Exercícios 1 a 10 Fundamentos do direito
13 pág.

Exercícios 1 a 10 Fundamentos do direito


DisciplinaIntrodução ao Direito I81.068 materiais493.869 seguidores
Pré-visualização5 páginas
EXERCÍCIOS DO 1 AO 10 FUNDAMENTOS DO DIREITO 
	1a Questão 
	
	
	Diante de uma situação em que um empregado já completou dez anos de serviços prestados e se tornou estável, pois não optou pelo FGTS, é possível dizer que temos:
		
	
	Ato jurídico perfeito
	 
	Direito adquirido a estabilidade
	
	Ilusão do direito
	 
	Expectativa de direito
	
	Direito natural
	
	 2a Questão
	
	
	Aponte a disciplina que é ramos do Direito Privado:
		
	
	Direito do Consumidor
	
	Direito Constitucional
	
	Direito do Trabalho
	
	Direito Previdenciário
	 
	Direito Civil
	
	 3a Questão
	
	
	Quanto aos ¿mecanismos de controle social¿, assinale a única alternativa correta:
		
	 
	qualquer norma de origem religiosa, moral, de trato social ou legal pode ser considerada como pertencente a um mecanismo de controle social, desde que caracterizada pela possibilidade de coerção.
	 
	dentre os mecanismos de controle social, encontram-se as normas de trato social, que são seguidas por força do costume e cujo descumprimento leva a uma sanção aplicada pelo próprio grupo.
	
	os mecanismos de controle social distinguem-se do Direito. Enquanto os primeiros têm em vista o controle da sociedade, o Direito visa à justiça.
	
	apenas as normas jurídicas que possuem a característica da bilateralidade atributiva podem ser consideradas como mecanismos de controle social.
	
	os mecanismos de controle social são exclusivamente jurídicos.
	
	 4a Questão 
	
	
	QuaL das características abaixo é vinculada à Moral?
		
	
	a) heteronomia
	
	b) coercibilidade
	
	exterioridade
	 
	expontaneidade
	
	bilaterialidade
	
	 5a Questão
	
	
	¿Ordens são ordens, é a lei do soldado. A lei é a lei, diz o jurista. No entanto, ao passo que para o soldado a obrigação e o dever de obediência cessam quando ele souber que a ordem recebida visa à prática de um crime, o jurista, desde que há cerca de cem anos desapareceram os últimos jusnaturalistas, não conhece exceções deste gênero à validade das leis nem ao preceito de obediência que os cidadãos lhes devem. A lei vale por ser lei, e é lei sempre que, como na generalidade dos casos, tiver do seu lado a força para se fazer impor¿ (RADBRUCH, Gustav. Filosofia do direito. Coimbra: Armênio Amado Editor, 1974, p. 415). O texto acima apresenta, em tom crítico, linhas gerais de uma doutrina jurídica conhecida como:
		
	
	racionalismo cristão
	
	jusnaturalismo
	 
	juspositivismo
	
	teoria trivalente do direito
	
	teoria tridimensional do direito
	
	 6a Questão 
	
	
	são os documentos jurídicos e coleções coletivas do passado que, mercê de sua sabedoria, continuam a influir nas legislações do presente. Como exemplo, poderiam ser citados: a Lei das Doze Tábuas, em Roma; o célebre Código de Hamurabi, com sua pena de talião, na Babilônia; a famosa compilação de Justiniano etc. São fontes históricas do Direito brasileiro, por exemplo, o Direito Romano, o Direito Canônico, as Ordenações Afonsinas, Manuelinas e Filipinas, o Código de Napoleão, a legislação da Itália fascista sobre o trabalho. O texto acima se refere a:
		
	
	Fontes formais do direito
	
	Fontes hierárquicas do direito
	
	Fontes analógicas do direito
	
	Fontes normais do Direito
	 
	Fontes históricas do direito
	
	 7a Questão
	
	
	Quanto ao tema ¿Finalidades do Direito¿, assinale a única alternativa correta
		
	
	O controle social não é mais visto como uma finalidade do Direito, pois se atrelava a uma concepção autoritária do mesmo.
	
