Crédito Tributário e seu Lançamento - Resumo
2 pág.

Crédito Tributário e seu Lançamento - Resumo


DisciplinaDireito Tributário I16.379 materiais261.478 seguidores
Pré-visualização2 páginas
1
Crédito Tributário
Conceito
Crédito tributário é o bem jurídico que o Fisco titulariza em seu favor. O crédito tributário
é o bem que o credor da relação tributária possui, que é o Fisco e tem prestação de na-
tureza patrimonial.
O crédito tributário corresponde a todo o valor que é devido pelo sujeito passivo em favor
do Fisco credor na relação jurídica obrigacional tributária.
A tese adotada pelo CTN é a de que o crédito tributário é constituído pelo lançamento.
Então, o crédito do Estado só surge após um procedimento administrativo, privativo de
uma autoridade administrativa competente, que é o procedimento do lançamento.
Lançamento
Nas preciosas lições de Ricardo Alexandre1
, temos o seguinte conceito para o lançamento:
(...) procedimento ocial consistente em declarar formalmente a ocorrência do fato
gerador, denir os elementos materiais da obrigação surgida (alíquota e base de cál-
culo), calcular o montante devido, identicar o respectivo sujeito passivo, com o to
de possibilitar que contra este seja feita a cobrança do tributo ou da penalidade pe-
cuniária. Todo esse procedimento é legalmente denominado de lançamento, confor-
me se pode extrair do art. 142 do CTN.
A natureza jurídica do lançamento é mista, porque é declaratória da obrigação tributária e
constitutiva do crédito tributário.5
Com a noticação, o lançamento se presume denitivo. Mas o CTN traz, no artigo 145, as
exceções:
A impugnação pelo sujeito passivo: o STJ entende irregular a noticação, então nulo o
lançamento, quando não se abre prazo para que o sujeito passivo, se quiser, exerça
seu direito de impugnação.
Outra exceção é o recurso de ofício ou recurso voluntário e também temos a previsão
da iniciativa de ofício da autoridade administrativa.
1ALEXANDRE, op.cit., p. 347.
2Ibidem.
Direito Obrigacional Tributário
Direito Tributário
2
Modalidades de lançamento
De ofício ou direto: ocorre quando o Fisco já tem os dados sucientes para efetuar a
cobrança, dispensando o auxílio do contribuinte.
Por declaração ou misto: é feito com base na declaração do sujeito passivo ou de ter-
ceiro, que presta à autoridade administrativa informações sobre matéria de fato. A
declaração que é entregue pelo sujeito passivo da obrigação acessória apenas forne-
ce a matéria de fato necessária para a constituição do crédito, que é feita pelo Fisco.
Por homologação: sua principal característica é o dever do sujeito passivo de anteci-
par o pagamento. O crédito tributário não se extingue com o pagamento, mas com a
homologação. O pagamento antecipado extingue o crédito sob condição resolutória.
Extinção do crédito tributário
O ordenamento jurídico scal estabelece que a melhor forma de extinguir um crédito tri-
butário é por meio do pagamento. Mas nem sempre o pagamento termina sendo o instru-
mento que m a uma relação obrigacional.
Existem diversos outros meios de extinção do crédito tributário. O artigo 156 do CTN traz
um rol taxativo.
Adimplemento
Segurança Jurídica
Perdão
Pagamento
Compensação
Transação
Conversão do depósito
em renda
Pagamento antecipado
e sua posterior homologação
Ação de consignação
em pagamento
Dação de bens imóveis
em pagamento
Prescrição
Decadência
Decisão administativa
irrecorrível
Decisão Judicial
transitada em julgado
Remissão