A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
41 pág.
ALUNO   CADERNO ENADE DIREITO 2017 2

Pré-visualização | Página 1 de 8

SUMÁRIO 
Direito Constitucional..............................1 
Jurisdição Constitucional.........................9 
Direito do Consumidor...........................16 
Responsabilidade Civil............................20 
Direito Empresarial.................................21 
Direito Processual Civil...........................29 
Direito Civil – Sucessões.........................35 
Modelo de folha de resposta.................39 
 
 
 
CADERNO ENADE 
2017.2 ALUNO 
DIREITO 
CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS 
1 
 
 
 
DIREITO CONSTITUCIONAL 
 
QUESTÃO 1: 
ÁREA DE CONHECIMENTO: DIREITO CONSTITUCIONAL 
TEMA DA QUESTÃO: HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL 
 
 
“A linguagem cria a capacidade de logro, porque ela é também e, sobretudo, a capacidade 
de comunicação e, portanto, de argumentação e decisão entre desacordos”. (COELHO, 
Inocêncio Mártires. Interpretação Constitucional. 4ª ed. São Paulo: Editora Saraiva, 2010, 
p. 113). 
A centralidade do papel das constituições nos sistemas jurídicos contemporâneos fez com 
que passassem a ter papel de grande relevância os metaprincípios interpretativos no contexto 
sistêmico-jurídico. Assim sendo, qual o papel do princípio da unidade constitucional como 
princípio hermenêutico central no processo de interpretação das constituições 
contemporâneas? 
 
QUESTÃO 2: 
ÁREA DE CONHECIMENTO: DIREITO CONSTITUCIONAL 
TEMA DA QUESTÃO: HISTÓRIA DAS CONSTITUIÇÕES 
 
“Uma distinção clássica do direito constitucional classifica as Constituições ditas 
“nominais” ou “semânticas”, textos meramente formais daquelas ditas normativas em que 
se estabelece uma identidade entre as aspirações dos integrantes da nacionalidade e as leis 
expressas no texto, momento em que uma lei pode ser considerada legítima. É certo que os 
2 
 
 
 
critérios e princípios que constituem essa legitimidade variam temporal e espacialmente, mas 
ainda assim permanece a ideia de que uma Constituição que seja apenas legal e não legítima, 
não preenche os requisitos requeridos pelo próprio conceito de Constituição. Se não 
podemos dizer de maneira categórica que o texto de 1937 é uma Constituição “nominal”, 
nem por isso estamos impedidos de constatar ela ficou em grande parte inaplicada”. 
(BONAVIDES, Paulo; ANDRADE, Paes. História Constitucional do Brasil. 8ª ed. Brasília: 
OAB Editora, 2006, p.337) 
 
Analisando as Constituições de 1937 e 1988, é possível observar que as mesmas possuem 
pontos de permanência e pontos de ruptura no quadro histórico do período republicano 
brasileiro. Observe as características abaixo informadas e, após, responda a questão que se 
segue: 
 
 I - A adoção do presidencialismo como sistema de governo; 
II - O reconhecimento de direitos sociais no âmbito constitucional 
III - Adoção de políticas de incentivo ao pluralismo político e cultural; 
IV - Disponibilidade de amplo rol de mecanismos para exercício democrático do poder 
 
Assinale a opção que estabelece características que identificam pontos de ruptura entre as 
duas realidades constitucionais: 
 
a) I e II b) II e III c) III e IV d) I e IV 
 
QUESTÃO 3: 
ÁREA DE CONHECIMENTO: DIREITO CONSTITUCIONAL 
TEMA DA QUESTÃO: PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS 
 
Os princípios constitucionais fundamentais da República Federativa do Brasil estabelecidos 
logo no Art. 1º da Carta Constitucional buscam estabelecer uma síntese ou uma matriz de 
todas as restantes normas constitucionais que àquelas podem se basear. Neste sentido, 
analise as assertivas abaixo e, após, responda a questão formulada: 
 
3 
 
 
 
