A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Resenha Critica sobre Desigualdade de Raça e Etnia

Pré-visualização | Página 1 de 1

CENTRO UNIVERSITARIO GERALDO DI BIASE
FUNDAÇÃO EDUCACIONAL ROSEMAR PIMENTEL
INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS 
APTA II
RESENHA CRÍTICA
 
 VOLTA REDONDA/RJ
2014
CENTRO UNIVERSITARIO GERALDO DI BIASE
FUNDAÇÃO EDUCACIONAL ROSEMAR PIMENTEL
INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS 
APTA II
RESENHA CRÍTICA
Elaborado pelas alunas Tássia Wiara Almeida da Silva e Ana Carolina Carvalho de Jesus, do segundo período do Curso de Direito, para a disciplina de Apta II, sob a orientação da Professora Regina Coeli.
	VOLTA REDONDA/RJ
2014
Desigualdade de raça e etnia
Os conceitos de raça e etnia- Os conceitos de raça e etnia configuram agrupamentos humanos identificados por suas características externas, culturais, físicas ou hereditárias que facilita e identificação entre os membros .Facilitado um espírito solidário e comunitário.
Grupos étnicos são populações que tem senso de identidade. A diferença fundamental entre os grupos étnicos é de natureza cultural. Tais como música, músicas e rituais.
O termo raça foi utilizado inicialmente para explorar as diferenças de cor da pele e classificar seres humanos Hoje é reconhecido pela biologia que a classificação racial reconhecida pelo tipo físico é arbitrária. A realidade social, ou seja, se as pessoas acreditam e agem em função do que se entende do conceito de raça, do ponto de vista social se trata de uma população que membros compartilham certas características físicas herdadas, ou seja, traços físicos idênticos e observáveis. Não existe uma raça pura, seres humanos de todo planeta têm uma origem comum.
Os grupos minoritários- É o conjunto de pessoas que, por suas características físicas ou culturais, diferenciam-se de outros membros da sociedade em que vivem e recebem um tratamento desigual. Estando relacionado com poder, autoridade ou influencia. No qual o grupo subordinado possui menos controle sobre suas vidas.
O preconceito e a descriminação- O preconceito consiste em uma atitude, idéia, pensamento ou opinião desfavorável que um grupo ou indivíduo demonstra de maneira emotiva e categórica com relação a outros indivíduos ou grupos. Um prejulgamento emotivo e sem fundamento. O preconceito é uma tendência de comportamento. Já a discriminação é uma ação deliberada e intencional de tratar um grupo social de maneira injusta e desigual sendo passível de controle pelo aparato jurídico do estado. O preconceito é algo aprendido, ninguém nasce com preconceito. O racismo é uma ideologia baseada a crença que características herdadas, como a cor, são sinais de inferioridade que justifica um tratamento discriminatório contra essas pessoas. Preconceito e discriminação ocorrem juntos, porém com significados diferentes. O preconceito é um sentimento interior. Já a discriminação é um comportamento que faz com que os demais sejam tratados injustamente. Os dois levam as pessoas pertencentes a minoria a serem excluídos dos direito e privilégios que os demais membros da sociedade possuem. 
Os últimos aos foram implantados políticas publicas e privadas para combater a discriminação, chamadas de ações afirmativas.Surgiram os EUA, um exemplo são as cotas para egros as universidades.
Formas de perseguição étnica e racial- A forma mais radical de exclusão é o genocídio. Assim como o massacre de judeus pelos nazistas Da Alemanha, a eliminação de muçulmanos bósnios pelos sérvios a antiga Iugoslávia etc. Uma outra forma de exclusão é a expulsão da população de um determinado território. 
A separação é outra forma de exclusão que ocorre entre diferentes grupos étnicos, criando-se fronteiras, reorganizando o espaço ocupado pelas diferentes culturas. Os que são minoria são obrigados a se deslocarem para o território em que sua etnia seja maioria.
Uma forma de exclusão que ocorre dentro das sociedades é a segregação em que as barreiras são sócias. O grupo minoritário segregado é forçado a viver em uma parte da cidade, e as vezes em outra cidade, vila ou aldeia. Um tipo de segregação forçada é o apartheid. 
Formas de integração- Ao longo da história da humanidade, diferentes formas de integração ocorreram entre os grupos raciais e étnicos. 
Um deles é a assimilação, que é um processo de integração em que dois ou mais grupos raciais ou étnicos se unem. Um processo em que o grupo étnico ou racial adota valores, atitudes e comportamentos do grupo dominante na sociedade. Neste processo a assimilação, cultura aprendida sempre incorpora ovos elementos a cultura dominante. 
O outro é o pluralismo cultural, o qual é quando há uma perfeita convivência entre grupos étnicos ou raciais em uma mesma sociedade. 
Critica:
A diferença entre raça e etnia, é que etnia também compreende os fatores culturais, como a nacionalidade, religião, língua e as tradições, enquanto raça compreende apenas os fatores morfológicos, como cor de pele, constituição física, estatura, etc.
No que entendi sobre a diferença entre preconceito e discriminação é que o Preconceito é a idéia e Discriminação é a idéia colocada em "prática". Por Exemplo, você pode não gostar de homossexuais, esse é um preconceito. A partir do momento que você passa a insultá-los ou qualquer outro tipo de atitude, é a discriminação.
Racismo consiste no preconceito e na discriminação com base em percepções sociais baseadas em diferenças biológicas entre os povos. Muitas vezes toma a forma de ações sociais, práticas ou crenças, ou sistemas políticos que consideram que diferentes raças devem ser classificadas como inerentemente superiores ou inferiores com base em características, habilidades ou qualidades comuns herdadas. Também pode afirmar que os membros de diferentes raças devem ser tratados de forma distinta.
Há as formas de integração como a assimilação que são novos costumes e atitudes adquiridos através do contato e comunicação, no qual cada grupo contribui com um pouco de seu próprio traço cultural na nova sociedade. E o outro é o pluralismo cultural,  termo que descreve a existência de muitas culturas numa região, cidade ou país, com no mínimo uma predominante. 
Bibliografia:
Dias, Reinaldo
Introdução À sociologia\ Reinaldo Dias- 2. Ed . – São Paulo: Pearson pretince Hall, 2010.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.