Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Resumo anatomia humana

Pré-visualização | Página 1 de 3

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS MORFOLÓGICAS
Atividade de ensino: Anatomia Humana Aplicada à Nutrição 2014/1
Monitora: Mayara de Almeida Tebaldi
RESUMO 
Posição anatômica: corpo em pé, com membros superiores estendidos ao lado do tronco e com as palmas das mãos voltadas para frente, assim como a cabeça e os pés.
Decúbito Dorsal ou Posição Supino: o corpo está deitado com a face voltada para cima (posição usada nas aulas de anatomia).
Planos Anatômicos: 
 Planos Seccionais: quatro planos são fundamentais: 
1) Plano Mediano: plano vertical que passa longitudinalmente através do corpo, dividindo-o em metades direita e esquerda.
2) Planos Sagitais: são planos verticais que passam através do corpo, paralelos ao plano mediano.
3) Planos Frontais (Coronais): são plano verticais que passam através do corpo em ângulos retos com o plano mediano.
4) Planos Transversos (Horizontais): Divide o corpo em partes superior e inferior.
 Termos Anatômicos:
-Termos de Comparação: 
Proximal: próximo da raiz do membro. Na direção do tronco. 
Distal: afastado da raiz do membro. Longe do tronco ou do ponto de inserção. 
Exemplo: O braço é considerado proximal quando comparado ao antebraço (distal), pois está mais próximo da raíz de implantação do membro (cintura escapular).
Superficial: significa mais perto da superfície do corpo. 
Profundo: significa mais afastado da superfície do corpo.
Superior / Cranial: na direção da parte superior do corpo.
Inferior / Caudal: na direção da parte inferior do corpo.
- Termos de Movimento: 
Flexão: curvatura ou diminuição do ângulo entre os ossos ou partes do corpo. 
Extensão: endireitar ou aumentar o ângulo entre os ossos ou partes do corpo.
Adução: movimento na direção do plano mediano em um plano coronal. 
Abdução: afastar-se do plano mediano no plano coronal.
Divisão do corpo humano
Cabeça: crânio e face
Pescoço: pescoço
Tronco: tórax, abdômen e pelve
Membro superior: ombro, branco, antebraço e mão
Membro inferior: quadril, coxa, perna e pé.
SISTEMA  ESQUELÉTICO
	Ossos são órgãos esbranquiçados, muito duros, que unindos-se aos outros, por intermédio das junturas ou articulações constituem o esqueleto. É uma forma especializada de tecido conjuntivo cuja a principal característica é a mineralização (cálcio) de sua matriz óssea (fibras colágenas e proteoglicanas).
	Quanto a irrigação do osso, temos os canais de Volkman (vasos sangüíneos maiores) e os canais de Havers (vasos sangüíneos menores). O tecido ósseo não apresenta vasos linfáticos, apenas o tecido periósteo tem drenagem linfática.
	O PERIOSTEO é uma membrana de tecido conjuntivo denso, muito fibroso, que reveste a superfície externa da diáfise, fixando-se firmemente a toda a superfície externa do osso, exceto à cartilagem articular. Protege o osso e serve como ponto de fixação para os músculos e contém os vasos sangüíneos que nutrem o osso subjacente.
	O ENDÓSTEO se encontra no interior da cavidade medular do osso, revestido por tecido conjuntivo.
Funções do Sistema Esquelético:
 Sustentação do organismo (apoio para o corpo)
 Proteção de estruturas vitais (coração, pulmões, cérebro)
 Base mecânica para o movimento
 Armazenamento de sais (cálcio, por exemplo)
 Hematopoiética (suprimento contínuo de células sanguíneas novas)
Quantidade:
	Aproximadamente 206 ossos, mas esse número varia de pessoa para pessoa com a idade. Exemplo: Quando criança possui-se mais ossos do que adulto, porque alguns ossos ainda não se uniram e no adulto alguns ossos acessórios podem aparecer (ossos sesamóides).
Divisão do Esqueleto:
Esqueleto Axial - Composta pelos ossos da cabeça, pescoço e do tronco. 
Esqueleto Apendicular - Composta pelos membros superiores e inferiores. 
*A união do esqueleto axial com o apendicular se faz por meio das cinturas escapular e pélvica.
Classificação dos Ossos:
-Ossos longos: o comprimento predomina pela largura e espessura. São constituídos por um corpo(diáfise) e duas extremidades (epífises). Ex: Fêmur, tíbia.
