02 - Sistema Financeiro Nacional

02 - Sistema Financeiro Nacional


DisciplinaAdministração Financeira e Orçamentária II214 materiais2.560 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Sistema Financeiro Nacional
Prof. Paulo Magnus
Sistema Financeiro Nacional
É o conjunto de instituições que possibilita a transferência de recursos dos ofertadores para os tomadores, composto por órgãos normativos, fiscalizadores e instituições financeiras.
Estrutura do Sistema Financeiro Nacional
O Sistema Financeiro Nacional foi estruturado e regulado pela lei de reforma bancária (1964), lei do Mercado de Capitais (1965) e, mais recentemente, com a lei de criação dos bancos múltiplos (1988).
É constituído por todas as instituições financeiras, públicas ou privadas do país.
Sistema Financeiro Nacional
Classificação:
Bancárias ou monetárias: São aquelas instituições a quem se permite a criação de moeda por meio de recebimento de depósito a vista.
Ex: Banco Comercial e múltiplo.
Não bancárias ou não monetárias: Não estão autorizadas a receber depósitos a vista, inexistindo, portanto, a faculdade de criação de moeda, trabalham com ações, letra de câmbio.
Ex: Sociedades corretoras, bancos de investimentos, sociedades financeiras e sociedades de arrendamento mercantil
Sistema Financeiro Nacional
Estrutura
Subsistemas
a) Órgãos Normativos: É responsável pelo funcionamento do mercado financeiro e de suas instituições, fiscalizando e regulando suas atividades por meio principalmente do conselho monetário nacional.
Ex: 
- Conselho Monetário Nacional
- Conselho Nacional de Seguros Privados
- Conselho de Gestão da Previdência Complementar
Sistema Financeiro Nacional
Estrutura
b) Órgãos Supervisores: São instituições responsáveis pela fiscalização do sistema financeiro nacional e estão ligadas diretamente às suas respectivas instituições normativas.
Ex:
- Banco Central do Brasil
- Comissão de Valores Mobiliários
- SUSEP \u2013 Superintendência de Seguros Privados
- SPC \u2013 Secretaria de Previdência Complementar
Sistema Financeiro Nacional
Estrutura
c) Órgãos de Intermediação Bancária: Essas instituições são classificadas em bancárias e não bancárias, de acordo com a capacidade que apresentam de emitir moeda.
Ex: 
- Bancos comerciais
- Bancos Múltiplos
- Financeiras
- Corretoras.
Sistema Financeiro Nacional
Subsistema Normativo
Analisando o Subsistema Normativo
a) CMN \u2013 Conselho Monetário Nacional
Criado em 1964, é a principal instituição normativa do país, responsável pela fixação das políticas monetária, creditícia e cambial, pelo desenvolvimento dessas políticas no cenário econômico nacional. O CMN acaba transformando-se num conselho de política econômica.
Membros:
- Ministro da fazenda (Presidente)
- Ministro do Planejamento
- Presidente do Banco Central
Principais Atribuições: CMN
Principais atribuições:
Autorizar as emissões de papel moeda;
Fixar diretrizes e normas de política cambial;
Disciplinar o crédito em suas modalidades e as formas de operações creditícias;
Regular a constituição e o funcionamento das instituições financeiras, bem como zelar por uma liquidez;
Determina as taxas de recolhimento compulsório das instituições financeiras;
Regular as operações de redesconto e as operações do âmbito do mercado aberto.
Sistema Financeiro Nacional
Subsistema Normativo
b) CNSP - Conselho Nacional de Seguros Privados
Criado em 1966, integra a estrutura básica do Ministério da Fazenda cumprindo-lhe o exercício das suas competências:
Principais Atribuições:
- Fixar as diretrizes e normas da política de seguros privados;
- Estabelecer as diretrizes gerais para as condições de resseguro;
- Disciplinar as condições de co-seguro;
- Fixar as características gerais dos contratos de seguro;
Sistema Financeiro Nacional
Subsistema Normativo
c) CGPC - Conselho de Gestão de Previdência Complementar
Criado em 1978, é um órgão colegiado integrante da estrutura básica do Ministério da Previdência, cabe exercer as competências de regulação, normatização e coordenação das atividades das entidades fechadas de previdência complementar.
