Tese Assis Villela
218 pág.

Tese Assis Villela

Disciplina:Administração Estadual2 materiais122 seguidores
Pré-visualização50 páginas
ASSIS RODRIGUES ABBUD VILLELA

ESTUDO DE CAMADA DE BASE ASFÁLTICA
DE MÓDULO ELEVADO PARA RESTAURAÇÃO
DE RODOVIAS DE TRÁFEGO MUITO PESADO

São Paulo
2012

ASSIS RODRIGUES ABBUD VILLELA

ESTUDO DE CAMADA DE BASE ASFÁLTICA
DE MÓDULO ELEVADO PARA RESTAURAÇÃO
DE RODOVIAS DE TRÁFEGO MUITO PESADO

Tese apresentada à Escola Politécnica da
Universidade de São Paulo para obtenção do
Título de Doutor em Engenharia

Área de Concentração:
Engenharia de Transportes

Orientadora:
Professora Titular, Doutora
Liedi Légi Bariani Bernucci

São Paulo
2012

FICHA CATALOGRÁFICA

Villela, Assis Rodrigues Abbud

Estudo de camada de base asfáltica de módulo elevado para
restauração de rodovias de tráfego muito pesado / A.R.A. Villela.
-- São Paulo, 2012.

206 p.

Tese (Doutorado) - Escola Politécnica da Universidade de
São Paulo. Departamento de Engenharia de Transportes.

1. Pavimentação 2. Pavimentação asfáltica 3. Tráfego rodo-
viário 4. Módulos I. Universidade de São Paulo. Escola Politéc-
nica. Departamento de Engenharia de Transportes II. t.

Este exemplar foi revisado e alterado em relação à versão original, sob
responsabilidade única do autor e com a anuência de seu orientador.
São Paulo, 15 de fevereiro de 2012.
Assinatura do autor ____________________________

Assinatura do orientador _______________________

FICHA DE APROVAÇÃO
ASSIS RODRIGUES ABBUD VILLELA
ESTUDO DE CAMADA DE BASE ASFÁLTICA DE MÓDULO ELEVADO PARA
RESTAURAÇÃO DE RODOVIAS DE TRÁFEGO MUITO PESADO
Texto apresentado à Escola Politécnica da Universidade de São Paulo para obtenção
do Título de Doutor
Área de concentração: Engenharia de Transportes
Aprovado em: _____________________________________

BANCA EXAMINADORA

Professora Titular, Doutora Liedi Légi Bariani Bernucci
Escola Politécnica da Universidade de São Paulo
(USP)

Professor Doutor Carlos Yukio Suzuki
Escola Politécnica da Universidade de São Paulo
(USP)

Professora Doutora Laura Maria Goretti da Motta
Universidade Federal do Rio de Janeiro
(UFRJ / COPPE)

Doutora Leni Figueiredo Mathias Leite
Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo
Américo Miguez de Mello (CENPES / Petrobras)

Professor Doutor Jorge Augusto Pereira Ceratti
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
(UFRGS)

Ao João e à Helô, pelos

incontáveis desenhos que

criamos e colorimos juntos ao

longo do desenvolvimento

desta tese. Nossa geladeira é

uma verdadeira galeria de arte!

Embora muito da produção de uma tese resulte de horas solitárias diante de folhas
preenchidas ou a preencher, nada se faz sozinho. É sempre no diálogo com os outros que se
constroem as ideias e se realiza o trabalho. Agradecer-lhes é reconhecer sua importância em
minhas realizações. Por isso minha profunda gratidão:

 A Deus, pela graça da vida, pela saúde, pelos dons e meios concedidos à realização e
conclusão de mais uma jornada.

 Ao João e à Helô pelo amor, respeito e pela presença, fundamentais em toda essa

minha trajetória. Sobretudo, por compreender minhas dificuldades e minhas
ausências, com constantes palavras de ânimo e total confiança no meu sucesso.
Fortalece-me o simples fato de saber que vocês existem em minha vida.

