Da Cultura Do Corpo Jocimar Daolio.pdf 1
56 pág.

Da Cultura Do Corpo Jocimar Daolio.pdf 1


DisciplinaEducação Física e Educação4.811 materiais30.265 seguidores
Pré-visualização24 páginas
DA CULTURA DO CORPO 
Utilizando um referencial próprio da Antropologia So-
cial, esta obra discute a construção cultural do corpo 
humano. É com base nessa perspectiva que o autor 
analisa o trabalho do professor de Educação Física, 
reconstruindo o universo de representações sobre o 
corpo, que rege e orienta sua prática escolar. 
Além de apresentar um modelo de investigação que 
permite atingir aspectos até então não pesquisados no 
trabalho do docente de Educação Física, o enfoque 
cultural exposto pelo autor pode contribuir para a aná-
lise do corpo como algo dotado de significações so-
ciais e trazer para o leitor uma visão despida de 
preconceitos em relação ao comportamento corporal 
humano, pois "( ... ) os homens são iguais justamente 
na expressão de suas diferenças". 
\u2022\u2022 
\u2022\u2022 PAPIRUS EDITORA 
.;, 
o 
(') 
o 
eh 
o 
(') 
.;, 
00 
z 
[]J 
~ 
-.o 
Ll"'l 
o 
,..,., 
o 
00 
o 
,..,., 
Ll"'l 
00 
00 
1'-
o-. 
- ------ - --
DA CULTURA DO CORPO 
C O R P O 
-L = 
MOTRICIDADE 
J,~-1)~~ 
\u2022\u2022 \u2022\u2022 PAPIRUS 
DA CULTURA DO CORPO 
Utilizando um referencial próprio da Antropologia So-
cial, esta obra discute a construção cultural do corpo 
humano. É com base nessa perspectiva que o autor 
analisa o trabalho do professor de Educação Física, 
reconstruindo o universo de representações sobre o 
corpo, que rege e orienta sua prática escolar. 
Além de apresentar um modelo de investigação que 
permite atingir aspectos até então não pesquisados no 
trabalho do docente de Educação Física, o enfoque 
cultural exposto pelo autor pode contribuir para a aná-
lise do corpo como algo dotado de significações so-
ciais e trazer para o leitor uma visão despida de 
preconceitos em relação ao comportamento corporal 
humano, pois "( ... ) os homens são iguais justamente 
na expressão de suas diferenças". 
\u2022\u2022 
\u2022\u2022 PAPIRUS EDITORA 
.;, 
o 
(') 
o 
eh 
o 
(') 
.;, 
00 
z 
[]J 
~ 
-.o 
Ll"'l 
o 
,..,., 
o 
00 
o 
,..,., 
Ll"'l 
00 
00 
1'-
o-. 
- ------ - --
DA CULTURA DO CORPO 
C O R P O 
-L = 
MOTRICIDADE 
J,~-1)~~ 
\u2022\u2022 \u2022\u2022 PAPIRUS 
DA CULTURA DO CORPO 
Utilizando um referencial próprio da Antropologia So-
cial, esta obra discute a construção cultural do corpo 
humano. É com base nessa perspectiva que o autor 
analisa o trabalho do professor de Educação Física, 
reconstruindo o universo de representações sobre o 
corpo, que rege e orienta sua prática escolar. 
Além de apresentar um modelo de investigação que 
permite atingir aspectos até então não pesquisados no 
trabalho do docente de Educação Física, o enfoque 
cultural exposto pelo autor pode contribuir para a aná-
lise do corpo como algo dotado de significações so-
ciais e trazer para o leitor uma visão despida de 
preconceitos em relação ao comportamento corporal 
humano, pois "( ... ) os homens são iguais justamente 
na expressão de suas diferenças". 
\u2022\u2022 
\u2022\u2022 PAPIRUS EDITORA 
.;, 
o 
M 
o 
cO 
o 
M 
.;, 
"' z 
CC 
~ 
-º o 
r:u 
o 
,__ 
r:u 
E 
·u 
o 
--, 
o 
a. 
a: 
o 
u 
o 
c 
<( 
a: 
::;) 
~ 
::> 
u 
<( 
c 
&quot;&quot;-
< 
&quot;&quot;-
\u2022\u2022 \u2022\u2022 
DA CULTURA DO CORPO 
C O R P O 
IIII 
IIII 
PAPIRUS 
JOCIMAR DAOLIO 
DA CULTURA DO CORPO 
.~ ; 
PAPIRUS EDITORA 
Capa: Férnando Cornacchia 
Antonio César de Lima Abboud 
Foto: Renato Testa 
Escultura da capa: Felguérez 
Copidesque: Lucia H. Morelli 
Revisão: Jazon S. Santos 
Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) 
(Cãmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) 
Oaolio, Jocimar 
Da cultura do corpo I Jocimar Oaolio. -- Campinas, SP 
Papirus, 1995. -· (Coleção corpo e motricidade) 
Bibliografia. 
ISBN 85-308-0305-1 
1. Educação física 2. Educação física - Estudo e ensino 3. 
Educação física- Estudo e 8nsino- Metodologia I. Título. 
