A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Riscos Ambientais

Pré-visualização | Página 1 de 3

COMO SABEMOS GERÊNCIA DE RISCOS É O PROCESSO DE PLANEJAR, ORGANIZAR, 
DIRIGIR E CONTROLAR OS RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS DE UMA 
ORGANIZAÇÃO, NO SENTIDO DE MINIMIZAR OS EFEITOS DOS RISCOS SOBRE ESSA 
ORGANIZAÇÃO, AO MÍNIMO CUSTO POSSÍVEL. DENTRO DESTE CONTEXTO, MARQUE A 
ÚNICA AFIRMATIVA POSITIVA EM RELAÇÃO AO GERENCIAMENTO DE RISCOS. 
GERENCIAMENTO DE RISCOS ENFOCA O TRATAMENTO DE RISCOS QUE POSSAM 
CAUSAR DANOS: HUMANOS, MATERIAIS, AO MEIO AMBIENTE E À IMAGEM DA 
EMPRESA. 
Conforme o conceito de....................., se integram fenômenos como a desertificação, poluição 
ambiental e os incêndios florestais. 
Risco Ambiental; 
" Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo 
e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever 
de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações", se refere ao artigo 225 da: 
Constituição Federal; 
O que é um Plano de Contingência? 
Um Plano de Contingência é um documento institucional com a finalidade de fornecer 
orientações procedimentais quando da necessidade de mitigação de danos à imagem da 
organização. 
Quanto aos resultados da prática do desenvolvimento sustentável hoje numa projeção futura 
Visa garantir as gerações futuras o usufruto dos recursos naturais do planeta 
Na disciplina de gerenciamento de riscos ambientais compreendemos conteúdos relativos ao 
cotidiano que apresentam um histórico dos principais agentes de riscos ambientais e dos 
princípios de gestão relacionados a situações de perigo. Assim, o foco desta disciplina permite: 
A elaboração de um programa de prevenção de riscos ambientais. 
Qual alternativa abaixo, não está relacionada a um exemplo de risco ambiental? 
Reciclagem de alumínio 
 
O estudo de Gerenciamento de Riscos Ambientais é fundamental para a Gestão Ambiental de 
empreendimentos de qualquer ramo de atividade e demanda a identificação de perigos e riscos 
envolvidos. Sobre o controle de perigos e riscos está correto afirmar que: 
Ainda que não possam ser eliminados, perigo e riscos devem ser rigidamente controlados. 
 
Ainda que sejam voltados à proteção da saúde do trabalhador, o PPRA e PPR apresentam algumas 
características distintas. É uma característica apenas do PPR: 
Considerar a verificação de dados toxicológicos. 
 
O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e o Programa de Proteção Respiratória 
(PPR) são duas ferramentas legais de controle da saúde do trabalhador. A responsabilidade do 
empregador no que se refere ao PPRA é: 
Estabelecer, implementar e assegurar o cumprimento do PPRA, como atividade permanente da 
empresa. 
 
Trata-se de uma ferramenta de controle de riscos no ambiente de trabalho, direcionada às 
doenças ocupacionais relacionadas à inalação de poeiras, fumos, névoas, gases e vapores. O 
documento em questão é denominado: 
PPR. 
As lideranças têm papel fundamental para o alcance de resultados satisfatórios na prevenção 
de acidentes nas organizações. Com base no Fluxograma Causal, a falta de supervisão e a 
ausência de treinamento de capacitação adequado estão associadas à ocorrência de: 
Erro. 
Qual alternativa abaixo, não está relacionada ao reconhecimento do risco existente? 
Seguir orientações recebidas 
O gerenciamento de riscos ambientais deve ser iniciado na concepção do projeto. Dentre as 
premissas a atender, ressalta-se a identificação dos aspectos ambientais. Esta etapa é tão 
importante para a gestão de riscos pela seguinte razão: 
A identificação dos aspectos ambientais permite conhecer quais as atividades e produtos que 
podem causar acidentes ambientais. 
A gestão de riscos ambientais no âmbito ocupacional acontece por meio de alguns programas 
específicos estabelecidos pela legislação trabalhista brasileira. É a diferença principal entre 
PPR e PPRA: 
O PPRA se refere aos riscos ambientais em geral e o PPR abrange somente os riscos 
ambientais com potencial de provocar doenças respiratórias. 
Dentro do contexto do Gerenciamento de Riscos Ambientais, são questões fundamentais que 
devem ser consideradas na hora da elaboração de um projeto: 
Aspectos Ambientais e Conformidade Legal. 
A nona Norma Regulamentadora do trabalho urbano trata do Programa de Prevenção de Riscos 
Ambientais ¿ PPRA, estabelecendo sua obrigatoriedade de elaboração e implementação por parte de 
todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores como empregados. O PPRA e o 
PPR diferem no seguinte ponto: 
O PPRA trata dos riscos ambientais em geral e o PPR somente dos riscos respiratórios. 
 
