A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Operações Internacionais - Negócios Internacionais

Pré-visualização | Página 1 de 2

Nome: camilla barcelos des essarts
Trabalho EAD- REVISÃO GRAU A- vale1,5do Grau A.Postarnoblackboardaté dia27/09às23h55. Atenção: formato dos arquivos: Word (doc ou docx).Material de estudo: disponibilizado no blackboard.
EM NENHUMA HIPÓTESE SERÃO ACEITOS TRABALHOS IMPRESSOS/MANUSCRITOS/POR E-MAIL E/OU FORA DO PRAZO/HORÁRIO/FORMATOdoc.
	Explique o que são negócios internacionaiseseus principais participantes:
Referem-se ao desempenho de atividades de comércio e investimento por empresas, através das fronteiras entre países – por isso também são chamados de “negócios interfronteiras”. A empresas organizam, abastecem, fabricam, comercializam e conduzem outras atividades de valor agregado em escala internacional. Elas buscam clientes estrangeiros e mantêm relacionamentos colaborativos com parceiros estrangeiros. Embora os negócios internacionais sejam realizados sobretudo por empresas, também se envolvem nessa modalidade de transação governos e órgãos internacionais.
	Explique os principais riscosde internacionalização:
A internacionalização envolve quatro tipos de riscos: 1.Risco Intercultural, que diz respeito às diferenças de idioma, religião, de costumes, pensamento, entre outros que podem dificultar a comunicação e a formulação/implementação de estratégias; 2. Risco Cambial (financeiro), o risco de flutuações nas taxas de câmbio do país estrangeiro, que pode acarretar em um aumento de custos; 3. Risco-país, que depende da situação política, econômica, social e jurídica do país, podendo impor restrições às transações; 4. Risco comercial, resultante de eventuais estratégias, táticas e processos malsucedidos, que podem causar danos à reputação e ao desempenho internacional de um negócio.
	Explique os principais motivos para as empresas fazerem negócios internacionais:
Dentre os principais motivos para as empresas fazerem negócios internacionais, é necessário citar: tocam a vida de bilhões de pessoas através do acesso à bens e serviços, afetando de modo profundo a qualidade de vida e o bem-estar econômico; através dos negócios internacionais, as empresas e nações trocam mão de obra, tecnologia, know-how, serviços, capital e bens; além disso, promovem a ampliação de mercados, melhoramento da eficiência, acesso a recursos e ativos estratégicos, entre outras coisas.
	Identifique os tipos de transações comerciais internacionaise tipos dosparticipantes dos negócios internacionais.
Há dois tipos principais de transações comerciais internacionais, o comércio internacional e o investimento internacional.O comércio internacional refere-se à troca de bens e serviços através de fronteiras nacionais, a qual envolve tanto bens (mercadorias) quanto serviços (intangíveis) – a troca pode ocorrer por meio da exportação e da importação (ou global sourcing). Já o investimento internacional refere-se à transferência de ativos (capital, tecnologia, infraestrutura, talento gerencial, etc) para outro país ou aquisição deles nesse país.
Os principais participantes dos negócios internacionais são empresas multinacionais, pequenas e médias empresas, born globals e ONGs.
	Explique o que é a globalização de mercado e sua influência nos negócios internacionais.
A globalização de mercado refere-se à integração econômica e a crescente interdependência de países, que ocorrem em escala mundial. Relaciona-se com uma macrotendência de intensa interconectividade econômica entre países.Ela permite que muitas empresas se internacionalizem e aumentou de modo substancial o volume e a variedade de transações internacionais de bens, serviços e fluxos de capital. Também acarretou uma difusão mais rápida e ampla de produtos, tecnologia e conhecimento pelo mundo, independentemente do ponto de origem.
	Apresente a classificação dos países (de acordo com oFMI)e explique as principais diferençasentreos países.
