A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Histórico da Psicologia Jurídica

Pré-visualização | Página 1 de 1

Histórico da Psicologia 
Jurídica no Brasil e seus campos de atuação. 
Professora Carol Rossini Perriello
Psicologia Jurídica no Brasil
A história da atuação dos psicólogos jurídicos no Brasil inicia com o reconhecimento da nossa profissão que acontece na década de 1960;
Os primeiros trabalhos aconteceram na área criminal e o enfoque foi com adultos e adolescentes infratores;
Em 1984, através de uma lei federal nº 7210/84 que foi reconhecido pela instituição penitenciária;
A avaliação dos criminosos, principalmente quando se tratava de doentes mentais é anterior a década de 60; Pinel em meados do século XVIII realiza a revolução institucional, liberando os doentes de suas cadeias e passa a dar atendimento a esses seres segregados até então;
Após esse período, os psicólogos clínicos começaram a colaborar com os psiquiatras nos exames psicológicos legais;
Psicólogos X Testólogos;
Atualmente, o psicólogo utiliza estratégias de avaliação psicológica, com objetivos bem definidos, para encontrar respostas para a solução de problemas;
Psicologia Jurídica no Brasil
Não é só no direito penal que os psicólogos atuam, no direito civil também tem seu espaço;
O psicólogo fez sua entrada informal no Tribunal de Justiça, no estado de São Paulo, através de trabalhos voluntários com famílias carentes em 1979;
Em 1985, acontece o primeiro concurso publico para psicólogos;
Psicologia Jurídica no Brasil
Dentro do Direito Civil, destaca-se o Direito da Infância e Juventude, área em que o psicólogo iniciou sua atuação no então denominados Juizados de Menores onde realizavam pericia psicológica nos processos cíveis, de crime, e, eventualmente nos processos de adoção;
Com o ECA, os psicólogos passam a realizar acompanhamentos e aplicação das medidas de proteção ou medidas socioeducativas;
Psicologia Jurídica no Brasil
Com o ECA também foi necessário adequar instituições como a FEBEM que mesclava na mesma instituição, crianças e adolescentes vitimas de violência, maus tratos, negligência, abuso sexual e abandono com jovens autores de atos infracionais;
Na área acadêmica a 1ª Universidade a relacionar em seu curso de Psicologia, a disciplina de Psicologia Jurídica foi a Universidade do Estado do Rio de Janeiro;
Psicologia Jurídica no Brasil
Ressalto aqui, que ao concluir o processo de avaliação, pode recomendar soluções para os conflitos apresentados, mas JAMAIS determinar os procedimentos jurídicos que deveram ser tomados, esses cabem ao JUÍZ;
	Psicólogo Jurídico e o direito da família Destaca-se o trabalho nos processos de separação, divórcio, disputa de guarda e regulamentação de visitas;
Principais Campos de Atuação da Psicologia Jurídica
 Separação e Divórcio – atua como mediador, nos casos em que os litigantes se disponham a tentar um acordo, pode ser solicitada uma avaliação de uma das partes do casal;processos de separação e divórcio englobam partilha de bens, guarda dos filhos, estabelecimento de pensão alimentícia e direito a visitação;
Principais Campos de Atuação da Psicologia Jurídica
Regulamentação de visitas – através de avaliações com a família, revisão dos dias, horários ou na formas de visitas;
Disputa de Guarda – o juiz pode solicitar ao psicólogo uma avaliação para decidir qual dos ex- cônjuges tem melhores condições de ficar com a guarda dos filhos;
Principais Campos de Atuação da Psicologia Jurídica
Psicólogo Jurídico e o direito da criança e do adolescente
Destaca-se o trabalho dos psicólogos junto aos processos de adoção e destituição do poder familiar e também ao desenvolvi emento e aplicação de medidas socioeducativas .
Adoção - assessoria constante para as famílias adotivas, tanto antes quanto depois da colocação da criança;( recrutar candidatos, treiná-los para serem capazes de satisfazer as necessidades de um filho adotivo)
Principais Campos de Atuação da Psicologia Jurídica
 Trabalho nos abrigos ou Fundações de Proteção Especial.
Destituição do poder familiar - a legislação brasileira prevê que casos em que esse direito pode der suspenso ou até mesmo destituído, de forma irrevogável.
Adolescentes autores de atos infracionais - o ECA prevê medidas socioeducativas que superem a exclusão, bem como forme valores positivos e de participação na vida social.
 
Principais Campos de Atuação da Psicologia Jurídica
Psicólogo Jurídico e o direito civil
o psicólogo atua nos processos em que são requeridas indenizações em virtude de danos psíquicos e também nos casos de interdição judicial.
Dano psíquico - cabe ao psicólogo avaliar a real presença de dano e indicar ou não um ressarcimento financeiro.
Interdição – refere-se à incapacidade de exercício por si mesmo dos atos da vida civil.
Principais Campos de Atuação da Psicologia Jurídica
Psicólogo Jurídico e o direito penal 
O psicólogo pode ser solicitado a atuar como perito para averiguação de periculosidade, das condições de discernimento ou sanidade mental das partes em litígio ou em julgamento.
- Trabalho de avaliação técnicas para a concessão dos benefícios legais;
- Deficientes ou doentes mentais que cometeram algum delito (Hoje, no Brasil, são 28 institutos com cerca de 4000 detentos)
Principais Campos de Atuação da Psicologia Jurídica
Psicólogo Jurídico e o direito do trabalho 
O psicólogo pode atuar como perito em processos trabalhistas. A pericia a ser realizada nesses casos serve como vistoria para avaliar o nexo entre condições de trabalho e a repercussão na saúde mental do trabalhador.
Principais Campos de Atuação da Psicologia Jurídica
Outros Campos de atuação
Vitimologia – objetiva avaliação do comportamento e da personalidade da vitima;
Psicologia do Testemunho – avaliação da veracidade dos depoimentos de testemunhas e suspeitos.
Principais Campos de Atuação da Psicologia Jurídica

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.