 
intes\ufffdno, rins, bexiga.
ÓRGÃOS
orgãos do Sistema Nervoso
Unidades biológicas do corpo humano.
CÉLULA
01
célula nervosa (neurônio)
Um agrupamento de células (semelhantes que desempenham a 
mesma função) forma os tecidos (epitelial, conjun\ufffdvo, muscular e 
nervoso). No Sistema Nervoso é formado por dois \ufffdpos de células: 
Neurônios e Neuroglias.
TECIDOS
tecido nervoso
SISTEMAS
Um conjunto de órgãos (de mesma origem e 
estrutura), cujas funções se integram para realizar 
funções complexas forma um sistema:
\uf09f Sistema Diges\ufffdvo
\uf09f Sistema Respiratório
\uf09f Sistema Endócrino
\uf09f Sistema Circulatório
\uf09f Sistema Nervoso
\uf09f Sistema Urinário
\uf09f Sistema Reprodutor
\uf09f Sistema Excretor
Sistema Nervoso
Anatomia Humana
Ramo da Medicina que estuda a 
estrutura e organização do CORPO 
HUMANO.
Sistema Nervoso
Conjunto de estruturas (órgãos) - 
capazes de perceber alterações dos 
meios externo e interno, analisar e 
elaborar uma resposta, através de 
contrações musculares e secreções 
glandulares. 
Neuroanatomia
Ramo da anatomia que estuda as funções 
e a estrutura anatômica do SISTEMA 
NERVOSO.
O QUE É:
(de\ufb01nição)
Conjunto de estruturas (órgãos).
Perceber analisar executar uma resposta alterações do meio externo e interno, e adequada, a 
par\ufffdr de contrações musculares e secreções glandulares. 
\uf09f Função sensi\ufffdva: perceber/sen\ufffdr es\ufffdmulos (SNC e SNP)
\uf09f Função integradora: analisar dados/correlacionar (SNC)
\uf09f Função motora: agir/dar uma resposta (SNC e SNP)
FUNÇÃO:
(o que faz?)
O Sistema Nervoso
Nervo
Glângios
Nervosos
SNC
SNP
Encéfalo
Nervos periféricos (cranianos e espinhais)
 
cérebro
cerebelo
tronco
Medula
Glânglios
Nervosos
Terminações
Nervosas
O encéfalo está localizado na caixa 
craniana e apresenta três órgãos 
principais: o cérebro, o cerebelo e o 
tronco encefálico.
Comunicação entre o SNC e os órgãos de sensibilidade e órgãos 
efetores (músculos e glândulas). Formados por \ufb01bras (axônios) 
aferentes (levam informações do meio externo e do interior do 
corpo para o SNC); e eferentes (levam impulso do SNC para os 
órgãos efetores. São motoras).
Os nervos espinhais tem origem na medula mas pertencem ao 
SNP. Compõe\u2010se de 31 pares (8 pares cervicais; 12 pares torácicos; 
5 pares lombares; 5 pares sacrais; 1 par coccigeo)
A medula espinhal é um cordão de tecido nervoso, situado dentro da coluna vertebral e na parte 
superior está conectada ao tronco encefálico. Sua função é conduzir os impulsos nervosos do restante 
do corpo para o cérebro e coordenar os atos involuntários (re\ufb02exos).
Di latações encontradas no S N P, cons\ufffdtuídas 
principalmente por corpos de neurônios.
Estruturas localizadas nas extremidades das \ufb01bras nervosas (Nervo). 
Podem ser: terminações sensi\ufffdvas (quando es\ufffdmuladas \u2010 calor, frio, etc. \u2010 dão origem a um 
impulso nervoso que percorre a \ufb01bra onde estão localizadas, até o SNC, a\ufffdngindo o cérebro, 
onde é analisado. Terminações motoras \u2010 porção terminal das \ufb01bras eferentes que se ligam aos 
órgão efetores (músculas e glândulas)
OBS.: A maioria dos NERVOS possui \ufb01bras sensi\ufffdvas e motoras. 
São chamados NERVOS MISTOS.
Órgão mais importante do sistema nervoso, está dividido em duas partes simétricas: o 
hemisfério direito e o hemisfério esquerdo.
Coordena os movimentos precisos do corpo, além de manter o equilíbrio. Além disso, 
regula o tônus muscular, ou seja, regula o grau de contração dos músculos em repouso.
o tronco encefálico conduz os impulsos nervosos do cérebro para a 
medula espinhal e vice\u2010versa. Além disso, produz os es\ufffdmulos nervosos 
que controlam as a\ufffdvidades vitais como os movimentos respiratórios, os 
ba\ufffdmentos cardíacos e os re\ufb02exos, como a tosse, o espirro e a deglu\ufffdção.
Composição do Sistema Nervoso
mesencéfalo
ponte
bulbo
DIVISÃO
ANATÔMICA:
DIVISÃO
FUNCIONAL:
Todo tecido nervoso encontrado no 
interior do crânio e da coluna vertebral.
