aula 2 a 4
12 pág.

aula 2 a 4


DisciplinaPrincipio Recurso9 materiais186 seguidores
Pré-visualização5 páginas
Estrutura de Conteúdo 
AS DEMONSTRAÇOES CONTÁBEIS PELOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 
CONTÁBIL 
 
As decisões gerenciais devem ser tomadas com agilidade e qualidade, 
independentemente do porte do negocio. As demonstrações contábeis 
constituem um rico banco de dados que gera informações importantes aos 
diversos usuários da organização. Esta aula objetiva apresentar as 
demonstrações contábeis a partir dos sistemas de informação contábil, 
explanando sobre suas funcionalidades nas entidades. 
 
Conceito de Demonstração Contábil 
 
A escrituração contábil é a essência da formação e da apresentação do 
profissional da Contabilidade. Os resultados dessa escrituração são as 
demonstrações contábeis, onde se apresenta a movimentação patrimonial, 
financeira, operacional econômica de uma empresa, bem como suas 
mutações. É a partir das demonstrações que se obtém todas as informações 
de gestão, administrativas, econômicas, financeiras e patrimonial. 
 
Segundo a Lei 6404/76 \u201cas Demonstrações Contábeis são o conjunto de 
informações que devem ser obrigatoriamente divulgadas, anualmente pelas 
empresas e representa a sua prestação de contas para os sócios e acionistas.\u201d 
A escrituração contábil e a emissão de relatórios, peças, análises e 
demonstrações contábeis são de atribuição e responsabilidade exclusiva de 
Contadores e Técnicos em Contabilidade legalmente habilitados, ou seja, 
inscritos no CRC e em situação regular. A empresa, independentemente de 
seu porte ou natureza jurídica, tem de manter escrituração contábil completa, 
no Livro-Diário, para controlar o seu patrimônio e gerenciar adequadamente os 
seus negócios. Não se trata exclusivamente de uma necessidade gerencial, o 
que já seria uma importante justificativa. A escrituração contábil consta como 
exigência A partir de uma análise dessas demonstrações torna-se possível 
verificar se a mesma está gerando recursos suficientes para cobrir suas 
despesas e se tem capacidade para assumir financiamento, e a partir desses 
dados, projetar a sua expansão. As demonstrações contábeis não devem 
evidenciar apenas o Balanço Patrimonial e o Demonstrativo de Resultados, 
mas também as mutações do patrimônio, as origens e as aplicações de 
recursos, a Demonstração do Fluxo de Caixa, acompanhadas de notas 
explicativas quando obrigatórias, com informações complementares de itens 
relevantes, permitindo maior transparência das administrações. 
 
O Objetivo das Demonstrações Contábeis 
 
O objetivo das demonstrações contábeis segundo as Normas e Procedimentos 
de Contabilidade (NPC) \u201cé determinar a base de apresentação de 
demonstrações contábeis de uso geral, a fim de assegurar comparação tanto 
com as próprias demonstrações contábeis de períodos anteriores quanto com 
as demonstrações contábeis de outras entidades.\u201d Para atingir esse objetivo, 
as Normas de Procedimentos Contábeis dispõem sobre considerações gerais 
para a apresentação de demonstrações contábeis, diretrizes para sua estrutura 
e requisitos mínimos de seu conteúdo. 
 
As demonstrações contábeis são uma representação monetária estruturada da 
posição patrimonial e financeira em determinada data e das transações 
realizadas por uma entidade no período findo nessa data. 
 
O objetivo das demonstrações contábeis de uso geral é fornecer informações 
sobre a posição patrimonial e financeira, o resultado e o fluxo financeiro de 
uma entidade, que são úteis para uma ampla variedade de usuários na tomada 
de decisões. Conforme Padoveze (2004), as demonstrações contábeis também 
mostram os resultados do gerenciamento, pela Administração, dos recursos 
que lhe são confiados. Para atingir esse objetivo, as demonstrações contábeis 
fornecem informações sobre os seguintes aspectos de uma entidade: 
 
\u2022 Ativos- Conceito empregado em contabilidade para definir dentro de 
uma determinada empresa, quais são os bens e direitos desta empresa 
que não sofrem movimentação. 
 
