Resumo prova 2 PASS - Dilson - 4 PÉRIODO MED FAG
8 pág.

Resumo prova 2 PASS - Dilson - 4 PÉRIODO MED FAG


DisciplinaPrograma de Aprendizagem Saúde e Sociedade (pass) III3 materiais10 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Resumo PASS \u2013 prova 2
Aula 6 \u2013 Saúde da Mulher
Na atenção primaria há atividades que proporcionem as melhores condições para essa mulher viver o maior tempo possível
Anamnese e Exame Clínico
Ambiente deve ser confortável para que a mulher não fique envergonhada de se expor
Ouvir com atenção e detectar queixas ocultas dentro do relato
Relatar aquilo que foi escutado, para não ter complicações depois
O exame clinico depende da queixa mama, útero, etc
Ações de promoção e prevenção de doenças nas mulheres
Cálcio: importante para a manutenção óssea. Após a menopausa diminui estrogênio, o que tem relação direta com perda óssea.
Anticoncepção planejamento reprodutivo é um direito da mulher 
Orientação pré-concepcional: 
Reduz gravidez indesejada; 
Oferece métodos contraceptivos [anticoncepcional, camisinhas]
Orientar sobre o acido fólico para aquelas que pretendem engravidar [pelo menos um mês antes da concepção]
O ácido fólico pode ser substituído por L-metil-folato
Ácido fólico é grande e precisa da enzima: dihidrofolatoredutase para poder penetrar na forma de metilfolato no sistema nervoso central; L-metil-folato já ta pronto
O controle do peso é muito importante pra ter o segundo filho. Se na primeira gestação não aumentar muito o escore de sobrepeso no seu IMC, ela terá chances reduzidas de ter trabalho de parto prematuro e mortalidade infantil.
Primeiros ciclos são irregulares [muito estrogênio e pouca progesterona], fica sempre descamando ainda não consegue engravidar
Verificar se a vacinação está em dia. 
Vacina do HPV: gratuitamente de 9 até os 26 anos e mulheres previamente contaminadas; 
Concepção
Principais causas de gravidez não planejada
Desconhecimento dos métodos anticonceptivos
Métodos não praticados/uso incorreto
Uso de métodos de baixa eficiência
Confiança na sorte
Gravidez em adolescentes
Maior propensão para complicações da gravidez e problemas de parto; 
Malformações
Trabalho de parto prematuro
Gravidez indesejada
Pré-eclâmpsia e a eclampsia
Retardo no crescimento intrauterino
Implicações emocionais, econômicas, comportamentais
Comprometimento do crescimento e desenvolvimento da mãe
Métodos Contraceptivos
1/3 das mulheres não usam nenhum método
Camisinhas
Pílulas
Vasectomia 
Laqueadura Tubária: Se for clampeado junto a artéria ovárica, tirando o aporte sanguineio para o ovário, faz isquemia do ovário, levando à menopausa precoce e osteoporose.
DSTs
Mulher sempre tem maior risco para doença venérea que o homem, pela anatomia e fisiologia
Sífilis: trata com penicilina benzoativa [benzetacil]. Se paciente for alérgico a benzetacil, dar eritromicina ou ceftraxiona em caso de gravidez
Gonorreia: difícil de observar; não tem tanto corrimento e não provoca tanto odor; pode subir pras tubas 
Clamídia: dor durante a relação sexual. Corrimento é mais hialino. No homem é mais fácil de perceber já que ele tem muita dor e ardência. Principal patologia que causa infertilidade feminina [tuba colaba e não permite a fecundação]
Herpes Genital: não tem cura; reincide de tempos em tempos; tratamento profilatico é com aciclovir.
Estratégias para prevenção: Aconselhamento de mudança dos comportamentos sexuais; identificação de pacientes assintomáticas;diagnóstico e tratamento; sempre tratar o paciente e seu parceiro[a].
