A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
APOL INTRODUÇÃO A HISTORIOGRAFIA

Pré-visualização | Página 1 de 2

Questão 1/5 - Historiografia Contemporânea 
Leia o fragmento de texto a seguir: 
“Estudos Sociais diluiriam o conteúdo de História nas disciplinas de Moral e Cívica e Organização Social e Política Brasileira (OSPB). Os conteúdos curriculares foram direcionados a um sistema de ‘propaganda oficial’ [...] Impôs-se, assim, um ensino diretivo e acrítico, no qual a História aparecia como uma sucessão linear de fatos considerados significativos, predominantemente figuras políticas”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em COLEHO, João Paulo Pereira, COELHO, Marcos Pereira, BERTOLLETI, Vanessa Alves. Uma análise histórica do ensino de história no Brasil: regime militar (1968-1972) e conservadorismo pedagógico. IX Congresso Nacional de Educação - III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia, Curitiba, PUCPR, 2009, p. 11047. Acesso na íntegra em http://www.pucpr.br/eventos/educere/educere2009/anais/pdf/2631_1897.pdf. Acesso em 03 mar. 2017. 
Considerando o fragmento de texto e os conteúdos do livro-base Introdução à historiografia: da abordagem tradicional às perspectivas pós-modernas sobre o ensino de História no período da ditadura civil-militar no Brasil, assinale a alternativa correta:
	
	A
	A disciplina História era abordada de maneira científica e reflexiva, de forma a dar ferramentas para que alunos e alunas pudessem intervir na sua realidade social.
	
	B
	O ensino de História era amplamente influenciado pela Escola dos Annales, sendo Marc Bloch e Michel de Certeau os principais nomes desta corrente.
	
	C
	A influência marxista se disseminou nas escolas a partir da obrigatoriedade institucional de utilizar Edward Palmer Thompson e sua metodologia de pesquisa.
	
	D
	Foi o período no qual a micro-história floresceu nas escolas, sob a influência crescente de Carlo Ginzburg.
	
	E
	A disciplina História foi fundida com outras áreas de humanas gerando a área de “Estudos Sociais”. O ensino de história assumiu uma característica tradicional e nacionalista, celebrando fatos, heróis e grandes personagens.
Questão 2/5 - Historiografia Contemporânea 
Atente para a seguinte citação: 
“[...] os historiadores dessa chamada quarta geração [dos Annales] distanciaram-se em parte da geração anterior, no entanto não se desprenderam do ideal principal pregado pelos primeiros Annales, que foi a busca pela compreensão de leis anônimas que regessem as 'práticas coletivas'”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: MATOS, Júlia Silveira, Tendência e Debates: da Escola dos Annales à História Nova. Historiae, Rio Grande do Sul, n. 1, vol. 1, 2010. p. 113-130. p. 116. 
Considerando a citação e os conteúdos do livro-base Introdução à historiografia: da abordagem tradicional às perspectivas pós-modernas sobre o foco de análise da Escola dos Annales, assinale a alternativa correta:
	
	A
	A Escola dos Annales estava focada em desenvolver métodos que tornassem possíveis a análise dos discursos dos grandes homens do passado e de seus feitos, organizados e elencados coletivamente.
	
	B
	A ênfase em experiências individuais levava os historiadores dos Annales a buscarem fontes estatísticas e quantitativas para abordar o passado, principalmente a Antiguidade.
	
	C
	O destaque do anonimato das leis históricas não apagou o apego da Escola dos Annales a grandes personalidades do passado, principalmente reis e generais.
	
	D
	A Escola dos Annales abandonou o foco em indivíduos e eventos isolados, preferindo analisar a dimensão histórica coletiva e social.
	
