A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
162 pág.
Direito Processo Penal   Renato Brasileiro

Pré-visualização | Página 4 de 50

poderá ser dispensado.
Art. 39, §5º do CPP.	Comment by Everton: § 5o O órgão do Ministério Público dispensará o inquérito, se com a representação forem oferecidos elementos que o habilitem a promover a ação penal, e, neste caso, oferecerá a denúncia no prazo de quinze dias.
Instrumentos investigatórios que não são inquéritos policiais são chamados de peças de informação.
Peça sigilosa – em regra, o elemento surpresa é fundamental para assegurar a eficácia das investigações.
OBS: em certos casos a publicidade ajuda nas investigações policiais. Nos casos em que se tem retrato falado. A divulgação de fotos do criminoso pode ajudar a capturá-lo.
A quem esse sigilo não se opõe?
Juiz (acesso amplo);
MP (aceso amplo);
Advogado (acesso restrito).
A Constituição Federal assegura ao preso assistência de advogado (Art. 5º, LXIII), logo, este também terá acesso ao inquérito policial. Não se pode esquecer o Estatuto da OAB, em seu Art. 7º, XIV, que prevê o acesso dos advogados ao inquérito policial. Este acesso é ilimitado quanto às informações já introduzidas nos autos, mas não em relação às diligências em andamento (STF, HC 82.354 e HC 90.232). Súmula Vinculante 14.	Comment by Everton: LXIII - o preso será informado de seus direitos, entre os quais o de permanecer calado, sendo-lhe assegurada a assistência da família e de advogado;	Comment by Everton: XIV - examinar em qualquer repartição policial, mesmo sem procuração, autos de flagrante e de inquérito, findos ou em andamento, ainda que conclusos à autoridade, podendo copiar peças e tomar apontamentos;	Comment by Everton: 1. Inaplicabilidade da garantia constitucional do contraditório e da ampla defesa ao inquérito policial, que não é processo, porque não destinado a decidir litígio algum, ainda que na esfera administrativa; existência, não obstante, de direitos fundamentais do indiciado no curso do inquérito, entre os quais o de fazer-se assistir por advogado, o de não se incriminar e o de manter-se em silêncio.2. Do plexo de direitos dos quais é titular o indiciado - interessado primário no procedimento administrativo do inquérito policial -, é corolário e instrumento a prerrogativa do advogado de acesso aos autos respectivos, explicitamente outorgada pelo Estatuto da Advocacia (L. 8906/94, art. 7º, XIV), da qual - ao contrário do que previu em hipóteses assemelhadas - não se excluíram os inquéritos que correm em sigilo: a irrestrita amplitude do preceito legal resolve em favor da prerrogativa do defensor o eventual conflito dela com os interesses do sigilo das investigações, de modo a fazer impertinente o apelo ao princípio da proporcionalidade.3. A oponibilidade ao defensor constituído esvaziaria uma garantia constitucional do indiciado (CF, art. 5º, LXIII), que lhe assegura, quando preso, e pelo menos lhe faculta, quando solto, a assistência técnica do advogado, que este não lhe poderá prestar se lhe é sonegado o acesso aos autos do inquérito sobre o objeto do qual haja o investigado de prestar declarações.4. O direito do indiciado, por seu advogado, tem por objeto as informações já introduzidas nos autos do inquérito, não as relativas à decretação e às vicissitudes da execução de diligências em curso (cf. L. 9296, atinente às interceptações telefônicas, de possível extensão a outras diligências); dispõe, em conseqüência a autoridade policial de meios legítimos para obviar inconvenientes que o conhecimento pelo indiciado e seu defensor dos autos do inquérito policial possa acarretar à eficácia do procedimento investigatório.5. Habeas corpus de ofício deferido, para que aos advogados constituídos pelo paciente se faculte a consulta aos autos do inquérito policial e a obtenção de cópias pertinentes, com as ressalvas mencionadas.	Comment by Everton: Súmula Vinculante 14 É direito do defensor, no interesse do representado, ter acesso amplo aos elementos de prova que, já documentados em procedimento investigatório realizado por órgão com competência de polícia judiciária, digam respeito ao exercício do direito de defesa.
