psicologia trabalho apostila 2
114 pág.

psicologia trabalho apostila 2


DisciplinaPrática em Pesquisa Psicológica 46 materiais57 seguidores
Pré-visualização29 páginas
Psicologia do Trabalho
2013
Santa Maria - RS
Luiz Carlos Teixeira Bohrer
RIO GRANDE
DO SUL
INSTITUTO
FEDERAL
Presidência da República Federativa do Brasil
Ministério da Educação
Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica
Equipe de Acompanhamento e Validação
Colégio Técnico Industrial de Santa Maria \u2013 CTISM
Coordenação Institucional
Paulo Roberto Colusso/CTISM
Professor-autor
Luiz Carlos Teixeira Bohrer/UFRJ
Coordenação Técnica
Iza Neuza Teixeira Bohrer/CTISM
Coordenação de Design
Erika Goellner/CTISM
Revisão Pedagógica 
Andressa Rosemárie de Menezes Costa/CTISM
Fabiane Sarmento Oliveira Fruet/CTISM 
Janaína da Silva Marinho/CTISM
Marcia Migliore Freo/CTISM
Revisão Textual
Lourdes Maria Grotto de Moura/CTISM
Vera da Silva Oliveira/CTISM
Revisão Técnica
Lidiane Bertê/CTISM
Ilustração
Marcel Santos Jacques/CTISM
Rafael Cavalli Viapiana/CTISM
Ricardo Antunes Machado/CTISM
Diagramação
Cássio Fernandes Lemos/CTISM
Leandro Felipe Aguilar Freitas/CTISM
© Colégio Técnico Industrial de Santa Maria
Este caderno foi elaborado pelo Colégio Técnico Industrial da Universidade Federal 
de Santa Maria para a Rede e-Tec Brasil.
B677p Bohrer, Luiz Carlos Teixeira
Psicologia do trabalho / Luiz Carlos Teixeira Bohrer. \u2013 Santa
Maria : UFSM, CTISM, Rede e-Tec Brasil, 2013.
114 p. : il. ; 28 cm.
Material didático elaborado pelo Colégio Técnico Industrial
da Universidade Federal de Santa Maria para a Rede e-Tec Brasil.
Inclui referências.
1. Psicologia 2. Segurança do Trabalho 3. Relações Humanas
I. Título.
CDU 159.9:331
 331.45
Ficha catalográfica elaborada por Simone Godinho Maisonave \u2013 CRB 10/1733
Biblioteca Central da UFSM
e-Tec Brasil3
Apresentação e-Tec Brasil
Prezado estudante,
Bem-vindo a Rede e-Tec Brasil!
Você faz parte de uma rede nacional de ensino, que por sua vez constitui uma 
das ações do Pronatec \u2013 Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e 
Emprego. O Pronatec, instituído pela Lei nº 12.513/2011, tem como objetivo 
principal expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de Educação 
Profissional e Tecnológica (EPT) para a população brasileira propiciando cami-
nho de o acesso mais rápido ao emprego.
É neste âmbito que as ações da Rede e-Tec Brasil promovem a parceria entre 
a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC) e as instâncias 
promotoras de ensino técnico como os Institutos Federais, as Secretarias de 
Educação dos Estados, as Universidades, as Escolas e Colégios Tecnológicos 
e o Sistema S.
A educação a distância no nosso país, de dimensões continentais e grande 
diversidade regional e cultural, longe de distanciar, aproxima as pessoas ao 
garantir acesso à educação de qualidade, e promover o fortalecimento da 
formação de jovens moradores de regiões distantes, geograficamente ou 
economicamente, dos grandes centros.
A Rede e-Tec Brasil leva diversos cursos técnicos a todas as regiões do país, 
incentivando os estudantes a concluir o ensino médio e realizar uma formação 
e atualização contínuas. Os cursos são ofertados pelas instituições de educação 
profissional e o atendimento ao estudante é realizado tanto nas sedes das 
instituições quanto em suas unidades remotas, os polos. 
Os parceiros da Rede e-Tec Brasil acreditam em uma educação profissional 
qualificada \u2013 integradora do ensino médio e educação técnica, \u2013 é capaz 
de promover o cidadão com capacidades para produzir, mas também com 
autonomia diante das diferentes dimensões da realidade: cultural, social, 
familiar, esportiva, política e ética.
Nós acreditamos em você!
Desejamos sucesso na sua formação profissional!