	E
	A historiografia dos Annales além do foco em grandes personagens do passado, também tratou de temas como guerras, batalhas, diplomacia e legislação.
Questão 3/5 - Historiografia Contemporânea 
Considere a citação a seguir: 
“Tratava-se [...] de evocar os passos de uma historiografia que, havia muito, vinha revogando a superfície dos acontecimentos em proveito das estruturas de longa duração. No interior das ciências sociais, defendia Braudel, nem tanto a etnologia, mas a história fora a protagonista nessa tarefa de revogação”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: RODRIGUES, Henrique Estrada. Lévi-Strauss, Braudel e o tempo dos historiadores. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 29, n. 57, p. 165-186, 2009. p. 166. < http://www.scielo.br/pdf/rbh/v29n57/a07v2957.pdf>. Acesso em 04 mar. 2017. 
Considerando a citação e os conteúdos do livro-base Introdução à historiografia: da abordagem tradicional às perspectivas pós-modernas sobre as diferentes temporalidades históricas assinaladas por Braudel, é correto afirmar que:
	
	A
	Para Braudel, a cada uma das temporalidades correspondia uma dimensão social, e estas estavam separadas hermeneuticamente e socialmente e por isso deveriam ser pensadas como desconexas.
	
	B
	Os fenômenos de longa, média e curta duração estão articulados e se relacionam entre si, e algumas dimensões sociais são mais bem analisadas em determinadas durações.
	
	C
	As três durações identificadas por Braudel estão associadas a três grandes correntes historiográficas que foram influentes na formação do historiador francês.
	
	D
	Embora tenha refletido e escrito sobre as três durações, as análises históricas de Braudel detiveram-se sobretudo na curtíssima duração, focando nos grandes feitos dos homens do passado.
	
	E
	Dentre as durações elencadas por Braudel, a longuíssima se coloca como a mais importante, sendo as demais irrelevantes para análise histórica.
Questão 4/5 - Historiografia Contemporânea 
Atente para a seguinte citação: 
“Burckhardt [está filiado] ao humanismo clássico alemão, dando aos estudos da história da historiografia uma base mais ampla, que permite a interseção com outras áreas do conhecimento, sobretudo, a filosofia e a literatura”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: CALDAS, Pedro Spinola Pereira. A crítica conservadora de Jacob Burckhardt: uma leitura política da história da cultura. História & Perspectivas, Uberlândia, n. 40, p. 303-310, jan. /jun. 2009. p. 308-309. 
Considerando a citação e os conteúdos do livro-base Introdução à historiografia: da abordagem tradicional às perspectivas pós-modernas sobre as áreas de contribuição de Jacob Burckhardt para a historiografia, assinale a alternativa correta:
	
	A
	A contribuição de Jacob Burckhardt para a historiografia foca-se no estudo das esculturas renascentistas polonesas.
	
	B
	A obra de Burckhardt contribuiu para o entendimento do estudo das moedas florentinas da Antiguidade.
	
	C
	A obra historiográfica de Burckhardt é associada sobretudo à filosofia da história e à história da arte.
	
	D
	Ao separar a cultura da política, Burckhardt estabelece os critérios principais de análise da política, pensando esta como superestrutura da sociedade.
	
	E
	O estudo histórico da filosofia teve seu desenvolvimento atrasado pela forte influência de Burckhardt na historiografia, uma vez que ele considerava a filosofia indigna da atenção do historiador.
Questão 5/5 - Historiografia Contemporânea 
Atente para a seguinte passagem: 
“Uma fonte classificada de direta era um escrito ou relato de alguma testemunha presencial de um fato, de um protagonista, de uma documentação, às vezes, que emanava diretamente do ato em estudo. Uma fonte indireta era uma fonte mediada ou mediatizada, uma informação baseada, por sua vez, em outras informações não testemunhais”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: CASTANHA, André Paulo. As fontes e a problemática da pesquisa em história da educação. 7a Jornada da História em Educação, Unicamp, Campinas, 2007. < https://goo.gl/uamfYL>. Acesso em 04 mar. 2017. 
Considerando a passagem acima e os conteúdos do livro-base Introdução à historiografia: da abordagem tradicional às perspectivas pós-modernas sobre a

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.