A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
apol de LUDICIDADE

Pré-visualização | Página 1 de 3

“Vygotsky (1984) também atribui importância à imitação, mas por outras razões. Diferentemente de Piaget, para quem a aprendizagem, em seu sentido restrito, não é fator constitutivo do desenvolvimento, Vygotsky apresenta a hipótese de que uma intensa e dinâmica relação de influência recíproca entre esses dois processos. A aprendizagem precede temporalmente o desenvolvimento, que consiste na interiorização progressiva de instrumentos mediadores e se inicia sempre no exterior, na Zona de Desenvolvimento Proximal”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: MOURA, Maria Lucia Seidl de; RIBAS, Adriana F. P. Imitação e desenvolvimento inicial: evidências empíricas, explicações e implicações teóricas. Estud. psicol: Natal, 2002. p. 208.
Conforme o livro-base A Ludicidade na Educação: uma atitude pedagógica, as situações criadas nas brincadeiras são importantes para o desenvolvimento das crianças, pois:
	
	A
	Ao brincar, as crianças criam novas formas de representação da realidade, para se tornar mais distantes e distintas dos papéis desempenhados pelos adultos.
	
	B
	A imitação é desenvolvida durante as brincadeiras entre as crianças porque elas têm a necessidade imediata de imitar umas às outras.
	
	C
	Em situações de brincadeiras, a crianças imita papéis exercidos pelos adultos e ensaia futuros papéis e valores, desenvolvendo a motivação e as habilidades de participação social.
	
	D
	A brincadeira de imitação é um processo que começa em casa com a família e sua continuidade deve ser evitada em sala de aula.
	
	E
	A brincadeira de imitação refere-se à fase de desenvolvimento da primeira infância e logo termina quando a criança atinge a maturidade linguística, aos 3 anos de idade.
Considere o trecho de texto a seguir:
“O conhecimento não está pronto nos textos a serem decodificados pelos leitores, mas concebendo-o como construção interacional, como um processo social que envolve diversos agentes – e nenhum paciente – podemos dar conta dessa relação leitura/conhecimento sem estarmos presos ao modelo de mundo já pronto, já sabido e já dominado por outrem”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PAULINO, G. Sobre leitura e saber, de Anne-Marie Chartier. In: EVANGELISTA, A.A.M.; BRANDÃO, H.M.B.; MACHADO, M.Z.V. (Org.). A escolarização da leitura literária: O jogo do livro infantil e juvenil. Belo Horizonte: Autêntica, 2011. p. 73.
Após a leitura do texto dado como reflexão e de acordo com os conteúdos abordados no livro-base Metodologia do ensino da literatura infantil em relação aos quatro tipos de leituras que identificam comportamentos diferenciados frente à leitura do texto literário, relacione corretamente cada tipo às suas respectivas características:
1. Leitura ativa.
2. Leitura criativa.
3. Leitura única.
4. Leitura cooperativa.
( ) Leitura como experiência compartilhada entre o autor e o leitor, na qual a construção do sentido se situa entre ambos.
( ) Habilidade de compreender como a ficção opera no imaginário durante o ato da leitura.
( ) Cada momento de leitura é uma experiência ímpar. Mesmo se tratando de uma obra já lida, a variação imaginativa do leitor se renova no ato da leitura e o individualiza.
( ) O leitor constrói um mundo paralelo em sua mente a partir do diálogo entre o autor, o narrador, os personagens e o leitor. Todas essas vozes operam em conjunto na construção do sentido.
Agora, selecione a alternativa que apresenta a sequência correta:
	
