A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
TAD01009-Aulas-xerox

Pré-visualização | Página 1 de 11

*
Teoria Geral da Administração
Livro Básico:
Idalberto Chiavenato. 
Introdução à Teoria Geral da Administração. 
7a. Edição, Editora Campus.
*
Sumário
UNIDADE 1 P1 14/03
A Administração e suas Perspectivas (1)
Os Primórdios da Administração (2)
Administração Científica (3)
Teoria Clássica da Administração (4)
UNIDADE 2 P2 11/04
Teoria das Relações Humanas (5) 
Decorrência da Teoria das Relações Humanas (6)
Teoria Comportamental da Organização (13)
UNIDADE 3 P3 09/05
Modelo Burocrático de Organização (11)
Teoria Estruturalista da Organização (12)
Tecnologia e Administração (15)
Teoria Matemática da Administração (16)
Teoria de Sistemas (17)
UNIDADE 4 P4 27/06
Teoria da Contingência (18)
Teoria Neoclássica da Administração (7)
Decorrências da Teoria Neoclássica (8 e 9)
Administração por Objetivos (10)
Para onde vai a T.G.A.? (19)
*
1. A Administração e suas Perspectivas 
Leitura:
Idalberto Chiavenato 
Parte I ‘Introdução à Teoria Geral da Administração’
Páginas: 01 à 24
*
O que é T.G.A.?
O que é Teoria?
O que seriam as Teorias da Administração?
Há espaço na prática das organizações para aplicação das Teorias Administrativas?
Qual a importância do estudo da TGA?
*
1.1- Defininindo Administração
O mundo é composto, essencialmente, por Organizações que são heterogêneas.
As Organizações precisam ser administradas para sobreviver às constantes mudanças do mundo.
A palavra administração vem do latim ad (tendência para) e minister (subordinação). 
Entretanto, seu significado e conteúdo vêm sofrendo transformações, por meio das diferentes Teorias da Administração. 
*
1.1 Definindo Administração
 
