A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
APOL - Tópicos Gramaticais e pratica profissional

Pré-visualização | Página 2 de 3

C
	responsáveis e punidos.
	
	D
	os responsáveis pelo acidente.
	
	E
	justiça e responsáveis.
Questão 1/5 - Prática Profissional: Estudos Gramaticais
Leia o seguinte trecho de texto:
“Em cada estado brasileiro, as pessoas falam de um jeito, com sotaque próprio e, muitas vezes, chamam as mesmas coisas por nomes completamente diferentes. A pipa, por exemplo, também é chamada de papagaio e pandorga. O pão francês também tem muitos nomes – em São Paulo, é pãozinho; no Maranhão, é pão massa grossa; no Pará, careca; os sergipanos chamam de Jacó; e os paraibanos, de pão aguado; no Ceará, é pão de sal; em Santa Catarina, pão de trigo; no Rio Grande do Sul, cacetinho”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: G1. Variedade linguística é tema de redação no Projeto Educação. <http://g1.globo.com/pernambuco/vestibular-e-educacao/noticia/2013/10/variedade-linguistica-e-tema-de-redacao-no-projeto-educacao.html>. Acesso em 15 out. 2016.
De acordo com os conteúdos do livro-base Não erre mais: Língua portuguesa nas empresas sobre variação linguística, relacione corretamente os aspectos que interferem na produção linguística às suas respectivas características:
1. Tempo.
2. Espaço.
3. Grupo social.
4. Atividade profissional.
5. Situação comunicativa.
(     ) Refere-se à variação que ocorre entre diferentes círculos reunidos por suas afinidades, por exemplo, os jogadores de futebol, os skatistas etc.
(   ) A língua varia também temporalmente, ou seja, a língua que falamos hoje é diferente daquela do século XVIII, por exemplo.
(  ) Algumas áreas de atuação requerem um vocabulário técnico específico, comumente compreendido por outros indivíduos pertencentes à mesma área, como a linguagem jurídica, por exemplo.
(   ) A língua também varia no sentido de que a linguagem que utilizamos para escrever um bilhete para nossa mãe, por exemplo, não é a mesma que utilizamos para escrever um artigo para a faculdade.
(   ) No excerto citado anteriormente, as diferentes formas de se referir à pipa e ao pão francês são exemplos de que a língua também varia regionalmente, dependendo do estado em que o falante vive.
A seguir, selecione a sequência correta:
	
	A
	3 – 1 – 4 – 5 – 2
	
	B
	1 – 3 – 4 – 2 – 5
	
	C
	5 – 2 – 1 – 4 – 3
	
	D
	2 – 5 – 3 – 1 – 4
	
	E
	4 – 3 – 2 – 5 – 1
Questão 2/5 - Prática Profissional: Estudos Gramaticais
Leia a definição a seguir: 
“Segundo o gramático Napoleão Mendes de Almeida, vícios de linguagem são palavras ou construções que deturpam, desvirtuam ou dificultam a manifestação do pensamento, seja pelo desconhecimento da norma culta, seja pelo descuido do emissor”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: ESCOLA da Previdência Social. Dicas de português: Vícios de linguagem. <http://escola.previdencia.gov.br/dicas/dica15.html>. Acesso em 23 out. 2016.
De acordo com os conteúdos do livro-base Não erre mais: Língua portuguesa nas empresas sobre os vícios de linguagem, relacione cada um dos vícios de linguagem listados a seguir a seus respectivos exemplos:
1. Clichês
2. Gerundismo
3. Pleonasmo
4. Barbarismo
5. Cacofonia 
( ) Pedimos desculpas pelo incômodo e informamos que vamos estar resolvendo seu problema nos próximos dias.
(  ) O barulho que ouvi foi tão alto que me fez sair para fora de casa para ver o que houve.
(  ) Cansado de bater de frente com o irmão, Vitor saiu de casa determinado.
(  ) A mãe alimentava a criança levando a colher até a boca dela.
(  )  Ana resolveu dormir, pois estava meia cansada. 
	