	A
	1 – 3 – 4 – 2
	
	B
	3 – 2 – 1 – 4
	
	C
	4 – 1 – 2 – 3
	
	D
	1 – 4 – 3 – 2
	
	E
	4 – 1 – 3 – 2
Leia a passagem de texto a seguir:
“Como procede a literatura? Ela sintetiza, por meio dos recursos da ficção, uma realidade, que tem amplos pontos de contato com o que o leitor vive cotidianamente. Assim, por mais exacerbada que seja a fantasia do escritor ou mais distanciadas e diferentes as circunstâncias de espaço e tempo dentro das quais uma obra foi concebida, o sintoma de sua sobrevivência é o fato de que ela continua a se comunicar com seu destinatário atual, porque ainda fala de seu mundo, com suas dificuldades e soluções, ajudando-o, pois, a conhecê-lo melhor”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: ZILBERMAN, Regina. A literatura infantil na escola. São Paulo: Global, 2003. p. 25. 
A partir da leitura do texto dado e dos conteúdos abordados no livro-base Metodologia do ensino da literatura infantil sobre o trabalho pedagógico com a literatura infantil em sala de aula e os objetivos preconizados nessa tarefa, analise as seguintes afirmações:
I. É preciso aprender a reconhecer e compreender os diferentes gêneros literários.
II. É necessário desenvolver capacidades sociais e formas de conduta a partir do exercício das vivências por meio das personagens que representam pessoas e acontecimentos próximos da realidade.
III. É preciso aprofundar os conhecimentos acerca da norma culta padrão da língua portuguesa, uma das principais funções do trabalho com a literatura na escola.
IV. É importante refletir sobre aspectos gerais da vida, compreendendo a vida em sociedade e valorizando as existências.
São corretas as afirmativas:
	
	A
	I, II e IV apenas.
	
	B
	II, III e IV apenas.
	
	C
	III e IV apenas.
	
	D
	I e III apenas.
	
	E
	I, II e III apenas.
Atente para a seguinte afirmação:
“Todo ato de linguagem é uma aventura em que o jogo entre a significação explícita e a implícita coloca em risco a eficácia do processo comunicativo. Todavia, os riscos dessa aventura e o prazer dela decorrente são maiores quando o receptor se defronta com um texto em que deve não só identificar possibilidades interpretativas, mas também se situar com responsável pela produção de sentidos”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: ASSMANN, J.; MÜGGE, E. et al.. Literatura na escola: Propostas para o ensino fundamental. Porto Alegre: Artmed, 2006. p. 29.
Considerando-se a leitura do texto dado como reflexão e os conteúdos abordados no livro-base Metodologia do ensino da literatura infantil sobre as relações que se estabelecem entre o professor e o aluno no intercâmbio que permeia a aprendizagem da leitura do texto literário, analise as sentenças a seguir, assinalando V para as afirmativas verdadeiras, e F para as afirmativas falsas:
I. ( ) O papel do autor da obra literária também é vislumbrado no processo de aprendizagem do leitor em formação, uma vez que é o autor o responsável pela construção do sentido e da beleza do texto literário, elementos a serem apreendidos pelo leitor.
II. ( ) A presença do autor no processo de aprendizagem é de suma importância, uma vez que a boa leitura está atrelada à capacidade de o leitor interpretar, sem equívocos, o sentido único que o autor construiu em sua obra. 
III. ( ) O papel do leitor no processo de aprendizagem da leitura é recorrer ao seu repertório de experiências com outras leituras como forma de captar novos sentidos na literatura.
IV. ( ) O papel do professor no intercâmbio da aprendizagem é o de se colocar como mediador a partir de sua maturidade e domínio de uma metodologia de ensino entre o leitor em formação e a obra literária, auxiliando o aluno na construção do sentido.
Agora, marque a sequência correta:
	
	A
	V – V – V – V
	
	B
	V – F – F – V
	
	C
	F – F – V – V
	
	D
	V – F – V – V
	
	E
	F – V – F – F
Leia o seguinte trecho de texto:
“O jogo é um meio básico para promover o desenvolvimento físico-motor. O equipamento utilizado e os espaços pensados para o jogo são fundamentais na motivação de diferentes tipos de jogos motores. A introdução de jogos estruturados para o estímulo ao desempenho físico-motor nunca foi tão importante quanto hoje em dia, em que o tempo para o jogo infantil se vê comprometido por atividades sedentárias, como assistir televisão e brincar com jogos no computador”.