Antropologia   Resumo
5 pág.

Antropologia Resumo


DisciplinaAntropologia I10.280 materiais67.924 seguidores
Pré-visualização1 página
Antropologia
Texto 1
Determinismo Biológico
Não existe correlação significativa entre a distribuição dos caracteres genéticos e as distribuição dos comportamentos culturais.
Em 1950 vários s estudiosos se reuniram em Paris, por causa dos presságios da Unesco com relação ao futuro e redigiram uma declaração na qual se falava sobre:
Que pelos estudos realizados até o momento, não se podia comprovar que uma raça era superior a outra, assim como afirmava Hitler, mas que o determinismo biológico poderia ser considerado um fator de relevância que precisava ser estudado e analisado, mas que não era determinante para a formação da pessoa como um todo, sendo levado mais em consideração o fator sócio cultural, onde a pessoa nasceu e cresceu. Ou seja que a biologia tinha sim seu papel mas que somente a fusão do biologia e os fatores socioculturais sendo estudados juntos levariam aos estudos mais concretos sobre a formação de uma pessoa.
Apesar do que muitos falam, de que mulheres tem habilidades maiores nos tratos da casa, e que mulheres são inferiores aos homens, a história e a cultura mostram que isso é incorreto de se afirmar. Profissões que foram exercidas por mulheres somente, em séculos passados, hoje estão sendo exercidas por vários homens, não sendo incomum no contexto de hoje, homens cuidarem da casa e as mulheres saírem para trabalhar. Apesar do preconceito que ainda se tem com essa situação, fica claro que as mulheres e os homens sempre tiveram capacidades iguais de desenvolvimento, pelo contexto biológico não sendo assim este um fator determinante e único para estudo, mas sim muito mais o contexto cultural e social em que estamos inseridos.
Determinismo Geográfico
O determinismo geográfico é a visão de que a geografia seria um fator determinante que levariam os povos a agir de uma determinada forma, por causa de situações relacionadas ao clima e o meio geográfico que habitam.
Mas esse contexto apesar de necessário em estudos, não é considerado único e determinante pois, existem povos que vivem em situações parecidas, mas que tem atitudes totalmente diferentes. Podemos citar como exemplo os esquimós que vivem sobre frio intenso e fazem suas casas de forma a serem simples e de fácil mudança, pois levam de suas casas apenas os seus pertences pessoais, e os lapões que sempre que se mudam levam suas casas de tendas com eles para se instalarem em um novo lugar. Percebemos que os dois são povos nômades que mudam sim com constância, e que vivem em meio ao frio intenso , mas que suas atitudes com relação ao meio geográfico que vivem é mais determinada pelo fator sócio cultural de seus povos, do que baseado em um determinismo, a cerca de sua geografia ou das condições do clima.
Antecedentes Históricos de Conceito de Cultural
Edward Tylor foi o primeiro ser humano a definir propriamente dita a cultura por meio de palavras, e para defini-la ele usou as seguintes palavras: \u201cTomado em seu amplo sentido etnográfico é este todo o complexo que inclui conhecimentos, crenças, arte, moral, leis, costumes ou qualquer outra capacidade ou hábitos adquiridos pelo homem como meio de uma sociedade.\u201d
Endoculturação: Capacidade ilimitada de obter conhecimento, acerca de várias tipos de culturas diferentes, nos adaptando ao meio que convivemos não importando onde nascemos, ou seja o comportamento dos indivíduos depende de seu aprendizado.
Por vários o termo de cultura foi ficando tão amplo que começou a se perder em suas bases, de forma que Geertz escreveu que o tema mais importante da antropologia moderna era o de diminuir a amplitude do conceito e transformá-lo num instrumento mais especializado e mais poderoso teoricamente. Em outras palavras a contração do termo teria que ser colocado dentro de uma perspectiva antropológica única e de fácil entendimento a todos.
O Homem é o único ser possuidor de cultura.
Texto 2
Antropologia \u2013 Estudo do Homem
Se preocupa em estudar o homem cientificamente em sua totalidade, o que lhe confere um aspecto triplo.
