O licenciamento ambiental e as avaliações de impacto ambiental - Resumo
2 pág.

O licenciamento ambiental e as avaliações de impacto ambiental - Resumo

Pré-visualização2 páginas
1
Objetivos
O procedimento do licenciamento ambiental
Um dos mais importantes instrumentos de gestão do meio-ambiente, busca analisar os
impactos que determinado empreendimento irá causar em uma localidade, de acordo
com seu porte e características.
Pode se denido como o procedimento administrativo pelo qual o órgão ambiental
competente licencia a localização, instalação, ampliação e a operação de empreendi-
mentos e atividades utilizadoras de recursos ambientais, consideradas efetiva ou po-
tencialmente poluidoras ou daquelas que possam causar degradação ambiental.
Trata-se de uma aplicação direta do princípio da prevenção, de tal modo que a função
do licenciamento ambiental é assegurar ao máximo que a atividade econômica possa
realizar-se sem prejudicar a capacidade do meio-ambiente de atender às necessidades
de todos.
Assim, a nalidade é estabelecer um padrão de comparações entre o ser e o dever ser,
com a vericação de compatibilidade da legislação em vigor, de modo a vericar a legali-
dade de determinado empreendimento.
É formado por um conjunto de atos sucessivos, previstos no art. 10, da Resolução CONA-
MA nº 237/1997.
Existem três tipos distintos de licença ambiental:
Prévia (até 5 anos).
Instalação (até 6 anos).
Operação (até 10 anos).
Tais licenças podem ser expedidas isoladas ou cumulativamente, a depender da natu-
reza do empreendimento a ser realizado.
Atenção: A licença ambiental é tida pela doutrina como uma atividade vinculada da Ad-
ministração Pública, de tal modo que havendo o preenchimento dos requisitos legais,
não pode o Poder Público deixar de conferir a licença ambiental.
O licenciamento ambiental
Direito Ambiental
2
Estudo Prévio de Impacto Ambiental
Previsto constitucionalmente, ocorre dentro do processo de licenciamento ambiental,
sendo necessário quando a Administração Pública assim entender conveniente, apesar
de não serem pareceres vinculantes, ou seja, é possível que seja conferido o licencia-
mento ainda que EPIA/RIMA (Relatório de Impacto Ambiental) sejam desfavoráveis à
realização do empreendimento.