avaliação módulo 2
15 pág.

avaliação módulo 2


DisciplinaGerenciamento de Projetos13.933 materiais116.070 seguidores
Pré-visualização5 páginas
Questão 1
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão
Em um contrato de obras, foi apontada a necessidade de alterações quantitativas nos serviços contratados, de modo que haveria acréscimos e supressões de serviços, conforme a seguir detalhado:Valor original do contrato: R$ 800.000,00
                             Serviços                       Contrato             Aditivo         Contrato com aditivo
                          Fundações                       300.000,00        120.000,00             420.000,00
                          Alvenaria                          160.000,00        - 40.000,00             120.000,00
                          Cobertura                         100.000,00          40.000,00             140.000,00
                          Pintura                              80.000,00         - 20.000,00              60.000,00
                          Instalações elétricas          30.000,00           10.000,00               40.000,00
                          Instalações hidráulicas       20.000,00             5.000,00               25.000,00
                          Pavimentação                    90.000,00            60.000,00            150.000,00
                          Urbanização                      20.000,00            10.000,00              30.000,00
                                       Valor Total          800.000,00          185.000,00            985.000,00
Verificar a pertinência e conformidade legal da alteração, que se dará por meio de aditivos, com fundamento no art. 65, § 1º, da Lei 8.666/1993.
 
a. A alteração pode ser feita, pois está dentro do limite de 25% do valor do contrato, pois o aditivo com as alterações importa em R$ 185.000,00 de um contrato com valor inicial de R$ 800.000,00, que representa cerca de 23%.
b. A alteração não pode ser feita, pois alguns serviços tiveram acréscimos ou supressões superiores ao limite legal de 25%, a exemplo dos serviços Fundações e Cobertura (+ 40% cada), Pavimentação (+ 66%) e Urbanização (+ 50%).
c. A alteração somente pode ser feita para os itens Alvenaria, Pintura e Instalações Hidráulicas, pois somente eles respeitaram o patamar de 25% previsto no art. 65, § 1º, da Lei 8.666/1993.
d. A alteração pode ser feita porque nenhum acréscimo de serviço ultrapassou, individualmente, o limite legal de 25% do valor total do contrato.
e. A alteração não pode ser feita, pois o conjunto de acréscimos totalizou R$ 245.000, o que representa cerca de 31% do valor do contrato, estando acima, portanto do limite de 25% imposto pela Lei 8.666/1993. 
A alternativa está correta. O motivo de a alteração pretendida estar em desacordo com o previsto na Lei 8.666/1993 é que a verificação deve ser feita comparando-se o conjunto de acréscimos e de supressões separadamente, sem nenhum tipo de compensação entre eles. Assim, no exemplo, as supressões importaram em R$ 60.000,00 (- 7,5%) e os acréscimos, em R$ 245.000,00 (+ 31%).
Feedback
Gabarito: A alteração não pode ser feita, pois o conjunto de acréscimos totalizou R$ 245.000, o que representa cerca de 31% do valor do contrato, estando acima, portanto do limite de 25% imposto pela Lei 8.666/1993.
A alternativa está correta. O motivo de a alteração pretendida estar em desacordo com o previsto na Lei 8.666/1993 é que a verificação deve ser feita comparando-se o conjunto de acréscimos e de supressões separadamente, sem nenhum tipo de compensação entre eles. Assim, no exemplo, as supressões importaram em R$ 60.000,00 (- 7,5%) e os acréscimos, em R$ 245.000,00 (+ 31%).
Apesar de ser comum a existência de alterações contratuais, especialmente em contratos de obras, pelas peculiaridades, especificidades e complexidades de tais contratos, devem ser tratadas como exceções, redobrando-se os cuidados com vistas a evitar o ganho indevido pelo particular em detrimento da Administração.
Na esteira desse cuidado, e com o objetivo de evitar que as alterações desnaturassem completamente o processo seletivo prévio de escolha da proposta mais vantajosa para a Administração é que o TCU firmou o entendimento acerca da forma de verificação desse limite, pois, do contrário, estar-se-ia desnaturando a proposta que passou pelo crivo da licitação, alterando de tal forma o objeto que restaria frustrada a pretensão do processo licitatório de buscar no mercado a proposta mais vantajosa, conforme expresso no voto condutor do Acórdão 2819/2011-TCU-Plenário .
Quanto aos limites estabelecidos na Lei 8.666/1991 e a sua forma de apuração, o Acórdão 591/2011-TCU-Plenário assim dispôs:
" ... para efeito de observância dos limites de alterações contratuais previstos no art. 65 da Lei nº 8.666/1993, passe a considerar as reduções ou supressões de quantitativos de forma isolada, ou seja, o conjunto de reduções e o conjunto de acréscimos devem ser sempre calculados sobre o valor original do contrato, aplicando-se a cada um desses conjuntos, individualmente e sem nenhum tipo de compensação entre eles, os limites de alteração estabelecidos no dispositivo legal".
Questão 2
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão
Salvo a exceção prevista no parágrafo único do art. 60 da Lei 8.666/1993, todo contrato administrativo deve ser escrito, sendo nulo o contrato verbal firmado com a Administração. O artigo 60 diz o seguinte: "É nulo e de nenhum efeito o contrato verbal com a Administração, salvo o de pequenas compras de pronto pagamento, assim entendidas aquelas de valor não superior a 5% (cinco por cento) do limite estabelecido no art. 23, inciso II, alínea "a" desta Lei, feitas em regime de adiantamento".
Assim, os contratos administrativos, em regra, são formalizados por meio de um instrumento escrito, documento em que são colocadas as informações acerca da contratação e descritos os direitos e as obrigações das partes que o integram. No entanto, nem toda contratação do poder público é feita por meio de um Termo de Contrato.
Acerca do tema, escolha a alternativa correta.
 
