A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
44 pág.
Teoria da Literatura III -  Avaliando o Aprendizado

Pré-visualização | Página 1 de 17

Aula 1 
1
a
 Questão (Ref.: 201505113187) 
 
 
Segundo o formalista Boris Eikhenbaum, em seu ensaio A teoria do método formal, o primeiro passo da metodologia 
dos formalistas foi classificar cientificamente o objeto literário segundo a distinção entre a linguagem poética e a 
linguagem cotidiana. 
 
Desse modo, fica claro que o método formalista tinha por objetivo: 
 
 Apontar que a unidade do texto não se encontra na origem, porém em sua destinação, defendendo o leitor e o 
crítico como criadores, junto com o autor, do sentido do texto. 
 Afirmar que o texto só tem vida com a dinâmica da leitura e com a presença do leitor em constante construção. 
 Revelar que há uma teoria estrutural da narrativa e que ela é uma gramática capaz de explicar toda narrativa 
concebível. 
 Investigar os traços distintivos que evidenciassem a construção estética de sua linguagem poética ao contrastá-
la com a linguagem cotidiana, marcada pela usualidade e objetividade. 
 Confirmar que a obra literária não se apresenta exatamente, ela se reporta ao já conhecido. 
 
2
a
 Questão (Ref.: 201505113199) 
 
 
No ensaio Os problemas dos estudos literários e linguísticos, os teóricos formalistas J. Tynianov e Roman Jakobson 
utilizaram um método para aproximarem os estudos das formas literárias das formas linguísticas, como o próprio título 
sugere, além de investigarem os traços que caracterizariam a literariedade como elemento determinante. 
 
Podemos afirmar que os teóricos utilizaram: 
 
 Método sintagmático 
 Método formalista 
 Método estruturalista 
 Método formal 
 Método narrativo 
 
3
a
 Questão (Ref.: 201504668723) 
 
 
Vladimir Propp, estruturalista russo, em seus estudos, analisou diversos contos de fadas buscando encontrar seus 
elementos narrativos mais básicos. Ele identificou sete classes de personagens, divididos segundo sua função nos contos, 
seis estágios de evolução da narrativa e 31 funções narrativas para as situações dramáticas do enredo. Podemos afirmar 
que Propp estendeu o Formalismos Russo à: 
 
 b) Diacronia 
 d) Fenomenologia 
 a) Narratologia 
 c) Sincronia 
 e) Literariedade 
 
4
a
 Questão (Ref.: 201504668751) 
 
 
Ao fazer um estudo estruturalista sobre o texto poético, Roman Jakobson destacou: 
 
 os níveis semântico, sintático e fonológico do poema. 
 os níveis consonantais do poema. 
 os níveis fonêmicos do poema. 
 os níveis gramaticais e semânticos do poema. 
 os níveis vocálicos do poema. 
5
a
 Questão (Ref.: 201504668722) 
 
 
Para os formalistas russos a ciência da literatura deveria estudar o que confere a uma obra sua qualidade literária, aquilo 
que constitui o conjunto de traços distintivos do objeto literário. Eles se referiam a: 
 
 b) Forma do poema 
 d) Sincronia 
 c) Fenomenologia 
 a) Literariedade 
 e) Diacronia 
 
6
a
 Questão (Ref.: 201505113175) 
 
 
No formalismo russo o sistema de análise do objeto literário era voltado apenas para as formas linguísticas em sua 
contingência imediata e demonstra-se como um modelo estático, a-histórico, que evidencia o aspecto sincrônico da 
abordagem, distinguindo-se da análise diacrônica, passiva de uma perspectiva histórica e evolutiva. 
 
Para os formalistas russos, o texto literário devia ser analisado como: 
 
 Um sistema composto de uma metodologia estrutural que valorizava o aspecto político, biográfico, 
sintático, semântico. 
 Um sistema composto de uma metodologia estética que valorizava o aspecto gramatical, fonológico, 
biográfico, semântico. 
 Uma forma de recepção composta de uma metodologia histórica que valorizava o aspecto social, 
biográfico, narrativo. 
 Um sistema composto de uma metodologia linguística que valorizava o aspecto funcional, narrativo, 
político, morfológico. 
 Um sistema composto de uma metodologia formal que valorizava o aspecto gramatical, fonológico, 
semântico, morfológico. 
 