	A
	1 – 3 – 4 – 2 – 5
	
	B
	5 – 2 – 3 – 4 – 1
	
	C
	2 – 3 – 1 – 5 – 4
	
	D
	4 – 1 – 5 – 3 – 2
	
	E
	3 – 5 – 4 – 1 – 2
Questão 3/5 - Prática Profissional: Estudos Gramaticais
Leia a definição a seguir: 
“Em se tratando da concordância verbal, cumpre dizer que ela se define pela harmonia, pelo equilíbrio que se manifesta entre o verbo e seu respectivo sujeito. Tal equilíbrio diz respeito exatamente à adequação que se dá entre ambos os elementos em número e pessoa. No entanto, dados os pormenores que norteiam os fatos linguísticos de uma forma geral, em algumas circunstâncias pode ser que o verbo permaneça somente no singular, em outras somente no plural e em algumas ele pode assumir ambas as posições. Estamos falando, pois, das possíveis exceções que tendem a se manifestar. Falando nelas, [...] no caso de o sujeito estar ligado pela conjunção ‘ou’, tal ocorrência se encontra atrelada a alguns princípios”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: DUARTE, Vânia. Concordância verbal. Brasil escola. <http://brasilescola.uol.com.br/gramatica/concordanciaverbal.htm>. Acesso em 05 abr. 2017.
De acordo com os conteúdos do livro-base Não erre mais: Língua portuguesa nas empresas sobre a concordância verbal nos casos em que o sujeito da oração é formado por dois núcleos ligados pela conjunção ou, analise as proposições a seguir e assinale V para as orações cuja concordância está adequada, e F para as orações cuja concordância está inadequada:
I. ( ) A poluição sonora ou a poluição do ar prejudica a saúde dos seres vivos.
II. ( ) Maçã ou banana fazem bem à saúde.
III. ( ) Correr ou nadar exigem bom preparo físico.
IV. ( ) Paulo ou João serão o goleiro titular do time.
V. ( ) Um sofá ou uma poltrona ficariam bem na sala de estar. 
A seguir, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:
	
	A
	F – V – V – F – V
	
	B
	V – F – F – V – V
	
	C
	V – V – F – F – V
	
	D
	F – V – V – F – F
	
	E
	F – F – V – F – F
	1(?)
	2(?)
	3(?)
	4(?)
	5(?)
Questão 4/5 - Prática Profissional: Estudos Gramaticais
Observe as imagens a seguir:
Após esta avaliação, caso queira ver as imagens nos links originais, ele está disponível em: <goo.gl/K7xdkrcontent_copy> e <ttps://lh3.googleusercontent.com/RSV3RnLgza62tx6gNfkiWgkgl4ZIYn9wFRou4yrdA1hyTD4pIngYgt-hzc0AbZZRWI04y9M=s85>, respectivamente. Acesso em 04 mar. 2017.
Ambas as imagens têm objetivos idênticos: indicar que se deve parar. Porém, elas fazem um uso distinto da linguagem: a linguagem não verbal e a verbal, respectivamente. De acordo com os conteúdos do livro-base Não erre mais: Língua portuguesa nas empresas sobre as linguagens verbal e não verbal, é correto afirmar que a linguagem verbal é aquela que:
	
	A
	é incapaz de variar ao longo do tempo e do espaço.
	
	B
	está restrita à modalidade falada da língua.
	
	C
	utiliza um sistema organizado de sinais que se realiza socialmente.
	
	D
	se realiza estritamente por meio de sinais do alfabeto manual dos surdos-mudos.
	
	E
	está restrita à modalidade escrita da língua.
Questão 5/5 - Prática Profissional: Estudos Gramaticais
Leia a seguinte informação: 
“A nossa pontuação – a pontuação em língua portuguesa – obedece a critérios sintáticos, e não prosódicos. Sempre é importante lembrar isso a todos aqueles que escrevem, para que se previnam contra bisonhas vírgulas de ouvido. Ensinam as gramáticas que cada vírgula corresponde a uma pausa, mas que nem a toda pausa corresponde uma vírgula. Essa ligação entre pausa e vírgula deve ser a responsável pela maioria de erros de pontuação. [...] Quantas vezes fazemos pausa entre sujeito e verbo, entre verbo e complemento. E [...] nessas estruturas não cabe vírgula. Por quê? Porque nossa vírgula é de base sintática, e não separa o que é sintaticamente ligado. [...] [A vírgula é um sinal] de pontuação que indica falta ou quebra de ligação sintática (regente + regido, determinado + determinante) no interior das frases”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: LUFT, Celso Pedro. A vírgula: Considerações sobre o seu ensino e o seu emprego. 2.ed. São Paulo: Ática, 2009. p. 6. 7, 8, e 9. 
De acordo com os conteúdos do livro-base Não erre mais: Língua portuguesa nas empresas sobre o uso da vírgula, assinale a alternativa

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.