“A tarefa de administração passou a ser a de interpretar os objetivos propostos pela Organização e transformá-los em ação organizacional por meio de panejamento, organização, direção e controle de todos os esforços realizados em todas as áreas e em todos os níveis (...).” (p.11)
*
Caso Introdutório:
A promoção de Marcelo (p.09)
Marcelo Gonçalves é um engenheiro bem-sucedido e foi promovido a Gerente do Departamento de Novos Produtos
Sempre trabalhou com coisas concretas e medidas exatas. 
Nunca lidou com situações abstratas e nem com pessoas.
Agora lida com uma equipe de 30 funcionários. 
Sua maneira lógica, matemática e quantitativa deve ser substituída por uma maneira abrangente, flexível, psicológica e humana. 
Marcelo não tem a menor idéia sobre como gerir o departamento, nem como conduzir sua equipe. 
Quais as ações que Marcelo deve tomar?
Marcelo agora ocupa um cargo executivo, sendo exigida sua capacidade de administrar.
Você se lembra das habilidades e dos papéis de um administrador?
*
1.2 As Habilidades do Administrador
O sucesso do administrador depende de sua habilidade, de sua capacidade de transformar conhecimento (informação) em ação, resultando no desempenho desejado.
O administrador não é analisado apenas pelo seu modo de agir ou pela sua personalidade. O sucesso do administrador depende também do seu desempenho, de suas habilidades: Técnicas, Humanas, e Conceituais.
A TGA trabalha a habilidade conceitual, i.e., a capacidade do administrador de pensar, analisar, criticar e propor soluções e inovações na Organização.
*
1.2 As Habilidades do Administrador
Fig. I.1
*
1.3 Os Papéis do Administrador
Fig. I.4
*
1.4 O conhecimento administrativo: as Teorias da Administração
Conforme mencionado, o significado da Administração vem sofrendo alterações de acordo com a Teoria da Administração.
Cada Teoria da Administração surgiu como uma resposta aos problemas empresariais mais relevantes da sua época. Mesmo assim, todas as Teorias são válidas.
Teoria é um conjunto de afirmações, ou regras, feitas para registrar o que se percebe como realidade.
Teorias da Administração são conhecimentos organizados, produzidos pelas experiências práticas das organizações.
Não há uma Teoria da Administração que seja melhor do que a outra. Tudo depende de variáveis internas e externas à organização/administrador.
A TGA se ocupa do estudo da Administração em geral.
*
1.4 O conhecimento administrativo: as Teorias da Administração
Formação do Conhecimento
Experiência prática
Métodos Científicos
Disseminação do Conhecimento
*
1.5 As variáveis da T.G.A.
A TGA estuda a administração das organizações sob o ponto de vista de seis variáveis interdependentes:
Fig. 1.2
*
1.6 As principais teorias administrativas
Tab. 1.1
*
1.6 As principais teorias administrativas
Pode-se dizer que as teorias administrativas são aplicáveis às situações atuais.
É necessário que o administrador as conheça bem para ter à sua disposição um leque de alternativas adequadas para cada situação.
À medida que a administração se defronta com novas situações, as teorias administrativas precisam adaptar suas abordagens para continuarem aplicáveis. 
*
Próxima Aula
Chiavenato
Parte 2: “Os primórdios da Administração”
Páginas: 25 à 46
*
2. Os Primórdios da Administração: Antecedentes Históricos da Administração
Leitura:
Idalberto Chiavenato
Parte II ‘Os primórdios da Administração’
Páginas: 25 à 46
*
2.1 A história administração
A história da Administração é recente, tendo pouco mais de 100 anos. 
O desenvolvimento das teorias a respeito da Administração foi bem lento até o século XIX, acelerando-se a partir do início do séc. XX.
No decorrer da história da humanidade sempre existiu alguma forma de administração. Por isso, podemos dizer que esta é resultado da contribuição de:
Filósofos
Igreja católica e Organização militar
Revolução Industrial
Pioneiros e empreendedores.
*
2.2 Filósofos
Administração como habilidade pessoal, separada do conhecimento técnico e da experiência. 
Princípio do método de Descartes
Teve influência decisiva na Administração.
Maneira de abordar e solucionar problemas.
Tendência à análise e à divisão do trabalho.
*
2.2 Filósofos
*
2.3 Igreja Católica e Organização Militar
As normas administrativas e a administração pública foram passando, ao longo do tempo, dos Estados para a Igreja Católica e Organização Militar.
Conceitos sobre estratégia, planejamento e logística.
Princípios:
Hierarquia 
Estruturas organizadas, com responsabilidades e tarefas próprias
Unidade de comando
Cada subordinado pode ter somente um superior
De direção
Cada subordinado deve saber o que fazer e o que se espera dele
*
2.4 Revolução Industrial
Teve início na Inglaterra e pode ser dividida em duas épocas:
1780 à 1860: 
1a. Revolução Industrial 
Revolução do carvão e do ferro
1860 à 1914:
2a. Revolução Industrial
Revolução do aço e da eletricidade
*
2.4 Revolução Industrial
Principais características da 1a. Revolução Industrial
Mecanização da indústria e da agricultura
anteriormente, uso da força humana ou animal
Aplicação da força motriz à indústria
máquina à vapor
Desenvolvimento do sistema fabril
fim do artesão e sua pequena oficina
lugar ao operário e às fábricas
Espetacular aceleramento dos transportes e comunicações
Navegação e locomotiva à vapor
*
2.4 Revolução Industrial
Principais características da 2a. Revolução Industrial
Substituição do ferro pelo aço
Vapor pela eletricidade
Desenvolvimento de máquinas automáticas
Especialização do trabalhador
Crescente domínio da indústria pela ciência
Transformações nos transportes e comunicação
Novas formas de organização capitalista
Expansão da industralização
*
2.4 Revolução Industrial
A organização e a empresa moderna nasceram com a Revolução Industrial graças:
à ruptura das estruturas corporativas da Idade Média
ao avanço tecnológico e sua aplicação à produção
Com a nova tecnologia dos processos de produção, a administração e a gerência das empresas

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.