a. Os contratos administrativos devem obedecer às formalidades prescritas na Lei de Licitações e Contratos, exceto aqueles decorrentes de dispensa e inexigibilidade.
b. Para compras com entrega imediata, o Termo de Contrato pode ser substituído por outro instrumento, desde que a licitação tenha sido na modalidade Pregão.
c. O que determina a obrigatoriedade ou não de um Termo de Contrato é a assunção de obrigações futuras pelo contratado, independente do valor e da modalidade de licitação escolhida. 
Essa é a resposta correta. Quando o objeto do contrato é a entrega imediata de um bem, as obrigações do contratado terminam com a própria entrega, daí o motivo de a Lei dispensar a formalização do ajuste por meio de um Termo de Contrato. Diversamente, quando haverá a assistência técnica, entrega parcelada, ou prestação de serviços que se prolongue por um determinado tempo, há que se ter o Termo como meio de formalizar as condições de execução e fiscalização do contrato.
d. A substituição do Termo de Contrato por instrumentos como Nota de Empenho, permitida pela Lei quando a contratação for decorrente de um Convite, por exemplo, libera o contratado das obrigações próprias dos Termos de Contrato.
e. Dos contratos decorrentes de licitações na modalidade Pregão não são exigidas formalidades específicas por falta de referência da Lei do Pregão quanto aos contratos. Dessa forma, aplicam-se as disposições do Código Civil para tais contratos
Feedback
A principal questão a ser enfrentada quando da verificação da obrigatoriedade ou não de um Termo de Contrato é a existência de obrigações futuras pelo contratado, a exemplo de fornecimento de bens com entrega parcelada ou quando há a prestação de assistência técnica em garantia, ou ainda a prestação de serviços ao longo de determinado período de tempo. Nesses casos, o Termo é o instrumento adequado, pois as suas cláusulas irão determinar as condições de execução, direitos e obrigações de forma mais detalhada e específica, lembrando que a minuta desse