Resumo Geral do Curso de Direito Tributário - Auditor Receita Federal -  Estratégia Concursos
72 pág.

Resumo Geral do Curso de Direito Tributário - Auditor Receita Federal - Estratégia Concursos


DisciplinaDireito Tributário I23.239 materiais272.202 seguidores
Pré-visualização16 páginas
Aula Extra
Direito Tributário p/ AFRFB - 2016 (com videoaulas)
Professores: Equipe Fábio Dutra, Fábio Dutra
Direito Tributário para AFRFB - 2016 
Curso de Teoria e Questões 
Prof. Fábio Dutra \u374 Aula Extra 
 
Prof. Fábio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Página 1 de 71 
Aula Extra: Resumo do Curso 
 
 
Observações sobre a Aula 
 Olá, amigo(a), tudo bem? 
 Com o objetivo de oferecer sempre o melhor material a você, resolvi 
elaborar um resumo de todas as aulas do curso, que poderá ser utilizado 
para posteriores revisões. 
 Espero que este material possa auxiliá-lo na preparação para o concurso 
da Receita Federal! - 
 Um abraço e até o nosso próximo encontro (simulado)! 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Direito Tributário para AFRFB - 2016 
Curso de Teoria e Questões 
Prof. Fábio Dutra \u374 Aula Extra 
 
Prof. Fábio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Página 2 de 71 
SUMÁRIO 
 
 
AULA 00: Conceito e Classificação dos Tributos ......................... 3 
AULA 01: Limitações Constitucionais ao Poder de Tributar 
(Princípios Tributários) .......................................................... 10 
AULA 02: Limitações ao Poder de Tributar (Imunidades) ........... 15 
AULA 03: Competência Tributária e Impostos de Competência da 
União ................................................................................. 20 
AULA 04: Impostos de Competência dos Estados ..................... 27 
AULA 05: Impostos de Competência dos Municípios ................. 32 
AULA 06: Legislação Tributária ............................................. 35 
AULA 07: Obrigação Tributária; Fato Gerador; Sujeitos da 
Obrigação Tributária; Solidariedade; Domicílio Tributário ........... 39 
AULA 08: Responsabilidade Tributária .................................... 43 
AULA 09: Crédito Tributário e Lançamento; Modalidades de 
Lançamento e Hipóteses de Alteração ..................................... 48 
AULA 10: Suspensão e Exclusão do Crédito Tributário .............. 51 
AULA 11: Extinção do Crédito Tributário ................................. 57 
AULA 12: Garantias e Privilégios do Crédito Tributário e 
Administração Tributária ....................................................... 63 
AULA 13: Simples Nacional .................................................. 69 
 
 
 
Direito Tributário para AFRFB - 2016 
Curso de Teoria e Questões 
Prof. Fábio Dutra \u374 Aula Extra 
 
Prof. Fábio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Página 3 de 71 
AULA 00: Conceito e Classificação dos Tributos 
 
0.1 ± Noções Introdutórias 
x O Direito Tributário é ramo didaticamente autônomo do direito público, 
prevalecendo dois princípios norteadores, quais sejam: supremacia do 
interesse público sobre o particular e indisponibilidade do interesse 
público. 
 
 
 
 
 
 
x As receitas públicas são originárias ou derivadas. As receitas originárias 
são auferidas com base na exploração do patrimônio do Estado, por 
meio de aluguéis ou mesmo por empresas estatais. Já as receitas derivadas 
têm origem no patrimônio do particular e entram nos cofres públicos 
por meio de coação ao indivíduo. Portanto, os tributos são classificados 
como receitas derivadas. 
 