De acordo com a NR-09, o objetivo principal do PPRA é a preservação da saúde e da integridade 
física dos trabalhadores, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequente controle 
dos riscos existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho, considerando-se a proteção 
ao meio ambiente e aos recursos naturais. O planejamento de metas e prioridades do PPRA é de 
periodicidade: 
Anual. 
 
 
A gestão de riscos ambientais no âmbito ocupacional acontece por meio de alguns programas 
específicos estabelecidos pela legislação trabalhista brasileira. É a diferença principal entre 
PPR e PPRA: 
O PPRA se refere aos riscos ambientais em geral e o PPR abrange somente os riscos 
ambientais com potencial de provocar doenças respiratórias. 
Dentro do contexto do Gerenciamento de Riscos Ambientais, são questões fundamentais que 
devem ser consideradas na hora da elaboração de um projeto: 
Aspectos Ambientais e Conformidade Legal. 
Cite uma ferramenta que analise o ambiente laboral, o meio ambiente, além da prevenção e controle 
de impactos ambientais que podem causar também riscos a vida humana.: 
Programa de Prevenção de Riscos Ambientais ( PPRA); 
 
Jorge trabalha em um laboratório de análises onde tem contato habitual e permanente com bactérias 
e fungos. Os riscos mencionados são denominados, no âmbito na Norma Regulamentadora 09, como 
riscos: 
Biológicos. 
 
A Norma Regulamentadora nº 09 da Portaria n. 3.214 de 08/06/78 estabelece a obrigatoriedade da 
elaboração e implementação do programa de prevenção de riscos ambientais (PPRA), por parte de 
todos os empregadores e instituições que admitam empregados. É considerada a primeira etapa do 
PPRA: 
Antecipação dos riscos. 
 
 
 
O PPRA deverá contemplar, obrigatoriamente, as seguintes etapas para sua elaboração: 
Antecipação, Reconhecimento, Avaliação e Controle 
 
EM RELAÇÃO AO PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS - PPRA É 
CORRETO AFIRMAR: 
O PPRA CONTEMPLA APENAS OS RISCOS OCUPACIONAIS FÍSICOS, QUÍMICOS E 
BIOLÓGICOS 
EM RELAÇÃO AO RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS, MARQUE A 
AFIRMATIVA CORRETA 
RECONHECER OS RISCOS AMBIENTAIS É SE APROFUNDAR NAS ATIVIDADES DE UMA 
ORGANIZAÇÃO, ENTENDENDO AS EXPOSIÇÕES DOS GRUPOS HOMOGÊNEOS E SUAS 
ABORDAGENS EM GERAL. É A FASE POSTERIOR A ANTECIPAÇÃO 
A análise do PPRA (Programa de Riscos Ambientais) para a avaliação do seu desenvolvimento 
e realização de ajustes necessários e estabelecimento de novas metas e prioridades, deverá 
ter qual periodicidade: 
Sempre que necessário ou pelo menos uma vez ao ano 
Assinale a (s) alternativa (s) abaixo onde todos os Riscos Ambientais se classifiquem no grupo 
de Riscos Químicos: 
Gases e vapores 
Assinale a (s) alternativa (s) abaixo onde todos os Riscos Ambientais se classifiquem no grupo 
de Riscos Físicos: 
Ruído, Vibrações, radiação ionizante (raio-x, alfa , gama). 
De acordo com a Norma Regulamentadora NR 9 que trata do Programa de Prevenção de 
Riscos Ambientais - PPRA, os riscos que deverão ser apurados e estabelecidos nestes 
programa e considerados riscos ocupacionais são: 
Físicos, Químicos e Biológicos. 
São riscos avaliados no PPRA: 
Fisicos, químicos e biológicos 
Quanto a estrutura do PPRA, a

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.