Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Textos Científicos e Textos Jornalisticos

Pré-visualização | Página 1 de 4

DIFERENÇAS ENTRE TEXTOS CIENTÍFICOS E TEXTOS JORNALÍSTICOS
Alícia Santos de Carvalho Alves
Dalila Liz
Samanta Coelho Rodrigues
Thuany Zenite da Silva
Tutora: Professora Annelise do Vale Pereira de Oliveira
Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI
Educação Física (Lef 0191/01) – Prática do Módulo I
28/06/2017
RESUMO
 Para cada texto produzido, existe uma gama de recursos metodológicos a serem estudados individualmente, deve-se pensar em sua estrutura conceitual e contextual para determinar a finalidade da qual se destina, levar a mensagem do emissor para o receptor com o mínimo de ruídos possíveis. Por este motivo, os textos científicos e jornalísticos possuem características distintas, o cientifico utilizado na construção do conhecimento por meio de investigação, seja ela cientifica, artística ou filosófica; e o jornalístico onde se realiza a apuração dos fatos, envolvendo o tema e a veracidade dos fatos de forma objetiva e precisa presentes nos meios de comunicação. O objetivo principal deste estudo é demonstrar o conceito dos textos científicos e jornalísticos, o texto científico tem a função de transmitir informações e resultados de um estudo cientifico; já o jornalístico é informar e proporcionar entretenimento de algo que acontece de novo. Os tipos de textos científicos são os livros, que é o modelo clássico e em artigos, que são publicados em revistas periódicas, já os tipos de textos jornalísticos, são as noticias, que é um texto informativo, o editorial um texto opinativo e Notas onde o texto é curto e só apresentado o lide. A linguagem cientifica é pela norma ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), e a jornalística deve ser objetiva e clara. . Sendo assim o texto cientifico é baseado em dados científicos e o jornalístico é baseado em circunstâncias.
Palavras-chave: Estudo científico. ABNT. Texto informativo.
1 INTRODUÇÃO
Cada tipo de texto possui sua finalidade, tendo funções distintas, no entanto tem suas diferenças, como acontece nos textos científicos e jornalísticos. Assim, a linguagem usada em um texto varia de acordo com o seu propósito ou os leitores para quem ele é escrito. Os textos científicos são utilizados para trabalhos ou estudos científicos e já os jornalísticos para informar ou anunciar algo.
Segundo Félix (2017), O texto científico é uma produção textual, uma narrativa escrita que aborda algum conceito ou teoria, com base no conhecimento científico através da linguagem cientifica. Um texto científico é construído com linguagem científica, usando certos padrões que no Brasil são determinados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Muitas vezes os textos científicos expressam resultados obtidos em algum tipo de experiência, e tem como público-alvo outros elementos da comunidade cientifica interessado também pelo mesmo objeto de estudo. Possui diversos tópicos, dentre eles destacam-se: texto acadêmico, linguagem acadêmica, tipos de textos acadêmicos. 
Segundo Silva (2015), textos jornalísticos são aqueles veiculados pelos jornais, revistas, rádio, e televisão, com objetivo de informar sobre algo de entreter. Dentro de um jornal existem várias sessões que, por sua vez, são compostos por vários tipos de textos. Genericamente, os textos que se apresentam são denominados matérias e possuem caráter informativo. Existem algumas características que são comuns a todos os textos jornalísticos, enquanto outras servem para diferenciá-las. A linguagem jornalística deve ser clara, simples, imparcial e objetiva, a fim de expor ao emissor as principais informações sobre o tema. No que se refere à sua estrutura gramatical, geralmente o texto jornalístico apresenta frases curtas e idéias sucintas, favorecendo assim, a objetividade do texto. O jornal é um veículo que apresenta diferentes gêneros textuais, com o desenvolvimento de diversos tipos de textos, dentre os quais estão narrativo, descritivos, dissertativo-opinativo, injuntivo e expositivo. Alguns tipos de textos jornalísticos são: noticia editorial, crônica. No geral, o processo de produção de um texto jornalístico é dividido nas seguintes fases: pauta, apuração, redação, edição.