 Ao meu pai Luiz (in memoriam) e a minha mãe Rosa Alice, que me incentivaram em

toda possível curiosidade, na busca constante do conhecimento e na dedicação aos
estudos. O que talvez vocês não tivessem adivinhado ou previsto é que eu faria da
curiosidade, do desejo de tudo conhecer, de experimentar toda novidade, um doce
complemento de minha profissão. Aos meus irmãos, Anthuza e Juliano, que me
estimularam nesse longo período de estudo.

 À minha família (Abbud, Bruel, Gemin, Villela), o fato de saber que posso contar com

vocês me permite progredir constantemente no caminho que escolhi. Em diversos
momentos da vida encontrei na família meu porto seguro, que se revelou
imprescindível mesmo quando teimei em achar o contrário. À tia Angelina que,
dentre tantos conselhos e conversas prazerosas, ao redor de uma bela mesa de café
tipicamente mineira, teve a coragem de indicar um garoto de 18 anos de idade, que
recém havia ingressado na engenharia, para lecionar aulas de matemática. Sua
generosidade e todo aquele aprendizado naqueles anos letivos resultaram nesta tese.

 À minha orientadora Professora Liedi, por permitir este convívio, uma das

experiências determinantes de minha formação acadêmica, profissional e pessoal.
Neste período, aprendi a confiar na racionalidade e ainda mais na capacidade de
aprimoramento técnico. Ao admirá-la, mantenho a esperança de que a vida pode e
deve ser mais leve e agradável.

 Ao Professor Suzuki, pela valiosa contribuição dada a esta tese, incentivando-me a

reformular o estudo paramétrico e presenteando-me com excelentes sugestões
durante o exame de qualificação e, em outras oportunidades, em seu escritório.

 À Professora Laura, pelo estímulo ainda nos primeiros anos de mestrado quando

visitava a COPPE. Nunca me esquecerei de sua generosidade em compartilhar os
mais recentes artigos técnicos, num tempo em que não eram disponibilizados pela
internet. Por toda contribuição e pelo constante interesse no desenvolvimento de
minha tese.

 À Doutora Leni, pela oportunidade de interlocução, tendo aceitado participar da

banca examinadora desta tese e principalmente por ter viabilizado o CAP duro para
execução do Trecho Experimental.

 Ao Professor Ceratti, pela arguição atenta e ricas sugestões oferecidas no exame de

qualificação. Saiba que suas contribuições são enriquecedoras, desde o tempo do
mestrado.

 Aos docentes do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes:
Professor Balbo, Professor Hugo, pela competência com que ministraram as
disciplinas. Em especial ao Professor Quintanilha, pelas inúmeras horas que
generosamente concedeu-me para o auxilio a análise estatística desta tese.

 À amiga Elieni (in memoriam). Não sou realmente capaz de expressar a sorte e

alegria de, contigo, ter convivido em tantos e significativos momentos. Mas, se aqui
todos os agradecimentos serão necessariamente insuficientes, que essas palavras
sirvam pelo menos para relembrar quão fantástico foi tê-la conhecido.

 À amiga Márcia Aps, por ter me recebido ainda nos tempos de IPT e acreditado nas

minhas intenções, no processo de trabalho e na construção de conhecimento que
propus por meio do plano de trabalho ainda na fase embrionária desta tese. Amizade
assim não se pode retribuir com palavras. Deixo somente o registro do meu mais
total apreço, na certeza de que esta tese coroa este relacionamento fraternal.

 Ao amigo Cláudio Renato, companheiro de muitas reflexões e destinos, comparsa de

toda jornada para a execução, madrugada adentro, do Trecho Experimental. Sem seu
apoio, dezenas de situações teriam sido difíceis e, sem dúvida, esta tese não seria a
mesma.

 Aos velhos amigos da época da UFSC Cássio, Geralci, Renato e Rodolfo, que mesmo

distantes são para mim exemplos da amizade incondicional e perene. Floripa não é
mais a mesma!

 Ao Laboratório