	A principal finalidade do Direito é impor a vontade do governante sobre os governados.
	 
	Uma das finalidades do Direito é a segurança jurídica, que, dentre outras coisas, confere ao cidadão a certeza quanto aos efeitos de seus atos jurídicos quando realizados de conformidade com a lei.
	
	Uma das finalidades do Direito é o bem comum, que significa a soma dos bens particulares isolados das pessoas concretas.
	
	O Direito não tem como finalidade prevenir o surgimento de conflitos sociais, mas sim solucionar tais conflitos, quando os mesmos ocorrerem.
		
	
	 8a Questão 
	
	
	A interpretação pode ser classificada segundo diversos critérios: quanto à sua origem, sua natureza e seus resultados. Quanto à origem ou fonte de que emana, a interpretação pode ser:
		
	 
	Literal ou gramatical quando toma como ponto de partida o exame do significado e alcance de cada uma das palavras da norma jurídica; ela se baseia na letra da norma jurídica.
	
	Teleológica, quando emana do próprio poder que fez o ato cujo sentido e alcance ela declara.
	
	Administrativa é a resultante das decisões prolatadas pela Justiça
	
	Administrativa é a interpretação que vincula as autoridades administrativas que estiverem no âmbito das regras interpretadas e impede que os particulares adotem interpretações diversas.
	 
	A interpretação histórica emana do próprio poder que fez o ato cujo sentido e alcance ela declara
	 1a Questão 
	
	
	Podemos situar as normas do ordenamento jurídico em diferentes graus de hierarquia. Nesse sentido, são normas complementares:
		
	 
	são os regulamentos estabelecidos pelas autoridades administrativas em desenvolvimento da lei. Exemplo: decretos e portarias.
	 
	são as leis que complementam o texto constitucional. A lei complementar deve estar devidamente prevista na Constituição. Isso quer dizer que a Constituição declara, expressamente, que tal ou qual matéria será regulada por lei complementar.
	
	ocupam o grau mais elevado da hierarquia das normas jurídicas. Todas as demais devem subordinar-se às normas presentes na Constituição Federal, isto é, não podem contrariar os preceitos constitucionais. Quando contrariam, costuma-se dizer que a norma inferior é inconstitucional.
	
	são as normas elaboradas pelo Poder Legislativo em sua função típica de legislar. Exemplo: Código Civil, Código Penal, Código Tributário etc.
	
	são as normas que representam a aplicação concreta das demais normas do Direito à conduta social das pessoas. Exemplo: sentenças, contratos etc.
	
	 2a Questão
	
	
	O professor Canotilho fornece-nos a explicitação da ideia de que o sistema jurídico deve ser visto como um sistema normativo aberto de regras e princípios. Sobre o sistema jurídico podemos afirmar, EXCETO:
		
	
	é um sistema jurídico porque é um sistema dinâmico de normas.
	
	é um sistema aberto porque tem uma estrutura dialógica traduzida na disponibilidade e ¿capacidade de aprendizagem¿ das normas constitucionais para captarem a mudança da realidade e estarem abertas às concepções cambiantes da ¿verdade e da ¿justiça¿
	 
	Regras e princípios pertencem a segmentos distintos no ordenamento jurídico e não se relacionam.
	
	é um sistema de regras e de princípios, pois as normas do sistema tanto podem revelar-se sob a forma de princípios como sob a sua forma de regras.
	
	é um sistema normativo, porque a estruturação das expectativas referentes a valores, programas, funções e pessoas, é feita através de normas
	
	 3a Questão 
	
	
	O artigo 261 do Código de Processo Penal (que assegura a necessidade de defensor ao acusado) tem por fundamento os princípios constitucionais da ampla defesa, do contraditório, da igualdade etc. Nesse caso os princípios desempenham uma função:
		
	
	supletiva
	
	interpretativa
	 
	fundamentadora
	
	coercitiva
	 
	discriminativa
	
	 4a Questão 
	
	
	Nas mais citadas concepções de hierarquia das normas do ordenamento jurídico brasileiro, as Normas constitucionais:
		
	 
	são as leis que complementam o texto constitucional. A lei complementar deve estar devidamente prevista na Constituição.