A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Ataxia ou incoordenação dos movimentos

Pré-visualização | Página 1 de 1

Ataxia
Ataxia ou incoordenação dos movimentos é um sintoma, não uma doença específica ou um diagnóstico. A ataxia é frequentemente causada por uma perda da função do cerebelo (parte do cérebro que serve como centro de coordenação), medula espinhal ou das vias condutoras que interligam o cerebelo e a medula.
Esse sintoma pode afetar os movimentos dos dedos, das mãos, dos braços, das pernas, do corpo, a fala ou o movimento dos olhos. Algumas vezes, a ataxia aparece subitamente; outras vezes, gradualmente.
A perda de coordenação pode ser causada por diversas condições médicas ou neurológicas. Portanto, é importante que se procure auxílio médico para determinar a causa subjacente do sintoma e obter o tratamento apropriado.
Existem algumas doenças hereditárias que provocam degeneração cerebelar (ou espinocerebelar), sendo as mais frequentes a ataxia de Friedreich e a doença de Machado-Joseph. Várias mutações já foram identificadas e testes genéticos estão disponíveis para diagnóstico e aconselhamento genético em situações de pesquisa.
Entre as possíveis causas adquiridas incluem-se:
Trauma craniano.
Derrame ou hemorragia cerebral.
Tumores cerebrais.
Pós-infecção.
Exposição a certas drogas ou tóxicos.
Hipotiroidismo.
​Deficiência de vitaminas.
Alguns tipos de câncer (por exemplo, de ovário ou de pulmão).
Esclerose múltipla.
Sífilis.
Tratamento
O tratamento da ataxia busca corrigir a causa para promover uma recuperação do paciente. Quando isso não é possível, a terapêutica envolve o uso de dispositivos adaptados para permitir ao indivíduo manter o máximo de autonomia.
Tais dispositivos podem incluir bengalas, muletas, andadores ou cadeiras de rodas para aqueles com dificuldades de caminhar; dispositivos para auxílio na escrita, na alimentação e nos cuidados pessoais, para aqueles com dificuldades na coordenação de mãos e braços, e aparelhos de comunicação, para aqueles com dificuldades de fala.