Ministério da Educação
Março de 2013
Nosso contato
etecbrasil@mec.gov.br
e-Tec Brasil5
Indicação de ícones
Os ícones são elementos gráficos utilizados para ampliar as formas de 
linguagem e facilitar a organização e a leitura hipertextual.
Atenção: indica pontos de maior relevância no texto.
Saiba mais: oferece novas informações que enriquecem o 
assunto ou \u201ccuriosidades\u201d e notícias recentes relacionadas ao 
tema estudado.
Glossário: indica a definição de um termo, palavra ou expressão 
utilizada no texto.
Mídias integradas: sempre que se desejar que os estudantes 
desenvolvam atividades empregando diferentes mídias: vídeos, 
filmes, jornais, ambiente AVEA e outras.
Atividades de aprendizagem: apresenta atividades em diferentes 
níveis de aprendizagem para que o estudante possa realizá-las e 
conferir o seu domínio do tema estudado. 
Tecnologia da Informáticae-Tec Brasil 6
e-Tec Brasil
Sumário
Palavra do professor-autor 9
Apresentação da disciplina 11
Projeto instrucional 13
Aula 1 \u2013 Princípios básicos em psicologia 15
1.1 Psicologia, comportamento e personalidade 15
1.2 Conhecimento de si e do outro 20
1.3 Percepção de si e do outro 23
1.4 Comunicação e feedback 26
Aula 2 \u2013 Os grupos no trabalho 31
2.1 Grupos 31
2.2 Formação de grupos 35
2.3 Desempenho no grupo 39
2.4 Comprometimento 41
2.5 Conflitos 43
2.6 Técnicas de grupos 45
Aula 3 \u2013 O ser humano e o trabalho 55
3.1 Comportamento humano 55
3.2 Relações humanas no trabalho 59
3.3 Trabalho em equipe 63
3.4 Absenteísmo no local de trabalho 66
3.5 Inteligência emocional 70
3.6 Empreendedorismo 73
Aula 4 \u2013 A abordagem das competências 77
4.1 Competências 77
4.2 Competência técnica e interpessoal 81
4.3 Competência funcional 83
4.4 Competência profissional 84
4.5 Competência organizacional 85
4.6 Dinâmica das competências 86
Aula 5 \u2013 Práticas psicológicas no trabalho 89
5.1 Recrutamento, seleção e treinamento de pessoal 89
5.2 Clima organizacional 104
5.3 Gestão e liderança 105
5.4 Comportamento e ética 109
Referências 112
Currículo do professor-autor 113
e-Tec Brasil
e-Tec Brasil9
Palavra do professor-autor
\u201cHoje em dia, passo mais tempo no trabalho do que com minha família.\u201d 
Essa afirmação parece assustadora, mas quem poderia dizer que ela não é 
verdadeira para a maioria das pessoas? Deixando de lado o drama que a 
frase suscita, a curiosidade inata do ser humano em tentar entender a si e a 
seus semelhantes, leva-o a investigar o que está por trás disso, ou seja, quais 
as implicações em se investir mais tempo no trabalho, em detrimento dos 
momentos com as pessoas de que se gosta?
Num raciocínio rápido, pode-se responder que é a compensação de um bom 
salário. Num segundo momento, a perspectiva de se construir uma carreira. 
Num terceiro momento, pensar-se-ia nos benefícios colhidos a partir do 
sucesso futuro nessa carreira, o conforto, a segurança, etc, mais pensando 
cada vez mais adiante, mais distante. Nossa crescente capacidade de adiar a 
gratificação e a proporcionalmente crescente voracidade de as empresas serem 
competitivas, em se expandir e ganhar mercado. O tempo, que se prolonga 
para o trabalhador, torna-se exíguo para a empresa. Conflitos? Talvez. A ideia 
central é que esta dialética do tempo encontra na saúde do trabalhador a sua 
síntese, sua resolução. A questão fica mais complicada quando adicionado 
outro investimento, além do tempo, o de energia, esforço, tensão.
A psicologia do trabalho oferece subsídios não apenas para resolver esta 
questão, levando em conta as implicações referentes à vida dos trabalhadores 
como um todo, suas relações privadas e no trabalho, mas para produzir outros 
questionamentos que muitas vezes são varridos para baixo do tapete, negli-
genciados, esquecidos pelos gestores. Esse conteúdo conflitivo que permanece 
muitas vezes latente, acaba reaparecendo na forma de sintomas, diria Freud. 
Esses sintomas podem vir como um alto índice de rotatividade ou de acidentes 
de trabalho, por exemplo, e não devem ser tomados por suas causas imediatas, 
mas analisados