CALCIFICAÇÃO
3 pág.

CALCIFICAÇÃO


DisciplinaPatologia Humana423 materiais3.205 seguidores
Pré-visualização1 página
CALCIFICAÇÃO
Deposição anormal de sais de calcio
Macro:
órgãos esbranquiçados e fosco
aspecto de giz
consistência dura
ao corte, percebe-se o ranger da faca
MICRO
grânulos amorfos
Grumos ou placas intra ou extracelular
Corados intensamente pela hematoxilina
DISTRÓFICA
Tecidos necróticos
Níveis normais de cálcio
Depende de lesão tecidual previa
ETIOLOGIA
Observada na necrose (principalmente caseosa) e estar presente em qqer lesão antiga (ex: tuberculose).
CLASSIFICAÇÃO:
Iniciação ou nucleação: formação de um núcleo inicial
Crescimento ou propagação: progressão da deposição dos sais de cálcio
A inciação da deposição de Ca intracelular ocorre nas mitocôndrias de cel necróticas que perderam a capacidade de regular o Ca intracelular.
NO meio extracel a iniciação ocorre em vesículas revertidas por membrana.
MACRO E MICRO
Áreas teciduais afetadas apresentam aspecto típico de áreas calcificadas e possivelmente estarão associadas a áreas de necrose e/ou lesões crônicas
ASPECTOS CLINICOS
Permanente
Inofensivo, exceto quando ah interferência mecânica
METASTÁTICA
Tecidos sadios
Não há lesão previa
Reflete algum distúrbio metabólico do cálcio (hipercalcemia)
Secreção aumentada do paratormônio
Excesso de vitamina D
Osteólise \u2013 mobilização excessiva de cálcio dos ossos
PATOGENIA
A secreção aumentada do paratormônio hipercalcemia
Carcinomas da paratireoides
Linfomas
Insuficiência renal: retenção de fosfato liberação do paratormônio para igualar a concentrações de Ca e fosforo
Desequilíbrio nutricional: Dieta pobre em Ca, rica em fósforo ou quantidades 
Excesso de vit. D
O excesso de vit D hipercalcemia e deposição de cálcio nos tecido
Aumento do volume facial
Principalmente Interstício da mucosa gástrica , pulmões, rins e vasos sanguíneos são afetados
ASPERCTOS CLINICOS
Não causa disfunção clínica significativa
CALCULOSE
Precipitação de sais inorgânicos em órgãos ou estruturas ocas ou em cavidades do organismo a partir de detritos celulares
ETIOLOGIA
Processos inflamatórios infecciosos prévios podem resultar na presença de agloerados de células descamadas, bactérias, fibrina, mucina ou corpos estranhos na luz de alguns órgãos ou cavidades. Este material pode servir como núcleo para que ocorra calsificação.
PATOGENIA
inicialmente a formação de um núcleo
SINAIS CLINICOS
obstrução 
coestase
anuria 
lesões de mucosa
infecções secundaria 
MACRO
CAMADAS CONCENTRICAS OU RADIADAS
Em alguns casos o calculo se molda à estrutura