A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
21 pág.
623636_Aula 3 SUSTENTABILIDADE

Pré-visualização | Página 2 de 2

ATUAIS
Dentre as atividades antrópicas que interferem no ambiente e na diversidade biológica, podemos citar:
- a sobre-exploração de recursos animais e vegetais (pesca, caça, exploração madeira);
- introdução de espécies exóticas;
- alterações físicas do ambiente (fragmentação e destruição);
- poluição;
- mudanças climática.
A exploração de recursos naturais é uma prática antiga que garantiu a sobrevivência da nossa espécie até hoje.
EX: FAO – sobre-exploração de recursos pesqueiros no mundo. Amazônia: tambaqui, surubim, pirarucu, curimatã e etc.
PROBLEMAS AMBIENTAIS ATUAIS
Espécies exóticas são aquelas que foram introduzidas fora da sua área de distribuição natural (MMA, 2006). Tornam-se ameaça aos ecossistemas, habitats ou a outras espécies.
A introdução de espécies exóticas é considerada a segunda maior causa de extinção de espécies no planeta.
Espécies Exóticas Invasoras: situação brasileira (MMA) – inventário considerando vários ambientes (marinho, terrestre etc.) e a saúde humana. 
O ambiente mais afetado – terrestre (176, 68 animais e 108 vegetais); água continentais (49) e marinho (66), menores quando comparados ao terrestre.
Sistemas de produção: 115 spp. 97 afetam a saúde humana (14 vírus, 11 bactérias, 7 protozoários, 8 fungos, 12 helmintos, 7 moluscos, 18 artrópodes e 20 vegetais.
PROBLEMAS AMBIENTAIS ATUAIS
PROBLEMAS AMBIENTAIS ATUAIS
Fragmentação – causa alteração física do ambiente e tem sido intensificada pela ação antrópica, pode também ter causas naturais (flutuações climáticas, heterogeneidade de solos, topografia, hidrodinâmica de rios e etc.). 
Refere-se a alterações no ambiente natural (terrestre ou aquático) – processo no qual o habitat contínuo é dividido em partes.
Início – ocupação do continente pelos europeus.
A partir dai, atividades socioeconômicas orientaram a ocupação de áreas naturais (extração madeiras – pau-brasil, produção de alimentos, pecuária).
Agricultura – forte pressão sobre ambientes naturais (desmatamento, usos do fogo para preparação do solo, monocultura, mecanização, uso indiscriminado de agrotóxicos) afetam a biodiversidade e causam fragmentação nos biomas.
PROBLEMAS AMBIENTAIS ATUAIS
Poluição – qualquer substância que ocorre em um meio (água, ar e solo) e que altera suas características originais.
Crescimento populacional + desenvolvimento econômico = aumenta pressão sobre recursos naturais.
Os principais componentes da crise ambiental são: população, recursos naturais e poluição. Do equilíbrio desses e elementos dependerá o nível de qualidade de vida no planeta.
Recursos naturais são representados matérias primas renováveis e não renováveis obtidas diretamente da natureza e aproveitados pelo homem.
PROBLEMAS AMBIENTAIS ATUAIS
Oscilações climáticas – resfriamento e aquecimento da Terra – episódios comuns na historia da Terra.
Alternância entre episódios glaciais (avanço e recuo de geleiras) são comuns – 7 grandes períodos glaciais reconhecidos (+ antigo 2300 milhões de anos atrás).
Emissões vulcânicas, choques de meteoros e mudanças na intensidade da radiação solar são algumas das causas dessas oscilações.
Nas últimas décadas a preocupação com as rápidas alterações climáticas estabeleceu , 1988, o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, IPCC, que congrega cientistas de países da ONU analisa informações técnicas e científicas e elabora relatórios.
2007 – indicou elevação nas concentrações de dióxido de carbono, metano e óxido nitroso desde 1750.
2008 – informações sobre mudanças climáticas e água. Gestão de recursos de água doce, mudanças climáticas, estudos estratégicos, planejamento espacial e desenvolvimento socioeconômico.