11. Série. 
95-3487 CDD-613.707 
Índices para catálogo sistemático: 
1. Educação física: Estudo e ensino 613.707 
DIREITOS RESERVADOS PARA A LÍNGUA PORTUGUESA: 
© M. R. Cornacchia & Cia. Ltda - Papirus Editora - Matriz -
Fone: (0192} 31-3534 e 31-3500- C.P. 736- CEP 13001-970 
Campinas- Filial- Fone: (011) 570-2877- São Paulo- Brasil. 
.~·-) 
,-'\ ~, ... '· 
-....- .. './ '! ; .\: ? 
cY \ 
C\ \i c, í 
·-'' ' 
''. 
( / ( c\_\ 
Aos meus alunos, que, 
cotidianamente, me 
ensinam a ser professm: 
PREFÁCIO 
APRESENTAÇÃO 
INTRODUÇÃO 
SUMÁRIO 
,.:· 
1. ANTROPOLOGIA: UM DESLOCAMENTO DO OLHAR 
2. A CONSTRUÇÃO CULTURAL DO CORPO HUMANO 
A natureza cultural do homem 
O corpo: sede de signos sociais 
Marcel Mauss e a noção de técnica corporal 
3. O TRABALHO DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA 
Os caminhos da pesquisa 
Ouvindo os professores 
4. DO CORPO MATÉRIA-PRIMA AO CORPO CIDADÃO 
CONCLUSÃO: POR UMA EDUCAÇÃO FÍSICA PLURAL 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 
9 
13 
15 
21 
31 
31 
36 
42 
51 
51 
59 
79 
91 
101 
PREFÁCIO 
Antes que planejemos nossa aula, a vida nos plancjou. Os 
professores são mais que os livros que leram, os discursos que ouvi-
ram, as correntes pedagógicas que se impuseram. 
Os professores, quando falam, falam de suas vidas. Falam aos 
nossos olhos, ouvidos e peles. Para o pesquisador do estudo relatado 
neste livro, falam ao seu olhar antropológico. Esse olhar antropológi-
co de que nos fala Jocimar é o olhar do Homem sobre o Homem; 
nunca o olhar do pesquisador isento, asséptico. 
Lendo a obra do prof0 \u2022 Jocimar Daolio, leio uma surpreendente 
revelação: a aula de Educação Física serve para tudo. Os professores 
de Educação Física não escapam à síndrome do Super-Homem. Não 
querem o mínimo ou o suficiente; querem o máximo. Não hasta 
ensinar conteúdos específicos; julgam ter o poder de mudar as vidas 
dos alunos, de mudar a sociedade. Ao falar, é disso que os professores 
de Educação Física falam. 
E Jocimar, nosso autor desse belíssimo livro, vai deixando que 
o professor fale. E, quando fala, quando fala livremente, sem as 
9 
amarras de um questionário fechado, esse professor fala mais da vida 
que da profissão. Como se a profissão fosse apenas um cenário para 
que ele exerça seus super-poderes. O professor não planeja a aula, 
planeja a vida. 
Qual é o principal conteúdo das aulas de Educação Física? O 
esporte, sem dúvida, dizem os professores consultados. Do que mais 
falam? Além do esporte, ainda falam do conhecimento sobre o pró-
prio corpo, das regras do jogo e, em torno desses conteúdos, de tudo 
sobre a vida passada deles mesmos e da vida futura de seus alunos. 
Talvez com acertada razão, nossos professores de Educação 
Física consultados por Jocimar colocam-se como intermediários en-
tre a natureza e a sociedade. Também em minhas andanças, ouvi 
vários professores falando sobre isso. De fato, eles verificam que as 
crianças que entram na escola, antes disso, correm, saltam, riem, 
brincam de todas as coisas e, depois nos bancos escolares, tornam-se 
alunos, despojados de todas as coisas que possuíam. Talvez o erro 
esteja em achar que aquelas coisas de fora da escola são da natureza; 
e as da escola, da sociedade. Eu diria que nem uma coisa nem outra. 
Aquelas coisas de fora da escola são a cultura da criança que nunca é 
matriculada, e as coisas da escola nüo süo bem as coisas da sociedade. 
Neste livro, Jocimar nos apresenta Marcel Mauss. Apenas isso 
já seria uma belíssima contribuição para a Educação Física. Porém, 
mais que isso, leva-nos a um agradúvel passeio pela Antropologia 
Social. Como todas as coisas desta obra, nada deixa de ser interessem-
te. Creio que os estudos feitos no campo da Antropologia passarão, a 
partir destes escritos, a despertar maior interesse entre os profissio-
nais ela área ele Lducaçüo Física. 
Escrito em linguagem clara c direta, este livro não reproduz a 
rigidez das teses acadêmicas. Sem abrir
Camila
Camila fez um comentário
Olá, tudo bem?
0 aprovações
Paula
Paula fez um comentário
Bom dia, você poderia enviar esse livro para o meu e-mail paulabrito@rioeduca.net?
0 aprovações
Marcelo
Marcelo fez um comentário
Olá Maisa, tudo bem?
0 aprovações
Carregar mais