7
a
 Questão (Ref.: 201505113161) 
 
 
Ao estabelecer a linguística como base científica para os estudos literários e considerando que a linguística é a ciência 
que estuda os fatos da linguagem por excelência, o objeto literário passa a ser formalizado segundo a própria linguagem, 
ou seja, concebido como: 
 
 Um sistema fechado, metodológico e formal. 
 Um método estrutural, histórico e político. 
 Uma forma de recepção, histórica e social. 
 Uma organização linguística, estrutural e política. 
 Uma estética, formal e social. 
 
8
a
 Questão (Ref.: 201504668721) 
 
 
Os formalistas partem de elementos que estão presentes na obra do filósofo alemão, Edmund Husserl, que buscou 
estabelecer critérios de validade para o pensamento científico mais rígido e rigoroso; pois pretendia criar uma filosofia e 
uma ciência dura como as ciências naturais. O principal elemento que serviu de base para os formalistas foi: 
 
 a) Fenomenologia 
 e) Diacronia 
 d) Forma do poema 
 b) Função poética 
 c) Literariedade 
 
9
a
 Questão (Ref.: 201504668750) 
 
Roman Jakobson propôs um estudo segundo o qual a função poética projeta o eixo da seleção verbal, do que é exemplo 
a metáfora, sobre a combinação verbal, do que é exemplo a metonímia. Assim, o mais importante na obra poética seria a 
ampliação da linguagem, a pluralidade de significados. Dessa proposta, resultaria: 
 
 o significado único da linguagem. 
 a inovação da linguagem literária. 
 o caráter polissêmico e simbólico do poema. 
 a reutilização da linguagem após a leitura do texto poético. 
 a descaracterização da linguagem como elemento poético. 
 
10
a
 Questão (Ref.: 201505185700) 
 
 
"A palavra estruturalismo surgiu pela primeira vez nas pesquisas do Círculo Linguístico de Moscou, em 1914 e, mais 
tarde, nas Teses de 1929, no Círculo Linguístico de Praga, quando alguns estudantes decidiram estudar o objeto literário 
sob a perspectiva linguística." 
 
Foi criada, neste período, a Associação para o Estudo da Linguagem Poética, que objetivava estabelecer as bases 
científicas para os estudos e análises literárias. Assinale a alternativa que contempla a sigla que representou a 
associação, fundada em São Petersburgo, em 1916. 
 
 Opoiaz 
 ESLP 
 Opaoiz 
 Opaioz 
 AELP 
 
11
a
 Questão (Ref.: 201504668724) 
 
 
Na condição de propriedade abstrata que torna a narrativa portadora de peculiaridades e de originalidade, podemos 
afirmar que a literariedade constitui: 
 
 b) a essência da inspiração do autor 
 a) a essência do fato literário. 
 d) a essência histórica da obra. 
 c) a essência da não reunião de predicados que regem os princípios de composição da arte de produzir escritos 
artísticos. 
 e) a essência que irá determinar a forma. 
 
12
a
 Questão (Ref.: 201504668763) 
 
 
Marque a alternativa que fundamenta a tese sobre o Estruturalismo: 
 
 
A obra literária é uma estrutura, um sistema de relações, de tal forma que, se houver uma alteração em um 
de seus elementos, toda a obra se modifica. 
 
 A obra literária é uma estrutura, um sistema de relações interdependentes, não sendo, portanto, possível 
compreendê-la em suas estruturas mínimas. 
 A obra literária é uma estrutura móvel, sendo possível adaptá-la sem que haja prejuízo de sua estrutura formal. 
 A obra literária é uma estrutura e, como tal, seus elementos relacionam-se, mas possuem identidade própria. 
 A obra literária é uma estrutura fixa e, portanto, as adaptações devem ser consideradas como obra original 
Aula 2 
1
a
 Questão (Ref.: 201504668726) 
 
 
A história externa está ligada ao estudo das relações existentes entre fatores socioculturais