Poder Legislativo e Processo Legislativo

Poder Legislativo e Processo Legislativo

Pré-visualização3 páginas
Poder Legislativo 
O Poder legislativo brasileiro constitui-se, a luz do artigo 44 CF/88, em um Congresso Nacional BICAMERAL, ou seja duas Câmeras, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal. Esse modelo visa dar mais celeridade, transparências ao processo legislativo, vem como tornar o processo auto-fiscalizante, devendo uma casa fiscalizar a outra .Art. 44. O Poder Legislativo é exercido pelo Congresso Nacional, que se compõe da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. Existindo 513 deputados e 81 senadores. 
Câmara dos Deputados
O Deputados de acordo com o artigo 45 da CF/88 são os Representantes do Povo, e por isso devem ser eleitos pelo SISTEMA PROPORCIONAL, o qual é obtido um quociente eleitoral de acordo com a população de cada estado, baseado em dados do IBGE, garantindo uma proporcionalidade de representação de acordo com o número de eleitores. O parágrafo primeiro do respectivo artigo, impõe uma limitação a esse Sistema, estipulando o Mínimo de 8 e Máximo de 70 Deputados, como Acre e SP. 
O parágrafo sergundo expõe que cada Território elegerá 4 Deputados.
Cada mandato durará 4 Anos
São requisitos para ser Deputado: 
a) idade de 21 anos (art. 14, VI, c);
b) ter filiação partidária;
c) domicílio eleitoral no Estado onde irá concorrer; e
d) nacionalidade brasileira nata ou naturalizada, salvo Presidente da Casa, que deverá ter nacionalidade nata e trinta e cinco anos de idade, vez que pode substituir o Presidente da República (arts. 12, § 3.º, II, 14, § 3.º, VI, a e 80).
O artigo 51 expõe matérias de competencia privativa dos Deputado, ou seja que não precisa de sanção do Presidente da República, sendo eles: 
I - autorizar, por dois terços de seus membros, a instauração de processo contra o Presidente e o Vice-Presidente da República e os Ministros de Estado; 
II - proceder à tomada de contas do Presidente da República, quando não apresentadas ao Congresso Nacional dentro de sessenta dias após a abertura da sessão legislativa; 
III - elaborar seu regimento interno; 
IV - dispor sobre sua organização, funcionamento, polícia, criação, transformação ou extinção dos cargos, empregos e funções de seus serviços, e a iniciativa de lei para fixação da respectiva remuneração, observados os parâmetros estabelecidos na lei de diretrizes orçamentárias; 
V - eleger membros do Conselho da República, nos termos do art. 89, VII.
No caso de renúnica ou perda do mandato do deputado, deverá ser chamado para assumir avaga na Câmara dos Deputados o suplente, eleito e diplomado pelo sistema de representação proporcional. O suplente perderá a condição de ocupante se mudar de partido ao qual foi eleito.
Senado Federal
Os Senadores são os representes dos Estados e do DF e por isso devem ser eleitos segundo o PRINCÍPIO MAJORITÁRIO, em único turno, sendo que cada estado terá 3 Senadores, e 2 Suplentes, totalizando 81, garantindo a autonomia de cada Estado. 
Cada mandato terá a duração de 8 anos, sendo renovado de 4 em 4 anos, pelo sistema de 1/3 e logo após 2/3. Não há limites para reelição.
Para ser Senador, é necessário:
a) possuir 35 anos de idade (art. 14, VI, a);
b) ter filiação partidária;
c) domicílio eleitoral no Estado onde irá concorrer; e
d) nacionalidade brasileira nata ou naturalizada, salvo Presidente da Casa, que deverá ter nacionalidade nata (art. 12, § 3.º, III).