Métodos preventivos: abstinencia sexual; redução de parceiros; vacinação profilática; camisinhas
Prevenção ao câncer de colo de útero
Critérios para um programa de rastreamento:
Doença deve representar um importante problema de saúde pública
A história natural da doença deve ser bem conhecida [pra intervir]
Existir estágio pré-clínico bem definido, durante o qual a doença possa ser diagnosticada [aumento da expectativa de vida]
Benefício da detecção e do tratamento precoce ser maior do que se a condição fosse tratada no momento habitual do diagnóstico
Exames que detectam no estágio assintomático devem ser disponíveis, aceitáveis e confiáveis
Custo do rastreamento e tratamento deve ser compatível com o orçamento destinado ao sistema de saúde
Rastreamento deve ser um processo contínuo e sistemático
Preventivo deve ser feito a partir dos 21 anos, 1 vez por ano por 3 anos consecutivos. Se derem negativos e a mulher não trocar de parceiro, pode ficar 2 anos sem realizar o preventivo. No 3º ano fazer novamente. E vai assim até os 65 anos. [falou que vai cobrar na prova]
Quando faz por sondagem de DNA, a gente pode espassar a cada 5 anos
Modelo oportunístico: a pessoa procura o serviço de saúde por algum outro motivo
Modelo organizado: pacientes são cadastrados e convocados periodicamente e há o encaminhamento dos casos suspeitos.
Idade mínima para se fazer o preventivo de acordo com o colégio brasileiro é de 21 anos diagnósticos para o CA de colo de útero aumentam de acordo com a idade
CA de colo de útero é classificado em NIC (neoplasia intra-epitelial cervical).
18 anos apresentar NIC 1 será encaminhada para conização, porém ela terá que repetir provavelmente em 6 meses, pois quando o CA está no início ele não traz alterações significativas para confirmar diagnóstico
Conização do colo do útero é um procedimento cirúrgico para biópsia.
Mulheres com o colo de útero mais estreito tem grande risco de parto prematuro e mortalidade neonatal conização pode trazer complicações
Epidemiologia de CA de colo de útero
Doença altamente prevenível, mas uma vez instalada é letal;
Mais casos em países subdesenvolvidos 
Faixa etária de 20 a 29 anos e o risco aumenta geralmente na faixa etária de 45 a 49 anos
Idade para fazer rastreamento NÃO é concomitante com o início da atividade sexual
Por que se indica após os 21? Quando a menina é jovem e o NIC1, ele se cura sozinho nesse período. E a relação istmo-cervical vai ter uma redução (o colo fica mais \u201cchatinho\u201d), e isso aumenta a chance de parto prematuro em uma gestação.
Prevenção ao CA de mama
2º tipo mais comum em mulheres
Em mulheres com risco muito elevado para câncer de mama, o uso de estrógeno não é indicado
Reposição hormonal serve para três coisas: melhorar libido, diminuir os sintomas da menopausa e prevenir a osteoporose
Em mulheres com risco de CA de mama e com depressão: venlafaxina
Estrogênio atua na região hipotalâmica Faz com que a glicose não seja bem percebida nessa região ativa um alarme noradrenérgico. Se você usar um antidepressivo ISRS puro, ela não vai melhorar nem da depressão, nem da menopausa.
Mamografia NÃO diminui a taxa de mortalidade por câncer de mama
Aula 7 \u2013 Saúde da Gestante
Assistência pré-natal e os benefícios do acompanhamento
Não teremos um desfecho favorável ao final da gestação para o feto, se a gente tem uma mortalidade materna alta [bebe vive e mãe morre não é legal]
OBJETIVO GERAL DO ATENDIMENTO PRÉ-NATAL:assegurar o desenvolvimento da gestação para o parto de um recém-nascido saudável, sem impacto para a saúde materna
Causas de perda materna: ¾ de causas evitáveis
Causa médica é em torno de 37% [antes do parto]
Causa hospitalar (34%) [na hora do parto]
Sociais (15%) [dificuldade de acesso, baixa renda]
Próprio paciente (13%) [não faz as coisas direito]
Inconclusivo (1%) [não conseguimos ver a causa]
Medidas de prevenção de óbitos maternos
Fazer o pré-natal [principal fator para que consigamos modificar algo durante a gestação para torna-la saudável]
No puerpério também não se pode parar o atendimento
Quando não há possibilidade de salvar as 2 vidas, escolhe-se sempre salvar a mae. 
Governo dá bônus financeiro para o município que consiga alcançar a meta de atendimento de consultas no primeiro trimestre de pré natal
Chance de consulta no primeiro trimestre quando a gravidez é desejada é quase 100%.
Oacompanhamento de pré natal:
Reduz gestações indesejadas [por dicas dos médicos]
Reduz numero de abortos
Aumenta o uso de outros métodos de contracepção no pós-parto
Aumenta o intervalo entre as gestações: gestante não pode amamentar, pois induz trabalho de parto prematuro, e o leite materno seria muito importante para