OBS: Negativa de acesso do advogado ao inquérito policial: cabível reclamação ao STF por desrespeito à Súmula vinculante; o advogado pode impetrar um mandado de segurança (em nome próprio). Em nome do investigado é cabível a impetração de Habeas Corpus, estando ele preso ou em liberdade. Para o STF, sempre que puder resultar, ainda que de modo potencial, prejuízo à liberdade de locomoção será cabível o HC.
OBS: quando houver informações sigilosas do investigado no inquérito policial, o advogado deve fazer uso de uma procuração para ter acesso ao inquérito.
ATENÇÃO
Não se pode utilizar o HC em crimes em que não se prevê a prisão como modalidade de sanção. EX: porte de droga para uso pessoal. Súmula 693 STF.	Comment by Everton: Não cabe habeas corpus contra decisão condenatória a pena de multa, ou relativo a processo em curso por infração penal a que a pena pecuniária seja a única cominada.
Procedimento inquisitorial –
É obrigatória a presença do contraditório e da ampla defesa no inquérito policial?
Posição majoritária – no inquérito não é obrigatória a observância do contraditório e da ampla defesa.
Posição minoritária – é possível a ampla defesa no inquérito policial. É possível exercê-la de duas formas: exercício exógeno e exercício endógeno.
Exercício endógeno – refere-se ao exercício do direito de defesa nos autos do inquérito policial, seja por meio da oitiva do investigado, seja por meio de diligências solicitadas pela defesa à autoridade policial. A ampla defesa exercida dentro do inquérito.
Exercício exógeno – é aquele efetivado fora dos autos do inquérito policial, seja por meio da impetração de remédios constitucionais, seja por meio de requerimentos endereçados ao Juiz ou ao MP.
OBS: Lei 6.815/80 – Estatuto de Estrangeiro. A Lei prevê um inquérito para a expulsão do estrangeiro. Neste inquérito é obrigatória a observância do contraditório e da ampla defesa.
Procedimento discricionário – o inquérito policial deve ser conduzido de maneira discricionária pela autoridade policial, que deve orientar o rumo das investigações e das diligências de acordo com as peculiaridades do caso concreto.
Discricionariedade não se confunde com arbitrariedade. Discricionariedade é uma liberdade dentro dos limites da lei. Arbitrariedade é um ato praticado ao arrepio da lei.
Art. 14 do CPP.	Comment by Everton: Art. 14. O ofendido, ou seu representante legal, e o indiciado poderão requerer qualquer diligência, que será realizada, ou não, a juízo da autoridade.
Procedimento indisponível – Delegado não pode arquivar inquérito policial. Art. 17 do CPP.	Comment by Everton: Art. 17. A autoridade policial não poderá mandar arquivar autos de inquérito.
Procedimento Temporário – tem prazo definido para a conclusão do inquérito:
Investigado preso – 10 dias;
Investigado solto – 30 dias.
Os prazos podem ser prorrogados?
Em caso de réu preso o prazo para a conclusão do inquérito não pode ser prorrogado. Contudo, se o investigado está solto o prazo é prorrogável.
Art. 10, §3º do CPP. O prazo não pode ser prorrogado indefinidamente.	Comment by Everton: § 3o Quando o fato for de difícil elucidação, e o indiciado estiver solto, a autoridade poderá requerer ao Juiz a devolução dos autos, para ulteriores diligências, que serão realizadas no prazo marcado pelo Juiz.
STJ – HC 96.666. VER. O STJ determinou o trancamento de um inquérito que durava mais de 07 anos.	Comment by Everton: 5. No caso, passados mais de 07 anos desde a instauração do Inquérito pela Polícia Federal do Maranhão, não houve o oferecimento de denúncia contra os pacientes. É certo que existe jurisprudência, inclusive desta Corte, que afirma inexistir constrangimento ilegal pela simples instauração de Inquérito Policial, mormente quando o investigado está solto, diante da ausência de constrição em sua liberdade de locomoção (HC 44.649/SP, Rel. Min. LAURITA VAZ, DJU 08.10.07); entretanto, não se pode admitir que alguém seja objeto de investigação eterna, porque essa situação,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.