\u2022 Passivos- Representa todas as obrigações financeiras que uma 
empresa tem para com terceiros. 
 
\u2022 Patrimônio Líquido- O patrimônio líquido representa o registro do valor 
que os proprietários de uma empresa têm aplicado no negócio. 
 
\u2022 Despesas - Despesas de uma empresa são os gastos, desembolsados 
ou devidos pela mesma, necessários ao desenvolvimento de suas 
operações. 
 
\u2022 Receitas- Considera-se como receita de uma empresa o dinheiro que a 
mesma recebe ou tem direito a receber, proveniente das operações da 
mesma. 
 
\u2022 Fluxo Financeiro - Entradas e Saídas resultado das operações da 
empresa. 
 
 
Essas informações, juntamente com outras constantes das notas explicativas 
às demonstrações contábeis, auxiliam os usuários a estimar os resultados 
futuros e os fluxos financeiros futuros da entidade. expressa em diversas 
legislações. 
 
Tipos de Demonstrações Contábeis 
 
Um recurso de grande importância principalmente, no processo decisório da 
empresa é o sistema de informação contábil, a partir dele é possível gerar 
demonstrações de acordo com o grau de complexidade da empresa. Essas 
demonstrações são divididas em obrigatórias e facultativas. 
 
 
 
As demonstrações Contábeis obrigatórias 
 
Os relatórios obrigatórios são aqueles exigidos pela Lei das Sociedades por 
Ações (Lei n° 6.404/76), sendo conhecidos como demonstrações contábeis, 
cuja estrutura prevista por esta lei foi alterada pela Lei 11.638/07 e 
posteriormente, pela Medida Provisória 449/08, transformada na lei 11.941/09. 
O Art. 176 da referida Lei 6.404/76, que foi alterada pela lei 11.638/07 
estabelece que ao término de cada exercício social, a administração da 
empresa faça elaborar com base na sua escrituração mercantil, as 
Demonstrações Contábeis, que deverão exprimir com clareza a situação 
patrimonial e as mutações ocorridas no período. As demonstrações que 
compõem o Balanço do Exercício serão publicadas com os valores referentes 
ao período encerrado, mais a indicação dos valores correspondentes ao 
exercício imediatamente anterior, os quais poderão ser expressos em unidades 
de milhar, e, compreende as seguintes demonstrações: 
 
- Demonstração do Balanço Patrimonial \u2013 BP 
- Demonstração do Resultado do Exercício \u2013 DRE 
- Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados \u2013 DLPA 
- Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido \u2013 DMPL (opcionalmente, 
em substituição à DLPA ); 
- Demonstração dos Fluxos de Caixa (Para entidades com Patrimônio Líquido 
acima de 2 milhões) 
- Demonstração do Valor Adicionado ( obrigatória para Cias. abertas) 
 
As demonstrações serão complementadas por notas explicativas e outros 
quadros analíticos ou demonstrações contábeis necessários para 
esclarecimento da situação patrimonial e dos resultados do exercício. 
 
Não obstante estas restrições, a Contabilidade é um dos instrumentos mais 
poderosos para subsidiar a gestão de uma empresa. Seus relatórios abrangem 
os diferentes níveis hierárquicos e funcionam como ferramentas indispensáveis 
nas tomadas de decisões, causando forte influência no processo de 
planejamento estratégico e no orçamento empresarial. Assim, para as 
informações que atendem às exigências legais dá-se o nome de contabilidade 
financeira e para aquelas que melhor se encaixam no modelo decisório do 
gestor, dá-se um enfoque especial, denominado contabilidade gerencial. 
 
Todas as empresas, independentemente de seu porte, devem utilizar a 
contabilidade gerencial para direcionar seus negócios, utilizando-a também 
como um instrumento de análise de desempenho e de monitoramento dos 
resultados auferidos, pois tal prática proporcionará controle e segurança nas 
operações presentes e futuras, estas informações são atingidas pela utilização 
de um sistema de informação contábil Balanço Patrimonial. 
 
O balanço patrimonial reflete a posição financeira em determinado momento, 
normalmente no fim