Neste trabalho será esclarecida a importância e relevância do texto científico e jornalístico.
2 TEXTOS CIENTIFICOS
	Texto científico é o nome dado para a produção textual cujo objetivo principal é transmitir ideias ou resultados de um estudo, trabalho ou pesquisa de cunho científico.
Muito usado em escolas, faculdades e universidades, o texto científico é transmissor de informações através de linguagem científica, adequada ao que foi pesquisado. Aborda teoria ou conhecimento sobre um determinado nicho e tem características próprias. 
Sua circulação se dá normalmente em periódicos e revistas específicas, além de sites e portais de cunho educacional, de pesquisa e extensão. Ele também é solicitado em cursos superiores e de extensão como trabalho de conclusão. No texto acadêmico é necessário utilizar uma linguagem formal, e de forma objetiva, normalmente segue padrões estabelecidos. Geralmente o espaçamento, tamanho, tipo de fonte, a utilização de negrito e itálico seguem padrões estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). <disponível em https://www.significadosbr.com.br/texto-cientifico>
3 LINGUAGEM CIENTÍFICA
A linguagem utilizada em textos científicos é a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Fundada em 1940, a ABNT é o órgão responsável pela normalização técnica no Brasil, fornecendo a base necessária ao desenvolvimento tecnológico do país.
É uma instituição particular, sem fins lucrativos, reconhecida como Fórum Nacional de Normalização – ÚNICO – através da Resolução n.º 7 do CONMETRO, de 24 agosto de 1992. A ABNT é membro fundador da ISO (InternationalOrganization for Standardization), da COPANT (Comissão Panamericana de Normas Técnicas) e da AMN (Associação MERCOSUL de Normalização) e a única e exclusiva representante no Brasil das seguintes entidades internacionais: 
 ISO – International Organization for Standardization 
 IEC – International ElectrotechnicalComission
 COPANT – Comissão Panamericana de Normas Técnicas 
 AMN – Associação MERCOSUL de Normalização 
Norma é o documento técnico que estabelece as regras e características mínimas que determinado produto, serviço ou processodeve cumprir, permitindo uma perfeita ordenação e a globalização dessas atividades ou produtos. As Normas são fatores vitais para que a evolução tecnológica nacional acompanhe com sucesso o processo de globalização mundial. Com as normas, é possível trabalhar com um padrão tecnológico, pois elas permitem que haja consenso entre produtores, governo e consumidores.
Normalização é a atividade que estabelece, em relação a problemas existentes ou potenciais, prescrições destinadas à utilização comum e repetitiva com vistas à obtenção do grau ótimo de ordem em um dado contexto. Na prática, a Normalização está presente na fabricação dos produtos, na transferência de tecnologia, na melhoria da qualidade de vida por meio de normas relativas à saúde, à segurança e à preservação do meio ambiente.
No desenvolvimento de um tema de pesquisa, o aluno/leitor se utiliza de outros autores e faz citações com a finalidade de: “... exemplificar, esclarecer, confirmar ou documentar a interpretação de idéias contidas no texto (...)” (ANDRADE, 2010, p.91). Esses textos vão ser incorporados a o trabalho em formato de citação, obedecendo à norma específica, ABNT NBR 10520. 
As citações podem ser diretas, entre aspas, quando se usa o próprio texto do autor (transcrição exata), e pode ser indireta quando se retira do texto apenas a idéia do autor (citação livre) sem fazer cópia do seu texto. 
Exemplo de citação direta com menos de 3 (três) linhas: 
“Todos os documentos identificados, localizados e obtidos devem ser lidos para a seleção daqueles que serão considerados na pesquisa acadêmica” 
(PASQUARELLI, 2006, p.30). 
Exemplo de citação direta com mais de 3 (três)
Página1234