A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
47 pág.
Atendimento Pre Hospitalar

Pré-visualização | Página 1 de 11

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO 
ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL 
 
 
 
 
 
 
CAROLINE MEIRA SANDE 
 
 
 
 
 
 
 
CONDUTAS DO ENFERMEIRO NO ATENDIMENTO 
EMERGENCIAL AO PACIENTE POLITRAUMATIZADO: 
UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Salvador 
2010 
 
 
 
 
CAROLINE MEIRA SANDE 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CONDUTAS DO ENFERMEIRO NO ATENDIMENTO 
EMERGENCIAL AO PACIENTE POLITRAUMATIZADO: 
UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 
 
 
 
 
 
 
 
 
Monografia apresentada à: Universidade Castelo 
Branco/ Atualiza Associação Cultural, como 
requisito parcial para a obtenção do título de 
Especialista em Enfermagem em Emergência, 
sobre a orientação do professor Fernando Reis do 
Espírito Santo. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Salvador 
2010 
 
AGRADECIMENTOS 
 
 
 
 
A Deus por ter me dado força e coragem para vencer mais uma etapa na minha 
formação profissional. 
 
Aos meus pais, irmãos e familiares pelo carinho, apoio e incentivo. 
 
Aos meus amigos, em especial Ana Carolina, amiga que conheci durante a 
especialização, uma bela amizade que nasceu a partir de propósitos comuns, por ter 
estado sempre presente durante todo o curso incentivando e motivando. 
 
A Todos que contribuíram direta ou indiretamente para a conclusão desse estudo. 
 
 
Muito obrigada! 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 “... e para se chegar, onde quer que seja, 
aprendi que não é preciso dominar a força, 
mas a razão. É preciso, antes de mais nada 
querer." Amyr Klink. 
 
 
 
 
RESUMO 
 
 
Este estudo trata das condutas do enfermeiro na assistência ao paciente politraumatizado 
durante um atendimento emergencial. Tem como objetivo: identificar as condutas do 
enfermeiro no atendimento emergencial ao politraumatizado. É uma pesquisa 
bibliográfica, exploratória de natureza qualitativa sobre as condutas do enfermeiro no 
atendimento emergencial ao politraumatizado. Os dados foram coletados a partir de 
livros e artigos científicos selecionados contendo o conteúdo específico para o estudo, 
adquiridos em bibliotecas convencionais e eletrônicas reconhecidas nacionalmente e 
internacionalmente. A coleta de dados foi realizada durante os meses de agosto a 
dezembro de 2009. O índice elevado de morbimortalidade e complexidade que envolve 
o cuidado ao politraumatizado exigem da enfermagem uma sistematização da 
assistência objetivando a minimização de seqüelas incapacitantes e ausência de 
complicações que podem levar à vítima a letalidade. Após a análise dos dados verificou-
se que o enfermeiro é o principal gestor dos cuidados aos politraumatizados, tem a 
função de coordenar e organizar toda a assistência, disponibilizar recursos materiais e 
humanos, garantindo uma abordagem eficaz, rápida e de qualidade aos pacientes. 
Verificou-se também o quanto é importante o conhecimento técnico científico para a 
preservação da integridade física do indivíduo lesado e a necessidade de investimentos 
educacionais e de conscientização da população referente ao trauma por este constituir 
um problema social relevante. 
 
 
 
 
PALAVRAS - CHAVE: Politraumatismo; Unidade de Emergência; Enfermeiro 
Emergencista; Atendimento Emergencial ao Politraumatizado; Assistência de 
Enfermagem ao Politraumatizado; Reabilitação do Politraumatizado. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ABSTRAT 
 
 
This study deals with the conduct of nurses in patient care during a multiple trauma 
emergency care. Aims: to identify the behaviors of nurses in emergency care to 
polytrauma. It is a literature of exploratory qualitative nature on the behavior of nurses 
in emergency care to polytrauma. Data were collected from books and scientific articles 
containing the specific content selected for the study, acquired in conventional libraries 
and electronic recognized nationally and internationally. Data collection was performed 
during the months August to December 2009. The high morbidity and complexity 
involved in the care of multiple trauma requiring a nursing care system aiming at the 
minimization of disabling sequelae, and lack of complications that can lead to the 
victim lethality. After analyzing the data it was found that the nurse is the principal 
manager of care for the injuries, that serves to coordinate and organize all the assistance, 
providing material and human resources, ensuring an effective approach, fast and 
quality for patients. It was also noted how important the scientific expertise to preserve 
the physical integrity of the individual victim and the need for investment education and 
public awareness regarding the trauma this was an important social problem. 
 
 
 
 
KEY - WORDS: Multiple Trauma; Emergency Unit; Nurse Emergency; Emergency 
Service to Multiple Traumas; Nursing Care to Multiple Traumas; Multiple Traumas 
Rehabilitation. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SUMÁRIO 
 
 
 
1 INTRODUÇÃO 
 
2 REVISÃO DA LITERATURA 
 
2.1 UNIDADE DE EMERGÊNCIA ---------------------------------------11 
2.2 ENFERMAGEM DE EMERGÊNCIA-------------------------------14 
2.3 TRAUMA-------------------------------------------------------------------17 
2.3.1 Contextualização do trauma---------------------------------------20 
2.3.2 Mecanismo de lesão do trauma------------------------------------22 
 2.4 SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA AO 
POLITRAUMATIZADO-------------------------------------------------------23 
 2.4.1 Preparação-------------------------------------------------------------24 
 2.4.2 Triagem-----------------------------------------------------------------24 
 2.4.3 Exame primário-------------------------------------------------------25 
 2.4.4 Exame secundário----------------------------------------------------32 
 2.4.5 Reavaliação------------------------------------------------------------35 
 2.4.6 Cuidados definitivos-------------------------------------------------36 
 2.4.7 Registros e considerações legais-----------------------------------36 
 2.5 SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM 
AO PACIENTE POLITRAUMATIZADO---------------------------------37 
 2.6 REABILITAÇÃO DO PACIENTE POLITRAUMATIZADO-38 
 
3 CONSIDERAÇÕES FINAIS------------------------------------------------41 
 
4 REFERÊNCIAS 
 7 
 
1 INTRODUÇÃO 
 
 Apresentação do objeto de estudo 
 
O crescimento da mortalidade por trauma é um fenômeno mundial. Em 2004 foram 
notificados 127.470 óbitos causados por lesões externas no Brasil. Este número coloca o 
trauma no terceiro lugar dentre as principais causas de mortalidade. Já em 2006, foram 
internados 791.826 pacientes com o mesmo diagnóstico nos hospitais do Sistema Único de 
Saúde (SUS). As repercussões do trauma nas condições físicas, psicológicas e sociais dos 
sobreviventes têm implicações de grande magnitude na saúde pública (ALVES, A. L. et al, 
2009; BAHIA, 2004). 
 
O alto grau de morbimortalidade e seqüelas apresentadas pelos pacientes politraumatizados, 
bem como, a complexidade e abrangência que envolve

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.