Principais atribuições:
- Definir as normas para as entidades fechadas de previdência complementar
- Fixar as características gerais para os contratos de previdência complementar fechada
Sistema Financeiro Nacional
Subsistema Supervisor
a) BACEN \u2013 Banco Central do Brasil
Criado em 1964, é um órgão executivo do Sistema Financeiro, ao qual cabe a responsabilidade de cumprir e fazer cumprir as disposições que regulam o funcionamento do sistema e as normas expedidas pelo CMN.
Principais atribuições:
Emitir papel-moeda e moeda metálica, conforme autorização do CMN
Receber os depósitos compulsórios dos bancos
Regular a execução dos serviços de compensação de cheques e outros papéis
Realizar operações de compra e venda de títulos públicos federais
Fiscalizar o funcionamento da instituições financeiras
Administrar a dívida pública interna e externa.
Sistema Financeiro Nacional
Subsistema Supervisor
b) CVM \u2013 Comissão de Valores Mobiliários
Criado em 1976, é um órgão vinculado ao governo, voltado para o desenvolvimento, a disciplina e a fiscalização do mercado de valores mobiliários, basicamente o mercado de ações e debêntures.
Principais atribuições:
Estimular a aplicação de poupança no mercado acionário
Regulamentar as Companhias Abertas (S.A.)
Sistema Financeiro Nacional
Subsistema Supervisor
c) SUSEP \u2013 Superintendência de Seguros Privados
Órgão componente do sistema nacional de seguros privados \u2013 é uma Autarquia, por isso dotada de personalidade jurídica de Direito Público e com autonomia administrativa e financeira, vinculada ao Ministério da Indústria e Comércio.
Principais atribuições:
- Baixar instruções e expedir circulares relativas às regulamentações das operações de seguro, de acordo com as diretrizes do CNSP.
- Aprovar os limites das sociedades seguradoras de acordo com os critérios fixados pela CNSP
- Proceder à liquidação das Sociedades Seguradoras que tiverem casada a autorização de funcionamento no país
Sistema Financeiro Nacional
Subsistema Supervisor
d)SPC - Secretaria de Previdência Complementar
Pertencente também ao Ministério da Previdência, à SPC cabe controlar a relação das empresas que exploram o sistema de previdência privada complementar, e os respectivos contratantes.
Principais atribuições:
- Propor as diretrizes básicas para o regime de previdência complementar operado pelas entidades fechadas de previdência complementar
- Supervisionar, fiscalizar, coordenar, orientar e controlar as atividades relacionadas com o regime de previdência complementar, operado pelas entidades de previdência fechada de previdência complementar
- Prestar apoio administrativo ao Conselho de Gestão de Previdência Complementar
Sistema Financeiro Nacional
Agentes Especiais do Governo Federal 
a) BB \u2013 Banco do Brasil S.A.
Opera, na prática, como agente financeiro do governo Federal. É o principal executor da política oficial de crédito rural. Desempenha, ainda, algumas funções não próprias de banco comercial, como:
Atribuições:
Executar o serviço de compensação de cheques e outros papéis;
Atuar como agente recebedor e pagador fora do país;
Receber depósitos compulsórios e voluntários das instituições financeiras;
Efetuar redesconto bancário;
Função de Banco de Investimento: financiar as atividades rurais, comerciais, industriais e de serviços;
Sistema Financeiro Nacional
Agentes Especiais do Governo Federal 
b) BNDES \u2013 Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social
Instituição responsável pela política de investimento de longo prazo, ligada ao Ministério do Desenvolvimento da Indústria e Comercio. É a principal instituição financeira a estimular o desenvolvimento econômico do país.
Principais atribuições:
Impulsionar o desenvolvimento econômico e social do país;
Atenuar desequilíbrios regionais, criando novos pólos de produção;
Financiar os setores agrícola, industrial e de serviços;
Promover o crescimento e a diversificação das exportações;
Sistema Financeiro Nacional
Agentes Especiais do Governo Federal 
c) Caixa Econômica Federal \u2013 CEF
Mayara
Mayara fez um comentário
demais hein
0 aprovações
Carregar mais