Ciência Social \u2013 Homem integrante como membro de um grupo organizado.
Ciência Humana \u2013 Homem como um todo, sua historia, crenças, usos e costumes, filosofia linguagem etc.
Ciência Natural \u2013 Conhecimento psicossomático do homem e sua evolução.
Conceituação \u2013 Ciência da humanidade e da cultura. Sendo também uma disciplina humanística.
Estuda sempre baseada na pergunta: O que é o homem?, estudando sempre seus conceitos, a parte dos aspectos físicos, social, sociocultural, bases filosóficas do homem.
Objeto de Estudo: O Homem e sua obras.
Exemplo: o estudo do homem fóssil, suas mudanças evolutivas sua anatomia e suas produções culturais.
Objetivo da Antropologia: Estudo da humanidade com um todo sendo ela a maior disciplina que estuda sistematicamente todas as manifestações do ser humano, bem como suas atividades de maneira unificada.
Divisões da Antropologia:
Divide-se em dois grandes campos de estudo com objetivos definidos e interesses teóricos próprios: Antropologia Física ou Biológica e Antropologia Cultural.
Antropologia Física:
Paleontologia: Estuda os fósseis.
Somatologia: As variedades existentes do homem, diferenças físicas, sexuais etc.
Raciologia: História racial do homem.
Antropometria: Medidas do corpo humano, procedimento quantitativo que fornece medidas do corpo humano, elaboradas por instrumentos especiais.
Comparativo do Crescimento: Conhecimento de diferenças grupais, relacionadas aos índices de crescimento e a outros aspectos correlatos.
Antropologia cultural
Arqueologia: Estuda culturas extintas. Trata-se da reconstrução do passado por meio da busca de vestígios e restos materiais que foram resistentes pelo tempo.
Etnografia: Se preocupam com a descrição das sociedades humanas.
Etnologia: Preocupam se com a analise a interpretação e a comparação entre as mais variadas culturas existentes, considerando suas semelhanças e diferenças.
Linguística: Estuda a grande diversidade de línguas e culturas, cada uma com suas formas e estruturas básicas definidas.
Folclore: Estudo da cultura espontânea dos grupos humanos rurais ou urbanizados.
Antropologia Social: Estudo dos processos culturais e da estrutura social, seu interesse está centrado na sociedade e nas instituições.
Cultura e Personalidade.
As Inter-relações entre cultura e personalidade constituem um aspecto que abre a analise antropológica um novo campo de investigação. O indivíduo não é visto como um simples receptor e portador de cultura, mas sim como um agente de mudança cultura, desempenhando um papel dinâmico e inovador.
Ciências Afins
A Antropologia embora autônoma relaciona-se com outras ciências trocando experiências e conhecimentos.
Sociologia
É a ciência que mantem relações mais intimas com a Antropologia, em função de seus interesses teóricos e práticos, salvaguardando a especificidade de cada uma. Antropólogos e sociólogos emprestam mutuamente os dados obtidos nas pesquisas que passam a ter, com esses especialistas, tratamento teórico adequado.
Psicologia
A Psicologia tem relações bastante estreitas com a Antropologia, uma vez que ambas tem foco no comportamento humano. A Antropologia ocupa-se do comportamento grupal e a Psicologia do individual.
Economia e Politica
Economia e Política tem fortes ligações justificadas com a Antropologia, uma vez que ao se preocupar com cultura em nível global, enfatiza o conhecimento das instituições econômicas e políticas.
Outras Ciências
História, Geografia Humana, Biologia, Geologia, Paleontologia, Metalurgia, Arquitetura, Engenharia, Zoologia, Botânica, Fisiologia, Anatomia, Farmacologia, Astronomia e Artes em geral, podem colaborar com o antropólogo nas sias mais variadas atividades.
Origem dos dados
Na história da humanidade o homem sempre teve curiosidade a respeito de si mesmo, independentemente do seu nível de desenvolvimento cultural. Observou e especulou, registrando a ocorrência de costumes diferentes, de similitudes e desigualdades entre os povos.