Teorias da Aquisição da Linguagem
1 pág.

Teorias da Aquisição da Linguagem

Pré-visualização1 página
2- Teorias da Aquisição da Linguagem
Linguagem se dá, segundo os behavioristas, mediante a experiência que a criança desenvolve com a língua utilizada pelas pessoas que com ela convivem. Aquisição de língua passa a ser visto como consequência do estabelecimento de associações entre estímulos (por exemplo, palavras ouvidas) e respostas (da criança). Skinner refere como \u2018cadeia de respostas\u2019. Behaviorista tem como fundamento que o conhecimento advém do meio, ou seja, o ser humano nada tem de inato, tudo é aprendido. Nessa teoria, observa-se o falante e o ouvinte e considera-se o que o ouvinte faz para produzir e controlar o comportamento do falante. A língua é vista como um comportamento humano igual a qualquer outro e é aprendida por meio de imitação. Chomsky propõe que há \u201ccertos aspectos do nosso conhecimento e do nosso entendimento que são inatos, fazem parte da nossa determinação genética. Três fatores: a) os princípios geneticamente determinados que limitam a faculdade da linguagem; b) os mecanismos de aprendizagem que também são geneticamente estabelecidos; e c) a experiência linguística à qual a criança está exposta em uma determinada comunidade de fala (ou de sinais). Chomsky (defende o inatismo) argumenta, contra o behaviorismo, que a aquisição da linguagem não pode ser concebida sem uma Gramática Universal. A aquisição da linguagem envolve, também, um processo seletivo. Níveis do sistema linguístico \u2013 fonética, fonologia, morfologia, sintaxe, semântica e pragmática. a. Período pré-linguístico: Balbucio Nos primeiros meses de vida, o bebê produz sons que não apresentam nenhum significado. b. Período Linguístico: Estágio de uma palavra Por volta de 1 ano de idade, as crianças começam a produzir suas primeiras palavras, é chamado de holofrásico. Na fonologia, a ordem de aquisição do português é a seguinte: bilabiais (b, p), linguodentais (t, d), velares (g, k), nasais (m, n). Das fricativas, as palatais (ch, j) são as últimas, sendo seguidas pelas laterais (l) e vibrantes (R) (ISLER, 1996). Estágio de duas palavras Em algum momento do segundo ano, a criança passa a combinar duas ou mais palavras, começam a usar o sistema pronominal. Estágio das múltiplas combinações 2 e 3 anos e meio: Nesse estágio, a criança começa a classificar as palavras. O período crítico se iniciaria por volta dos 2 anos e se encerraria por volta da puberdade. Esse período é chamado de crítico porque seria aquele mais sensível à aquisição da linguagem mesmo na perspectiva gerativa. Na proposta chomskyana a linguagem é compreendida como um sistema de princípios inatos, portanto, universais que fazem parte da faculdade da linguagem humana. A tarefa da criança será acessar este sistema para ativar a sua gramática. Assumir que tais princípios sejam inatos, explica como é possível uma criança adquirir um sistema de princípios tão complexo em tão pouco tempo. Chomsky propõe extrapolar essa perspectiva, entendendo a linguagem como algo específico da espécie humana. Obviamente, postulase que o ambiente interfira na formação do ser humano, mas isso seria um fator muito mais relacionado com a doutrina do que com a essência humana (CHOSMKY, 1988, p. 165-167).
BRASIL
BRASIL fez um comentário
super show
0 aprovações
Carregar mais