Psicologia Juridica   Jose Osmir Fiorelli   Resumo (1)
71 pág.

Psicologia Juridica Jose Osmir Fiorelli Resumo (1)


DisciplinaPsicologia Jurídica Social133 materiais1.162 seguidores
Pré-visualização35 páginas
Resumo do livro de psicologia jurídica
José Osmir Fiorelli
Rosana Cathya Ragazzoni Mangini
\u2192 CAPÍTULO 1: AS FUNÇÕES MENTAIS SUPERIORES (A SÍNDROME DE PIRANDELLO)
O estudo das funções mentais superiores constitui a base para toda a compreensão dos complexos mecanismos por meio dos quais se desencadeiam os comportamentos e se estrutura a realidade psíquica de cada indivíduo. Trata-se de fundamentos para compreender de que maneira a mente humana constrói sua visão de mundo, percebe o que acontece, interpreta os fatos e comanda os comportamentos.
PSICOLOGIA \u2192 trabalha com a realidade psíquica, elaborada pelo indivíduo a partir dos conteúdos armazenados na mente, ou seja, de que elementos dispõe a mente para construir sua realidade.
As técnicas de psicologia contribuem para que as pessoas identifiquem elementos desconhecidos por elas, que as impulsionavam em direção a comportamentos indesejados, a incertezas e a angústias. Suas iniciativas de transformação bem-sucedidas constituem depoimentos da importância de se continuar a aperfeiçoar essa ciência, em franco desenvolvimento.
Estabelece-se, como ponto de partida, uma visão sistêmica dos fenômenos mentais que concorrem para formar as imagens das quais o cérebro se vale para compor os conteúdos com os quais o psiquismo trabalha. 
\u2192 O cérebro é o palco das funções mentais superiores; o que a mente comanda não ultrapassa os limites de funcionamento das estruturas cerebrais e as possibilidades dessas funções, por meio do processamento do que ali se encontra armazenado. São elas:	Comment by winxp: Funções mentais superiores: constituem uma espécie de programação por meio da qual os indivíduos desenvolvem imagens mentais de si mesmos e do mundo que os rodeia, interpretam estímulos que recebem, elaboram a realidade psíquica e emitem comportamentos.
sensação
percepção 
atenção
memória
pensamento
linguagem
emoção
\u201cSensação\u201d e \u201cPercepção\u201d constituem um processo contínuo que se inicia com a recepção do estímulo (interno ou externo ao corpo) até a interpretação da informação pelo cérebro, valendo-se de conteúdos nele armazenados.
a) Sensação = operação por meio da qual as informações relativas a fenômenos do mundo exterior ou ao estado do organismo chegam ao cérebro. Essas informações permitem ao cérebro compor uma imagem mental correspondente a elas.
\u2192 Características:
» algumas pessoas experimentam sensações decorrentes de mínimas transformações fisiológicas em seus interlocutores (a impressão é que \u201cadvinham emoções\u201d: ex: detectar se a pessoa está mentindo).
» a emoção afeta a sensação (ex: a pessoa sofre um \u201cbloqueio\u201d que a impede de ver, recordar etc).
» a sensação possui um limiar inferior, variável de pessoa para pessoa, abaixo do qual o estímulo não é reconhecível (a informação é ignorada pq a intensidade do estímulo foi insuficiente para produzir a sensação). 
» existe um limiar superior acima do qual ocorrem danos nos mecanismos de recepção dos estímulos e/ou se atinge um \u201cpatamar de saturação\u201d.
» informações em excesso deixam de ser registradas pq o cérebro não consegue administrar a totalidade e descarta uma parte delas.
» o estado emocional tb afeta os limiares da sensação. Ex: qdo se tem raiva de alguém, um som, um suspiro etc, são registrados com > intensidade.
» o álcool (e outras substâncias psicoativas) altera a interpretação dos efeitos de diversos estímulos (distância, temperatura etc). Ainda que se tome consciência do estímulo, a reação será inadequada.
» o estresse aumenta a sensibilidade a ruídos; alteram-se as descrições dos eventos e compromete-se a observação.
 