O artigo 52, expões matérias de competência privativa da Senado Federal:
I - processar e julgar o Presidente e o Vice-Presidente da República nos crimes de responsabilidade, bem como os Ministros de Estado e os Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica nos crimes da mesma natureza conexos com aqueles; 
II - processar e julgar os Ministros do Supremo Tribunal Federal, os membros do Conselho Nacional de Justiça e do Conselho Nacional do Ministério Público, o Procurador-Geral da República e o Advogado-Geral da União nos crimes de responsabilidade; 
III - aprovar previamente, por voto secreto, após argüição pública, a escolha de:
a) Magistrados, nos casos estabelecidos nesta Constituição; b) Ministros do Tribunal de Contas da União indicados pelo Presidente da República; c) Governador de Território; d) Presidente e diretores do banco central; e) Procurador-Geral da República; f) titulares de outros cargos que a lei determinar;
Funções do Legislativo
Funções Tradicionais do Poder Legislativo:
Art. 59. O processo legislativo compreende a elaboração de:
I - emendas à Constituição;
II - leis complementares;
III - leis ordinárias;
IV - leis delegadas;
V - medidas provisórias;
VI - decretos legislativos;
VII - resoluções.
Função Fiscalizadora:
Art. 70 (fiscalização contábil, financeira, orçamentária e patrimonial da União)
Art. 86 (impeachment) 
Art. 58 (comissões de inquérito) 
Função Consultiva:
Art. 58 (Comissões temáticas) 
Imunidade Parlamentar - ART 53
Imunidade parlamentar é o conjunto de prerrogativas asseguradas a membros do Poder Legislativo para que o exercício da função parlamentar ocorra com independência e imparcialidade. Ela tem início com a Diplomação (resultado da eleição) e não com início do mandato.
Art. 53. Os Deputados e Senadores são invioláveis, civil e penalmente, por quaisquer de suas opiniões, palavras e votos.
Pós EC 35/2001 : A imunidade se restringe à opiniões, palavras e votos, protegendo apenas a atividade Legislativa, não cabendo, como antes, em qualquer matéria.
Imunidade Material : prevista nos arts. 27, § 1.º, 29, VIII, e 53, caput, diz respeito às palavras, votos e opiniões proferidos por membros do Poder Legislativo. Não respondendo civil ou penalmente por ''Cálunia'', ''Injúria'' e ''Difamação''.
Se as palavras forem ditas fora do Plenário, haverá preseunção relativa, cabendo responsabilidade civil e penal, se as palavras não tiverem haver com o exercício do mandato.
Imunidade Formal / Processual ''Foro Privilegiado'': Art 53 § 1.º, Serão julgados apenas pelo STF.
O Procurador Geral da Replúbica oferece denúncia ao STF, que decide se vai receber ou não a denúnciam idependente de aprovação das casas.
Se perder o mandato o processo é encaminhado para estâncias inferiores. Entretanto se o autor do delito, renunciar ao cargo antes do julgamento, para evitar ser julgado pelo STF, esse processo concinuará em curso com STF, pois se caracteriza Fraude Judicial.
 Imunidade relativa à prisão: O art. 53, § 2.º, veda expressamente a prisão de parlamentar, salvo nos casos de flagrante pela prática de crime inafiançável.
Responsabilidade Disciplinar
O artigo 54, dispões sobre vedações realivas aos membros do Congresso Nacional, desde a Diplomação; ficando sujeito a Perda de Mandato
As incompatibilidades relativas a atividade parlamentar podem ser de três tipos: Contratuais (art. 54, I, a); Funcionais (art. 54, I, b, e II, b), Profissionais (art. 54, II, a e c) ou Políticas (art. 54, II, d).
O artigo 55, dispões sobre a perda de mandado do Senador ou Deputado, ou seja as ações incompatíveis com decoro parlamentar = Violar o regimento interno da casa e/ou ter vantagens indevidas. 
Cassação do mandato (Hipotése Constitutiva): Art. 55, I, II, VI \u2013 decidade a perda por voto da maioria absoluta da Câmara dos Deputados ou do Senado Federal. 
Extinção do mandato (Hipótese Declaratória): Art. 55, III, IV, V \u2013 sendo ato meramente declaratório. a perda do mandato é automática. A mesa Declara.
Condicionantes Temporais do Poder Legislativo - ART 57
a) Legislatura
É o período de quatro anos (art. 44, parágrafo único). É importante não confundir legislatura com mandato. O Senador, por exemplo, exerce seu mandato de oito anos em duas legislaturas.
b) Sessão legislativa ordinária
É o período em que o Poder Legislativo se reúne anualmente. Cada sessão legislativa é dividida em dois períodos legislativos, sendo um em cada semestre, que são intercalados pelo recesso parlamentar. RT. 57: O Congresso Nacional reunir-se-á