-Ossos curtos: as três dimensões se equivalem são mais ou menos cúbicos. Ex: ossos do carpo.
-Ossos planos (laminares): ossos finos. Ex: parietal e frontal.
-Ossos alongados: São ossos longos, porém achatados e não apresentam canal central. Ex:Costelas.
-Ossos pneumáticos: São osso ocos, com cavidades cheias de ar e revestidas por mucosa (seios), apresentando pequeno peso em relação ao seu volume. Ex: Esfenóide.
-Ossos irregulares: Apresentam formas complexas e não podem ser agrupados em nenhuma das categorias prévias. Ex:Vértebras.
-Ossos sesamóides: Estão presentes no interior de alguns tendões em que há considerável fricção, tensão e estresse físico, como as palmas e plantas. Ex: patela.
MEMBRO SUPERIOR
MEMBRO INFERIOR
*Cintura Pélvica: fusão de três ossos: ílio, ísquio e púbis.
*Patela: osso sesamóide entre fêmur e tíbia.
ARTROLOGIA
	Articulações ou junturas são as uniões funcionais entre os diferentes ossos do esqueleto. São divididas nos seguintes grupos, de acordo com sua estrutura e mobilidade:
 Articulações Fibrosas (Sinartroses) ou imóveis;
 Articulações Cartilagíneas (Anfiartroses) ou com movimentos limitados;
 Articulações Sinoviais (Diartroses) ou articulações de movimentos amplos.
-Líquido sinovial: líquido viscoso que facilita o contato entre os ossos evitando o desgaste. Nutre a cartilagem articular e lubrifica as articulações.
-Discos articulares: melhor adaptação das superfícies que articulam, ou estrutura que recebe violentas pressões, agindo como amortecedores. Ex:mandíbula e esternoclavicular.
-Menisco: mesma função dos discos, encontramos no joelho, dois na clavícula, e um na mandíbula (esternojubiliar).
SISTEMA CARDIOVASCULAR
A função básica do sistema cardiovascular é a de levar material nutritivo e oxigênio às células. O sistema circulatório é um sistema fechado, sem comunicação com o exterior.
Circulação Pulmonar (VD-AE) - leva sangue do ventrículo direito do coração para os pulmões e de volta ao átrio esquerdo do coração. Ela transporta o sangue pobre em oxigênio para os pulmões, onde ele libera o dióxido de carbono (CO2) e recebe oxigênio (O2). O sangue oxigenado, então, retorna ao lado esquerdo do coração para ser bombeado para circulação sistêmica. 
Circulação Sistêmica (VE-AD)- é a maior circulação; ela fornece o suprimento sangüíneo para todo o organismo. A circulação sistêmica carrega oxigênio e outros nutrientes vitais para as células, e capta dióxido de carbono e outros resíduos das células.
Camadas da Parede Cardíaca: 
Pericárdio: a membrana que reveste e protege o coração. Ele restringe o coração à sua posição no mediastino, embora permita suficiente liberdade de movimentação para contrações vigorosas e rápidas. O pericárdio consiste em duas partes principais: pericárdio fibroso e pericárdio seroso.
	O pericárdio fibroso superficial é um tecido conjuntivo irregular, denso, resistente e inelástico. Assemelha-se a um saco, que repousa sobre o diafragma e se prende a ele.
	O pericárdio seroso, mais profundo, é uma membrana mais fina e mais delicada que forma uma dupla camada, circundando o coração. A camada parietal, mais externa, do pericárdio seroso está fundida ao pericárdio fibroso. A camada visceral, mais interna, do pericárdio seroso, também chamada epicárdio, adere fortemente à superfície do coração.
CORAÇÃO:
-formado por 2 átrios e 2 ventrículos;
-tem 3 faces: anterior, inferior e esquerda.
Epicárdio: a camada externa do coração é uma delgada lâmina de tecido seroso. O epicárdio é contínuo, a partir da base do coração, com o revestimento interno do pericárdio, denominado camada visceral do pericárdio seroso. 
Miocárdio: é a camada média e a mais espessa do coração. É composto de músculo estriado cardíaco. É esse tipo de músculo que permite que o coração se contraia e, portanto, impulsione sangue, ou o force para o interior dos vasos sangüíneos. 
Endocárdio: é a camada mais interna do coração.
Página123