b) Percepção = realiza a interpretação da imagem mental resultante da sensação; processo mental pelo qual os estímulos sensoriais são trazidos à consciência. O mesmo conjunto de estímulos gera diferentes percepções em diferentes pessoas, reagindo cada uma de uma maneira aos vários tipos de estímulos.
\u2192 Fatores que afetam a percepção:
» captura visual: ocorrendo conflito entre a visão e os demais sentidos, predomina a percepção provocada pelo estímulo visual.
» características particulares do estímulo: intensidades, dimensões, cor etc, tudo o que permita estabelecer diferenças contribui para melhorar a percepção.
» experiências anteriores com estímulos iguais ou semelhantes (a prática melhora o reconhecimento de detalhes).
» conhecimentos do indivíduo (ex: um costureiro relata com precisão características de indumentária etc).
» crenças e valores: a percepção atua para confirmar a crença (ex: se a pessoa acredita que \u201ctodo político é desonesto\u201d, percebe sinais de desonestidade nas propostas ou atos de qq político).
» emoções e expectativas envolvendo o estímulo ou as circunstâncias que o geram: o estado emocional afeta a percepção, a fixação de conteúdos na memória e a posterior recuperação deles (ex: situação em que jovens \u201csurpreendem\u201d os pais quando identificados como consumidores de drogas \u2192 na verdade, a família \u201cignora\u201d os indícios dessa realidade).
» situação em que a percepção acontece: a situação combina com a expectativa (ex: esposa arma um escândalo pq encontra o marido almoçando em restaurante com outra mulher; o mesmo fato seria interpretado de outras maneiras em outro momento ou lugar).
OBS: percepção se aprende ao longo da vida; mas a capacidade perceptiva, se não exercitada, pode regredir.
\u2192 Fenômenos da percepção:	Comment by winxp: Todos eles recebem notável influência do aprendizado e do uso de substâncias psicoativas.
relação figura-e-fundo: tal relação, comum a toda percepção, possibilita eleger uma porção mais definida e organizada \u2013 a figura \u2013 com um fundo coadjuvante, sendo que o cérebro dá prioridade ao que ocupa o lugar de figura.
Ilusão = percepção ou interpretação errônea de estímulos sensoriais externos reais. A influência da emoção sobre a percepção, produzindo ilusões, é reconhecida e notória; o estado emocional impede que os estímulos recebam adequada interpretação. Ex: há, com freqüência, ilusões perceptivas nos depoimentos de testemunhas de cenas de impacto emocional, pq a emoção do momento desencadeia processos mentais que favorecem o seu surgimento e, uma forma de se aproximar da verdade é confrontar as declarações.
\u2192 O conflito e as percepções: nos conflitos, existem diferenças fundamentais de percepção entre os litigantes. A figura de um pode ocultar-se no fundo percebido pelo outro ou, pelo menos, existem diferenças marcantes de percepção a respeito do que seja a figura principal em uma demanda. Para Acland, é ingênuo acreditar que a compreensão das percepções do oponente solucione um conflito. Mas, conhecer as percepções de cada parte a respeito de um conflito tem valor para a condução do processo, para desenhar possíveis acordos etc.
 
C) ATENÇÃO
\u2192 A cada momento, inúmeros estímulos chegam ao cérebro. A atenção possibilita selecionar alguns e descartar os restantes, por meio de células cerebrais especializadas, denominadas detectores de padrão. A atenção filtra os estímulos sendo que os estímulos \u201cselecionados\u201d compõem a figura da percepção. 
\u2192 Fatores que influenciam a atenção seletiva: emoção, experiência, interesses do indivíduo, necessidades do momento etc.	Comment by winxp: A emoção ativa a atenção para inúmeros detalhes.
OBS: a \u201cfalta de atenção\u201d tb é importante (ex: testemunha deixa de prestar informação relevante pq, simplesmente, não prestou a necessária atenção ao acontecimento).	Comment by winxp: Fenômenos que contribuem para a \u201cfalta de atenção\u201d: a pessoa, simplesmente, não compreende o que acontece; mecanismos inconscientes de defesa (impedindo que a atenção seja despertada para determinados estímulos); o indivíduo está profundamente concentrado em outra atividade, não permitindo que o organismo responda a novos estímulos.
\u2192 Fatores importantes para a obtenção e permanência da atenção:
características dos estímulos: intensidade, novidade, repetição;
fatores internos aos indivíduos: necessidades e objetivos (o que se quer obter).
\u2192 Esses fatores são influenciados