A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Histologia Bucal - Professora Juliana

Pré-visualização | Página 1 de 1

Sites para estudo:
http://www.foar.unesp.br/Atlas/Res_periodonto_de_sustentacao.htm
http://www.foar.unesp.br/Atlas/Res_periodonto_de_protecao.htm
http://www.foar.unesp.br/Atlas/Res_Erupcao.htm
http://www.ccs.ufpb.br/morfologia/Esfoliacao%20dental%20texto.ppt
TEORIAS DA ERUPÇÃO DENTÁRIA:
CRESCIMENTO DA RAIZ
Formação da dentina radicular sobre o osso da base da cripta, que, não permite aprofundamento da raiz em formação, ocorre crescimento radicular porque o dente começa o processo de erupção e desloca-se no sentido oclusal. Parcialmente aceita. A formação da raiz tem efeito na velocidade de erupção, no entanto, alguns dentes erupcionam sem que haja formação de raiz e experimentos demonstraram que mesmo uma porção de raiz estando fixa no alvéolo, sua formação continua, ocasionando reabsorção do osso da base da cripta.
FORMAÇÃO DO LIGAMENTO PERIODONTAL
Contratilidade e motilidade dos constituintes do ligamento periodontal (colágeno, fribronectina e proteoglicanas interagindo em conjunto com os fibroblastos) estariam associadas ao mecanismo de erupção do dente. Parcialmente aceita. Apesar de muitos acreditarem que o ligamento desempenha algum papel durante a erupção dentária, existem casos, como a osteoporose, em que apesar de o dente ter o ligamento formado, ele não erupiciona, e a displasia dentinária, onde dentes formados sem raiz e sem ligamento periodontal erupcionam.
REMODELAÇÃO DO OSSO NA CRIPTA
A remodelação óssea na cripta segue o padrão do movimento eruptivo do dente em formação, assim a formação do osso alveolar, a formação do dente e a erupção dentária seriam eventos interdependentes. Contestada. Diversos experimentos mostram que as regiões de formação e reabsorção óssea ocorrem como conseqüência do processo eruptivo, e não ao contrário. As regiões de reabsorção óssea ocorrem como conseqüência da pressão gerada pelo movimento do dente e não como um mecanismo independente para determinar o caminho pelo qual o dente deve seguir para erupcionar na cavidade oral.
PAPEL DO FOLÍCULO DENTÁRIO E DO RETÍCULO ESTRELADO
O folículo recebe indução de células do retículo estrelado por volta do final da fase de coroa e início da fase de raiz,e, por sua vez, influencia a absorção do osso alveolar. Teoria mais aceita. O envolvimento do epitélio no processo de erupção está associado ao gubernáculo: o estabelecimento de um canal contendo restos da lâmina dentária, bem como de tecido conjuntivo, no qual o tecido ósseo não está presente, constitui o gubernáculo na região oclusal da cripta. 
 Modificações químicas na composição do folículo através de fatores oriundos do retículo estrelado do órgão do esmalte atrairiam células precursoras de osteoclastos, levando à formação de osteoclastos e reabsorção do canal gubernacular.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.