 
 
 
 
 
 
 
DIREITO 
Direito Público 
Direito Privado 
Direito 
Tributário 
Apenas divisão didática 
RECEITAS 
PÚBLICAS 
ORIGINÁRIAS 
DERIVADAS TRIBUTOS 
Direito Tributário para AFRFB - 2016 
Curso de Teoria e Questões 
Prof. Fábio Dutra \u374 Aula Extra 
 
Prof. Fábio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Página 4 de 71 
0.2 ± Conceito de Tributos 
x O conceito de tributo foi previsto no art. 3º, do CTN, e pode ser 
desmembrado e esquematizado da seguinte forma: 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
0.3 ± Natureza Jurídica dos Tributos 
x O CTN definiu que, para identificarmos a natureza jurídica específica do 
tributo, isto é, a espécie tributária (impostos, taxas, etc.), deve-se levar em 
consideração apenas o fato gerador. Assim, para o legislador, a 
denominação e as demais características formais adotadas pela lei bem 
como a destinação legal do produto da arrecadação do tributo são 
irrelevantes para definir a sua natureza jurídica. 
x Após o surgimento da Constituição Federal de 1988, o entendimento 
predominante é o de que existem não apenas três, mas cinco espécies 
tributárias, dando origem à corrente pentapartida. 
x É importante saber que os empréstimos compulsórios e as contribuições 
especiais são tributos finalísticos, ou seja, a destinação do produto de 
sua arrecadação é um critério relevante para diferenciá-los dos 
demais tributos. 
 
 
 
 
Tributo 
Prestação pecuniária 
Prestação compulsória 
Prestação que não constitui sanção por ato ilícito 
Prestação instituída em lei 
Prestação cobrada por atividade vinculada 
Direito Tributário para AFRFB - 2016 
Curso de Teoria e Questões 
Prof. Fábio Dutra \u374 Aula Extra 
 
Prof. Fábio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Página 5 de 71 
Teoria 
Pentapartida 
 
 
 
 
 
 
0.4 - Espécies de Tributos 
0.4.1 - Impostos 
x Impostos são tributos não vinculados, por estarem relacionados 
com uma manifestação de riqueza do contribuinte. Por exemplo, 
paga-se IPTU porque possui imóvel urbano, e não porque o Município lhe 
presta algum serviço específico. A obrigação de pagar o imposto independe 
de qualquer contraprestação estatal. 
x A receita auferida com os impostos não está vinculada, em regra, a 
qualquer destinação. Ou seja, esse é mais um argumento de que os 
recursos devem ser usados em benefício da coletividade, remunerando os 
chamados serviços gerais ± uti universi. Cite-se, como exemplo, o 
serviço de segurança pública. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Espécies 
Tributárias 
Impostos 
Taxas 
Contribuições de Melhoria 
Empréstimos Compulsórios 
Contribuições Especiais 
Municípios e 
Distrito Federal 
União 
Estados e 
Distrito Federal 
ISS 
IPTU 
ITBI 
ITCMD 
ICMS 
IPVA 
II II 
IR 
IEG 
IGF 
ITR 
IOF 
IPI 
I. Residuais 
IE 
Direito Tributário para AFRFB - 2016 
Curso de Teoria e Questões 
Prof. Fábio Dutra \u374 Aula Extra 
 
Prof. Fábio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Página 6 de 71 
0.4.2 ± Taxas 
x Todos os entes federados (União, Estados, Distrito Federal e Municípios) 
poderão instituir taxas. Podemos dizer, então, que a taxa é um tributo 
de competência comum. 
 
x Taxas são tributos vinculados e contraprestacionais. Isso significa que o 
fato gerador dessa espécie tributária está relacionado a uma 
prestação estatal específica ao contribuinte, seja por meio de serviços 
públicos ou pelo exercício do poder de polícia. As taxas podem ser 
instituídas pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios, no âmbito de 
suas respectivas atribuições. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
x O poder de polícia é aquele que a administração pública dispõe para 
restringir alguns direitos individuais de cada particular, tendo em 
vista os interesses coletivos. Há diversas atividades fiscalizadoras que 
podem ensejar a cobrança da taxa de polícia. Como exemplo, temos a Taxa 
de Controle e Fiscalização Ambiental (TCFA), instituída pela Lei 
10.165/2000, tendo como fato gerador o exercício regular do poder de 
polícia conferido ao
Pablo
Pablo fez um comentário
manda para mim também o material em pdf pablobold@gmail.com
0 aprovações
Beatriz
Beatriz fez um comentário
Boa tarde, alguém pode me encaminhar o pdf por e- mail, por favor ? biia.galindo@hotmail.com
0 aprovações
Carla
Carla fez um comentário
Alguem conseguiu esse pdf? por favooooor??
0 aprovações
Sergio
Sergio fez um comentário
Obrigado
0 aprovações
Carregar mais