A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Relatório Sniffy av2

Pré-visualização | Página 2 de 2

ex.: banalização da violência). Som baixo Não rompe a relação do condicionamento, não vence o medo. Pequenas doses de estímulos lento e suave para diminuir a força do condicionamento, a sensibilidade à dor diminui se acostumou com os choques observa se que foi feito processo de habituação. Não vence o medo, o medo estabiliza e ele não liga mais, ele já sabe o que acontece.
Quarto exercício: variando a força do estimulo Primeiro som baixo Nenhum medo ou dor no inicio, nenhum movimento extra. Depois som alto existe diferença quando varia a força do estimulo E aos poucos o movimento vai aumentando. O estimulo alto da uma resposta mais rapidamente e com o tempo estabiliza.
Condicionamento operante:
Condicionamento de Sniffy: Foi associado o som da barra à comida e a cada vez que o Sniffy ouvia o barulho da barra ele se alimentava se apoiando na barra. Na segunda parte do experimento Sniffy foi condicionado ao receber o alimento a cada vez que chegava perto da barra, depois de algum tempo ele apertava a barra sozinho.
Sniffy entrará em processo de extinção quando sua comida for retirada.
Exercício25: Retirando o som da barra de alimentação afim de promover o processo de extinção. Dá-se o “jorro de respostas”; a extinção é mais rápida; há maior tendência à recuperação espontânea. 
Exercício26: Mantendo-se a barra de alimentação com som no processo de extinção: Não se dá o “ jorro de respostas”; a extinção é mais lenta; há menor tendência à recuperação espontânea.
 Efeitos da extinção com punição – O que irá mudar no condicionamento quando além de não receber a comida Sniffy receber também um estimulo aversivo?
Sniffy 27 – choque leve: Suprime levemente as pressões da barra, mas em comparação ao processo sem choque, há pouca diferença no número de pressões totais.
Sniffy 28 – choque alto: Suprime imediatamente o comportamento de pressão da barra.
MÉTODO
Foi utilizado o rato do programa Sniffy virtual Pro programa que simula as ações de um rato dentro de uma gaiola que imita a estrutura da Caixa de Skinner (caixa de condicionamento operante). Os experimentos com esse programa foram realizados no laboratório de informática da Universidade Estácio de Sá, uma máquina por dupla, o que facilitou a observação do rato. No Software Sniffy Pro – o Rato Virtual (ALLOW AY: 2006) havia uma caixa operante que simulava a estrutura da Caixa de S kinner, composta por uma barra para o rato pressionar onde os alunos puderam exercitar a observação no experimento.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS
• BOCK, Ana Mercês Bahia. FURTADO, odair.TEIXEIRA, Maria de Lourdes Trassi. Psicologias – Uma introdução ao estudo de Psicologia. Editoral Saraiva., Edição 1.
• Alloway, tom. WILSON,,Greg. GRAHAM, Jeff. Sniffy- o rato virtual. Edição 1, 2005.