I – A preponderância que o texto constitucional concede aos valores da livre iniciativa em 
detrimento aos valores sociais do trabalho auxiliam no sentido de demonstrar que o texto da 
Carta de 1988 deu base a uma constituição essencialmente capitalista. 
II – O pluralismo adotado pela Constituição brasileira se posiciona em franca contraposição 
aos regimes monolíticos, de forma a reconhecer o homem como sujeito de direito para 
pertencer a todas as comunidades de ordem moral, cultural, intelectual e espiritual. 
III – A soberania se estabelece como um fundamento do poder político supremo e 
independente, que na ordem internacional se caracteriza por não ter de acatar regras que não 
aquelas voluntariamente aceitas, situando-se, por isso, em pé de igualdade com os poderes 
supremos dos outros povos. 
 
Assinale a opção que aponta para uma correta leitura de alguns dos princípios 
constitucionais fundamentais da República Federativa do Brasil: 
 
a) Estão corretas as assertivas I e II; 
b) Estão corretas as assertivas I e III; 
c) Estão corretas as assertivas II e III; 
d) Estão corretas todas as assertivas. 
 
QUESTÃO 4: 
ÁREA DE CONHECIMENTO: DIREITO CONSTITUCIONAL 
TEMA DA QUESTÃO: DEMOCRACIA 
 
Analisando a charge, observamos que ali se 
encontra uma das mais clássicas e 
difundidas definições de democracia que se 
tem notícia. Porém, a extensão do seu 
significado vem sofrendo muitas 
modificações no decorrer do tempo histórico 
e esta questão se torna crucial no âmbito do 
quadro político brasileiro já que a Carta 
Federal de 1988 estabeleceu que a República Federativa do Brasil constitui um Estado 
4 
 
 
 
Democrático de Direito. Assim, em conformidade com seu texto, o Estado democrático 
definido pela Constituição de 1988, propõe: 
 
a) um modelo representativo, no qual o papel do povo é exercitar seu direito de escolher 
os agentes políticos que o representam, embora sem prever textualmente mecanismos 
de participação popular direta. 
b) uma democracia semidireta, ou seja, uma democracia representativa com alguns 
institutos de participação direta do povo em funções de governo, sem contudo autorizar 
instrumentos da chamada democracia participativa. 
c) Um modelo de democracia participativa que não se restringe à conjunção de elementos 
tradicionais da representação e da democracia direta, mas engloba outros mecanismos 
constitucionais e legais de participação e controle social. 
d) um modelo cristalizado na conjuntura do Século XX e cuja previsão fundamentada em 
cláusula pétrea impede de avançar em direção às conquistas realizadas pelas nações de 
maior tradição no horizonte ocidental. 
 
QUESTÃO 5: 
ÁREA DE CONHECIMENTO: DIREITO CONSTITUCIONAL 
TEMA DA QUESTÃO: PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS 
 
 
 
Analisando a ilustração acima, observa-se que a Constituição Federal de 1988 estabeleceu a 
igualdade entre homens e mulheres como um de seus princípios constitucionais. Nos dias 
uais, cada vez mais, os movimentos feministas organizam-se buscando fazer com que a 
5 
 
 
 
normatização constitucional se materialize e se projete no mundo real. Todavia, o próprio 
texto da Carta Magna é gerador de normas que parecem conceder a homens e mulheres 
direitos diferenciados (v.g. licença-maternidade/ licença paternidade; tempo de serviço para 
aposentadoria, etc.). 
 
Sobre o tema, seguindo a ordem jurídico-constitucional vigente, é possível afirmar que 
a) nas situações em que o tratamento é diferenciado, há evidente violação ao direito de 
igualdade em ambas as vertentes, material e formal. 
b) o respeito ao princípio da igualdade é observado quando o tratamento diferenciado é 
fundamentado na vertente material do referido princípio. 
c) o respeito ao princípio da igualdade é observado quando o tratamento diferenciado é 
fundamentado na vertente formal do referido princípio. 
d) a regra de igualdade entre homens e mulheres, como algumas outras regras estabelecidas 
na Constituição de 1988, não possui qualquer normatividade. 
 
QUESTÃO