A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
apol arte e cultura POPULAR UNINTER

Pré-visualização | Página 1 de 2

ATIVIDADE PEDAGÓGICA - ARTE E CULTURA POPULAR
Nota: 100
Questão 1/5 - Arte e Cultura Popular
Considere a seguinte passagem de texto: 
“O Brasil é assim: o corpo, as palavras e os sons se liquefazem em música”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: SANTOS, Fabiana. Um estudo da música popular brasileira como categoria nativa. <http://www.cult.ufba.br/wordpress/24585.pdf>. Acesso em 12 jul. 2017. 
Considerando as informações e os conteúdos do livro-base Introdução às culturas populares no Brasil, sobre a música popular brasileira, analise as proposições a seguir:
I. A “música popular” não deve ser confundida com o conceito de “música popular brasileira” (MPB).
II. As manifestações musicais populares não estão atreladas ao processo histórico que as constituiu.
III. A denominação MPB não se refere necessariamente a uma manifestação propriamente popular, mas a um conceito construído historicamente.
IV. A busca pela valorização de uma musicalidade nacional foi tanto uma aspiração de pesquisadores, músicos e intelectuais quanto um projeto de Estado. 
São corretas as afirmativas:
Nota: 20.0
	
	A
	I, II, III e IV
	
	B
	I, III e IV
Você acertou!
A afirmação II é incorreta, pois as manifestações musicais populares estão atreladas a ao processo histórico em que se constituíram. Um exemplo disso é o samba: “Apesar da enorme quantidade de manifestações musicais populares e de suas variadas origens, apropriações e transformações ao longo do tempo, o samba se tornou uma espécie de unanimidade nacional. Isso não ocorreu por acaso, nem pelo desejo da maioria da população, mas foi uma noção construída historicamente” (livro-base, p. 102). As afirmações I e III são corretas, pois “[...] a música popular não deve ser confundida com o conceito de música popular brasileira (MPB), disseminado a partir da década de 1960. [...] Desse modo, a denominação MPB não se refere necessariamente a uma manifestação propriamente popular, mas a um conceito construído historicamente por discursos da intelectualidade e da mídia, ligados direta ou indiretamente à indústria da música” (p. 100, 101). Finalmente, a afirmação IV é correta, pois “a busca pela valorização de uma ‘musicalidade nacional’ foi tanto uma aspiração de pesquisadores, músicos e intelectuais quanto um projeto de Estado” (p. 102).
	
	C
	II, III e IV
	
	D
	I, II e IV
	
	E
	I, II e III
Questão 2/5 - Arte e Cultura Popular
Considere a seguinte citação: 
“A arte de narrar enquanto elo entre o passado, o presente e o futuro foi se extinguindo, delimitando os contornos daquilo que denominamos como ‘discurso não vivo’”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: BUSSOLETTI, Denise et al. Narrativas populares: o griô e a arte de contar histórias. <http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/2834/2615>. Acesso em 17 jul. 2017. 
Considerando as informações e os conteúdos do livro-base Introdução às culturas populares no Brasil sobre narrativas populares, analise as proposições:
I. Como usualmente não são escritas por aqueles que as contam, as histórias se tornam dinâmicas e sofrem transformações que variam de acordo com a região onde são narradas.
II. As nuances das histórias contadas podem mudar conforme o narrador.
III. As narrativas geralmente ficam apenas entre as famílias que as contam.
IV. Apenas o mito é considerado uma narrativa popular. 
São corretas apenas as afirmativas:
Nota: 20.0
	
	A
	I, III e IV
	
	B
	I, II e III
	
	C
	II, III e IV
	
	D
	III e IV
	
	E
	I e II
Você acertou!
As afirmações I e II estão corretas, pois “como usualmente não são escritas por aqueles que as contam, as histórias se tornam dinâmicas e sofrem transformações que variam de acordo com a região onde são narradas [...]. As nuances, as sutilezas e os acréscimos podem mudar conforme o narrador [...]” (livro-base, p. 140). A afirmação III é incorreta, pois, como se viu, essas narrativas “[...] não são escritas por aqueles que as contam [...]” (p. 140), sofrendo uma série de variações à medida que penetram no repertório cultural oral. A afirmativa IV é incorreta, pois o livro-base menciona igualmente as lendas como exemplos de narrativas (p. 140-149).
Questão 3/5 - Arte e Cultura Popular
Considere a seguinte citação: 
“É possível entender a identidade nacional como o sentimento de pertença a um país e também como o conjunto de características próprias de uma nação, nas quais seu povo se reconhece”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: MARQUES, Cecília Baruki da Costa; DOMINGUES, Eliane. A identidade nacional brasileira em teses e dissertações: uma revisão bibliográfica <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-549X2014000300004>. Acesso em 12 jul. 2017. 
Considerando as informações e os conteúdos do livro-base Introdução às culturas populares no Brasil sobre o samba e a matriz nacional brasileira, analise as afirmações a seguir:
I. Com o apoio do governo de Getúlio Vargas os sambistas puderam se expressar de forma livre por meio das letras de suas músicas.
II. O samba, tomado como matriz da nacionalidade, foi também fomentado pelo Estado autoritário (1930-1945).
III. A ditadura de Getúlio Vargas ajudou a elevar o samba ao patamar de elemento-chave de nossa identidade.
IV. Havia um profundo controle dos órgãos governamentais sobre as letras dos sambas. 
São corretas apenas as afirmativas:
Nota: 20.0
	
	A
	I, III e IV
	
	B
	I, II e III
	
	C
	II, III e IV
Você acertou!
As afirmações II e III estão corretas, pois “o samba, tomado como matriz da nacionalidade, foi também fomentado pelo Estado autoritário (1930-1945), caracterizado pelo nacionalismo e pelo populismo. Nesse período, a ditadura de Getúlio Vargas ajudou a elevar o samba ao patamar de elemento-chave de nossa identidade” (livro-base, p. 103). A afirmação I é incorreta e a IV é correta, pois “apesar desse estímulo, havia um profundo controle desses órgãos sobre as letras dos sambas, pois a ideologia do trabalho pregada pelo Estado ia de encontro à malandragem de alguns sambistas que, em algumas músicas, expressavam contrariedade em relação à dura vida dos trabalhadores [...]” (livro-base, p. 103).
	
	D
	III e IV
	
	E
	I e II
Questão 4/5 - Arte e Cultura Popular
Atente para a seguinte citação: 
“Sim, o brasileiro não somente é profundamente religioso como também tem à sua disposição uma fantástica multiplicidade de crenças e práticas religiosas. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PEREZ, Leia. Breves notas e reflexões sobre a religiosidade brasileira. <http://www.antropologia.com.br/arti/colab/a8-lfreitas.pdf>. Acesso em 12 jul. 2017. 
Considerando as informações e os conteúdos do livro-base Introdução às culturas populares no Brasil sobre a religiosidade brasileira, analise as proposições a seguir:
I. A religiosidade e a sabedoria populares muitas vezes se confundem, pois são comuns os ritos e os cultos que têm por finalidade a cura do corpo físico.
II. A religiosidade popular é exercida e significada individualmente, anulando a influência dos agentes sociais.
III. Simpatias, rezas, benzeduras, ervas e unguentos são de uso corrente, fazendo parte da prática cultural de nosso povo.
IV. Os cultos e ritos das religiosidades populares brasileiras caracterizam-se, de maneira acentuada, por formas diretas de mediação com o sagrado. 
São corretas apenas as afirmativas:
Nota: 20.0
	
	A
	I, III e IV.
Você acertou!
A afirmação II é incorreta, pois “a religiosidade popular é exercida e significada pelos próprios atores sociais. Nela, a coletividade se expressa não só nas manifestações que mobilizam milhões, mas também porque os ritos e os cultos podem ser exercidos por pessoas que não são representantes oficiais das Igrejas, em que novos elementos podem ser inseridos