O FMI divide os países em dois grupos principais: o das economias avançadas e o das economias em desenvolvimento e mercados emergentes. A economias avançadas são aquelas da era pós-industrial, com renda per capta elevada, setores industriais competitivos e infraestrutura comercial bem desenvolvida (por exemplo Austrália, Europa Ocidental, Japão, EUA, Nova Zelândia e Canadá).As economias em desenvolvimento são as nações que possuem um setor industrial pouco desenvolvido, a renda per capta é baixa e, como consequência, tem baixo poder de compra, limitando a atratividade de empresas internacionais (exemplos são Angola, Bangladesh e a Bolívia). Os mercados emergentes, por sua vez, são de economias em desenvolvimento que estão progredindo para se tornarem economias avançadas, além disso, estão gradualmente adotando políticas de liberalização do comércio, de investimento, privatizações e de formação de blocos econômicos (os BRICS são grandes exemplos).
	O que envolve a cultura de um paíse quala importância do seu entendimentono contexto dosnegócios internacionais?
A culturaé uma herança que o homem recebe ao nascer que, no decorrer do tempo, sofre uma série de influências dos grupos (família, igreja, comunidades e outros). Á medida que vai crescendo, recebe novas influências desses mesmos grupos, de modo a integrar-se na sociedade, em função do papel que nela exerça. A cultura se reflete na maneira de alimentar-se, no vestuário, na língua, e, portanto, na identidade de um país. Portanto, é de extrema importância que as empresas que operam no exterior mantenham em suas organizações profissionais multiculturais, evitando-se conflitos culturais, que poderiam atrapalhar qualquer tipo de negociação.O aspecto cultural é importante no contexto dos negócios internacionais, pois reflete no desenvolvimento de produtos e serviços, na comunicação e interação com parceiros comerciais estrangeiros, na prospecção e seleção de distribuidores e outros parceiros, na negociação e estruturação de investimentos internacionais, na interação com clientes atuais e potenciais no exterior, na preparação para a participação em feiras de negócios no exterior e na preparação do material publicitário e promocional.
	Explique os tipos de orientação pelas quais os gestores podem analisar a cultura de um país.
O risco intercultural é exacerbado pela orientação etnocêntrica – o uso de nossa própria cultura como padrão de referência no julgamento de outras. Howard Perlmutter descreveu as visões etnocêntricas como uma “orientação do país de origem”. Segundo ele, os administradores envolvidos em negócios internacionais, devem abandonar sua visão etnocêntrica em prol de outra, policêntrica ou geocêntrica. A orientação policêntrica refere-se a um modelo mental globalizado pelo qual um gestor compreende um negócio ou um mercado, sem levar em consideração as fronteiras nacionais. As tendências geocêntricas comparam-se a uma orientação cognitiva que combina uma abertura, e uma conscientização, em relação à diversidade cultural. Os profissionais com esse tipo de visão esforçam-se para desenvolver habilidades voltadas ao comportamento social bem-sucedido com membros de outras culturas. Eles desenvolvem novas formas de pensar, aprendem a analisar culturas e evitam a tentação de julgar comportamentos diferentes como algo inferior. Aprendem a valorizar o melhor que os indivíduos produzem, onde quer que isso seja desenvolvido.
	Apresente os aspectos pelos quais podeserinterpretadaa cultura de um país e que eventualmente podem levar a ummal-entendido.
A cultura de um país pode ser interpretada através da “metáfora”, que é a tradição ou instituição característica fortemente associada a uma sociedade em particular, é distintiva. Serve como guia ou mapa para decifrar atitudes, valores e comportamentos, por exemplo: o “jeitinho brasileiro” para contornar desafios. Há, ainda, o “estereótipo”, ou seja, a generalização sobre um grupo de pessoas que podem ou não se basear em fatos, por exemplo: latinos tendem a procrastinar (“Síndrome de mañana”). Por último, há a expressão idiomática, quando o significado simbólico difere do literal, por exemplo: