PIM III PROJETO LAN PARA CENTRO DE INCLUSÃO DIGITAL DE IDOSOS
21 pág.

PIM III PROJETO LAN PARA CENTRO DE INCLUSÃO DIGITAL DE IDOSOS

Disciplina:Projeto Multidisciplinar III8 materiais73 seguidores
Pré-visualização4 páginas
1

UNIVERSIDADE PAULISTA

Projeto Integrado Multidisciplinar III

Curso Superior de Tecnologia

PROJETO LAN PARA CENTRO DE INCLUSÃO DIGITAL DE IDOSOS

(Fundamentos de Redes de Dados e Comunicação, Ética e Legislação Profissional,

Matemática para Computação e Metodologia Científica)

POLO DOURADOS MS

2017

2

UNIVERSIDADE PAULISTA

Projeto Integrado Multidisciplinar III

Curso Superior de Tecnologia

PROJETO LAN PARA CENTRO DE INCLUSÃO DIGITAL DE IDOSOS

(Fundamentos de Redes de Dados e Comunicação, Ética e Legislação Profissional,

Matemática para Computação e Metodologia Científica)

Rodney de Oliveira

RA(s): 1707754

Curso Superior de Tecnologia em

Analise e Desenvolvimento de Sistemas

2º. Semestre

POLO DOURADOS MS

2017

3

RESUMO

Trabalho multidisciplinar integrado com intuito em mostrar os conteúdos aprendido no

segundo semestre, para aperfeiçoamento de forma didática tem com o principal objetivo orientar

os leitores das dificuldades que os idosos enfrentam no seu dia a dia para aprender informática e

telecomunicação e destacar ainda a forma que o poder público vem obtendo para que consiga

fazer a população da terceira idade fique ativa. Abordaremos a diante toda estrutura de redes que

em conjunto com os computadores formam uma potente forma de comunicação e

telecomunicação, formas de configurações e o como podem funcionar. Com uma forma clara e

didático falaremos também sobre direitos dos trabalhadores e que ética é essencial na nossa vida

pessoal e principalmente no ambiente de trabalho. E encerrando com a liberdade de informação

na internet e explicaremos na tabela despesas necessárias para que a estrutura do CIDI funcione

corretamente.

Palavras Chave: Internet, Idoso, Estrutura

4

RESUMEN

El trabajo multidisciplinario integrado con intención de mostrar los contenidos aprendido

en el segundo semestre, para perfeccionamiento de forma didáctica tiene con el principal

objetivo orientar a los lectores de las dificultades que los ancianos enfrentan en su día a día para

aprender informática y telecomunicación y destacar aún la forma que el adulto el poder público

viene obteniendo para que pueda hacer que la población de la tercera edad esté activa.

Abordaremos adelante toda estructura de redes que en conjunto con las computadoras forman

una potente forma de comunicación y telecomunicación, formas de configuraciones y cómo

pueden funcionar. Con una forma clara y didáctica hablaremos también sobre derechos de los

trabajadores y qué ética es esencial en nuestra vida personal y principalmente en el ambiente de

trabajo. Y encerrando con la libertad de información en internet y explicaremos en la tabla gastos

necesarios para que la estructura del CIDI funcione correctamente.

Palabras clave: Internet, Ancianos, Estructura

5

SUMÁRIO

1 Introdução ______________________________________________________ 6

2 Desenvolvimento _________________________________________________ 7

 2.1 Politica Nacional do Idoso _______________________________________ 7

 2.2 Laboratório de Informática ______________________________________ 8

 2.3 Espaço de Palestras ____________________________________________ 9

 2.4 Laboratório de Acesso a Internet __________________________________ 9

 2.4.1 Internet __________________________________________________ 10

 2.5 Sala de Triagem e Cadastro ______________________________________ 10

 2.6 Espaço de Convivência _________________________________________ 11

 2.6.1 WIFI ___________________________________________________ 11

3 Estrutura do CIDI ________________________________________________ 13

 3.1 Arquitetura Cliente/Servidor _____________________________________ 13

 3.2 Serviços de Diretórios – DNS ____________________________________ 14

4 Ética Empresarial _________________________________________________ 15

5 Direito do Trabalho _______________________________________________ 16

6 Liberdade de Informação na internet __________________________________ 17

7 Despesas _______________________________________________________ 18

8 Conclusão ______________________________________________________ 19

9 Referencias Bibliográficas __________________________________________ 20

6

INTRODUÇÃO

Vamos aqui abordar sobre um assunto muito delicado na sociedade a inclusão e a vida

ativa das pessoas da terceira idade ou mais conhecidas como idosos. Pensando nisso a prefeitura

de Dourados através do seu departamento de pesquisa identificou o aumento dessa população e

decidiram junto com a Secretária de Direitos Humanos da Presidência da República, algumas

ações que complete a qualidade de vida, através de site, possui programas, dados estatísticos os

direitos assegurados e toda a legislação relacionada ao idoso no Brasil. Com essa parceria a

prefeitura decidiu implementar um Centro de Inclusão Digital do Idoso (CIDI). Centro

responsável por fazer a inclusão mundo digital da terceira idade e que percebam, não existe dia,

hora e nem lugar, que além de cursos e o acesso à internet, os idosos poderão participar de

palestras relacionadas a tecnologia e comunicação. A instalação do CIDI consiste em seis

espaços, laboratório de informática, espaço destinado a palestras e a formação, sala para acesso à

internet por desktops, sala de cadastro, espaço para convivência e a parte de administração. Essa

estrutura serve para a inclusão e para tentar acabarmos com a descriminação das pessoas idosas,

sofrem até mesmo dentro de sua própria casa com o descaso quando se trata de inclusão digital e

comunicação, com membros da família sem a paciência necessária para ensinar.

7

2. DESENVOLVIMENTO

2.1 POLITICA NACIONAL DO IDOSO

Primeiramente antes de entendermos o projeto e estrutura do CIDI precisamos entender

um pouco sobre a política nacional do idoso. A Política Nacional do Idoso (PNI), instituída pela

Lei nº 8.842, de 4 de janeiro de 1994, regulamentada pelo Decreto nº 1.948, de 3 de julho de

1996, e o Estatuto do Idoso, lei nº 10.741/2003, regulamentam os direitos assegurados às pessoas

com idade igual ou superior a 60 anos. A PNI (Lei 8.421/94) é, desde 2009, (Decreto nº

6.800/2009), coordenada pela Secretaria de Direitos Humanos através da Coordenação Geral dos

Direitos do Idoso – CGDI e tem por finalidade: Assegurar direitos sociais da pessoa idosa e criar

condições de promover sua autonomia, integração e participação efetiva na sociedade.

As competências incluem:

 Exercer a coordenação superior da Política Nacional do Idoso;

Articular e apoiar a estruturação de rede nacional de proteção e defesa dos direitos da

pessoa idosa;

Apoiar a capacitação de recursos humanos para atendimento das pessoas idosas, junto aos

demais órgãos governamentais;

Participar, em conjunto com os demais entes e órgãos referidos neste Decreto, da

formulação, acompanhamento e avaliação da Política Nacional do Idoso;

Promover eventos específicos para discussão de questões relativas ao envelhecimento e à

velhice;

Coordenar, financiar e apoiar estudos, levantamentos, pesquisas e publicações sobre a

situação da pessoa idosa, diretamente ou em parceria com outros órgãos;

Encaminhar as denúncias relacionadas à violação dos direitos da pessoa idosa aos órgãos

públicos competentes;

 Zelar em conjunto com o Conselho Nacional dos Direitos do Idoso pela aplicação das

normas de proteção da pessoa idosa;