O mistério da miragem: a mulher na história de Esparta
1 pág.

O mistério da miragem: a mulher na história de Esparta


DisciplinaA Participação Feminina em Esparta2 materiais25 seguidores
Pré-visualização1 página
- Tendo em atenção a importância que a leitura representa, iremos abordar sobre um capitulo da autora \u201c Maria Aparecida de Oliveira Silva \u201d. Sendo o primeiro capitulo a ser abordado \u201cO mistério da miragem: a mulher na história de Esparta" .
- O texto \u201c O mistério da miragem, a mulher na história de esparta \u201d aborda a questão da discursão dos modernos , sobre a participação feminina em esparta . Mostrando que cada autor obteve uma visão diferente sobre o assunto, podendo ás vezes concorda em algumas concepções ou dando continuidade, até mesmo acrescentando elementos , porém todos com o mesmo objetivo tentar descrever a historia da mulher na civilização grega na cidade de esparta , porém em alguns momentos fazendo comparações da mulher de Esparta e Atenas.
- Os modelos conflitantes e opostos feitos pelos antigos tornam \u2013 se interessante porque as várias questões abordadas provocam nossa imaginação para que através da leitura possamos tirar nossos próprios entendimentos e uma seleção que possibilita criar a própria visão sobre a participação da mulher em Esparta .
- O capitulo demonstra o conceito de vários autores será mostrado agora algumas teses , podendo se observa que em alguns momentos muitos se contradizem e discordam do outro porém também concordam em algumas coisas : \u201c Nos poucos livros e artigos publicados entre as décadas de 11930 e 1950 a participação feminina em Esparta passa despercebida apenas dois autores preocuparam \u2013se em relatar sucintamente aspectos da historia feminina : (CHIRMES) : Registrou o favorecimento das mulheres com a instituição da \u201cLei de epitadeu\u201d , no século I.V a.C \u201d. \u201cApesar de Michell reconhecer as dificuldades do historiador em tornar compreensíveis condições e o cara ter da mulher espartana (Michell , 1952, p.45) ele concluiu que elas praticavam exercícios físicos para a procriação de filhos robustos e participavam de competições atléticas (Michell,1952,p.198) . Contudo , Michell discorda de Chirmes quanto a instituição da lei de epitadeu , para o autor essa lei foi uma criação de Plutarco (p.218) .