Todo tecido nervoso encontrado fora 
do crânio e da coluna vertebral.
SNC
SNP[ [
Divisão Sistema Nervoso
Somá\ufffdco ou Cérebro Espinhal
Autônomo ou Visceral ou Vegeta\ufffdvo (SNP)
Relaciona o indivíduo com o meio externo. Regula 
ações voluntárias e conscientes como andar, falar, 
movimentar um braço.
Coordena e integra ações viscerais e involuntárias como controle da digestão, ba\ufffdmentos 
cardíacos etc.
Divide\u2010se em:
* SIMPÁTICO: ligado ao gasto de energia. Prepara o indivíduo para emergência;
* PARASIMPÁTICO: reestabelece e restaura a conservação de energia
Obs.: Simpá\ufffdco e parasimpá\ufffdco tem funções antagônicos no forma de agir. 
Mesencéfalo
Ponte
Bulbo
SN- Autônomo
SIMPÁTICO \u2010 prepara para emergência (luta/fuga) \u2010 gasto de energia \u2010 função catabólica
PARASIMPÁTICO \u2010 trabalha para reestabeler \u2010 função anabólica
Neurônio pré ganglionar \u2010 axônio deixa a 
medula pela raiz anterior (motora) da qual se 
separa para penetrar.
Axônios dos neurônios parasimpá\ufffdcos 
cranianos se incorporam aos nervos 
cranianos III, VI, VII, IX, X.
Tronco cerebral e medula sacra (S2 à S4)
\uf09f Noradrenalina, adrenalina
\uf09f Fibras adrenérgicas
\uf09f Ligada ao gasto de energia
\uf09f Função catabólica
\uf09f Prepara o indivíduo para emergência
\uf09f Ligada à restauração e conservação de 
energia
\uf09f Função anabólica
\uf09f Ace\ufffdlcolina
\uf09f Fibras colinérgicas
Crpo celular localizado na medula (T1 à L2)
S.N.A SIMPÁTICO
origem
neurônio
mediadores químicos
ação
S.N.A PARASIMPÁTICO
Funções:
\uf09f Veicula informações dos interoreceptores para o SNC
\uf09f Regula funções viscerais
\uf09f AMBOS trabalham para para manter a HOMEOSTASE = estado de equilíbrio
\uf09f Distribuição anatômica do SNA:
CONCLUSÃO:
Simpá\ufffdco e Parasimpá\ufffdco tem funções antagônicas no que relaciona a forma de agir. 
SNC - proteção
A) MENINGES
.
O SNC é cons\ufffdtuído pela parte do tecido nervoso localizado no interior do estojo ósseo = crânio e coluna vertebral. 
É protegido pelos , pelas e pelo .OSSOS MENINGES LÍQUOR
O SNC (Encéfalo e Medula) são protegidos por crânio e coluna vertebral, respec\ufffdvamente. Ambas as estruturas são reforçadas por três 
membranas (tecido conjun\ufffdvo), denominadas meninges, que envolvem totalmente o SNC. São elas a dura\u2010máter, aracnoide e pia\u2010
máter. Há, entre as duas úl\ufffdmas (espaço sub\u2010aracnóide), a presença de um líquido: o líquor (circulante como se fosse o sangue), 
responsável pela nutrição do SNC (sistema nervoso central) e pela minimização dos possíveis traumas causados por choques mecânicos. 
O espaço sub\u2010dural é preenchido com um líquido lubri\ufb01cante. (Fonte: site Brasil Escola)
\uf09f Membranas que envolve totalmentee o SNC.
\uf09f Formadas por tecidos conjun\ufffdvos.
\uf09f Função: proteção do SNC (encéfalo + medula)
\uf09f Tipos: 
 \u2010 DURAMATER (+ externa)
 (líquido lubri\ufb01cante)
 \u2010 ARACNÓIDE
 (líquor)
 \u2010 PIAMATER (+ interna)
SNC - proteção
B) LÍQUOR
.
\uf09f Líquido límpido e cristalino produzido pelos PLEXOS CORÓIDES (enovelados de vasos sanguíneos localizados no interior 
das cavidades encefálicas \u2010 ventrículos):
 \u2010 ventrículo lateral direito
 \u2010 ventrículo lateral esquerdo
 \u2010 III ventrículo
 \u2010 IV ventrículo
\uf09f Funções:
 \u2010 Proteção hidráulica do SNC;
 \u2010 Manutenção do equilíbrio hidráulico;
 \u2010 Meio de diagnós\ufffdco;
 \u2010 Administração de medicamentos (ex.: anestesia raquidiana)
\uf09f O LÍQUOR é produzido
Dyullay
Dyullay fez um comentário
Oi, por favor, poderia me enviar esse documento ? Grata! excelente material!!! diulailima@outlook.com
0 aprovações
Maria
Maria fez um comentário
Oi poderia me enviar no e-mail por gentileza lbs14.mb@gmail.com ????
0 aprovações
Carregar mais