A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
lei de hooke

Pré-visualização | Página 1 de 1

RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA
	CURSO
	Física experimental 2
	MATRICULA
	
	DATA
	15/09/2015
	GRUPO
	
	TÍTULO
	Lei de Hooke
	OBJETIVOS
	Caracterização de molas de hooke
	
	
	INTRODUÇÃO
	
O físico inglês Robert Hooke foi quem primeiro demonstrou que muitos materiais elásticos apresentam deformação diretamente proporcional a uma força elástica, resistente ao alongamento produzido.
Hooke representou matematicamente sua teoria com a equação:
F = K.x
Em que:
 F = força elástica
 K = constante elástica
 x = deformação ou alongamento do meio elástico
 Nota-se então que a Lei de Hooke é responsável por verificar a deformação do corpo elástico ao se expandir. O objeto de estudo mais usado para esse evento é a mola espiral, por ser um objeto flexível que se alonga facilmente.
	MATERIAIS 
	 
 Materiais:
 dinamômetro
régua em milímetros
pesos distintos
suporte para pesos
molas 
 
	PROCEDIMENTOS
	
1° mediu-se o tamanho da mola livre;
2° Calibrou-se o dinamômetro;
3° Carregou-se o suporte com massas
4° Calculou ∆y= y – y0
	RESULTADOS
	
 P(N)
 y - yo ∆y(mm)
 0,29
 68 - 55 = 13
 0,51
 75 ­ 55 = 20
 0,74
 80 ­ 55 = 25
 0,96
 90 ­ 55 = 35 
 1,18
 97 ­ 55 = 42
 1,40
 105 ­ 55 = 50
Coeficiente maximal: 5,797
Coeficiente principal: 55
Coeficiente minimal: 65,33
Desvio médio: k± 29,76 n/mm
	CONCLUSÃO
	
Com o experimento realizado podemos observa que com o peso da massa o comprimento da mola varia é relacionada com sua força de deformação, e quando tiramos os pesos que estavam suspensos por ela, observou-se que ela voltou ao seu ponto de equilíbrio, ou seja, sua posição inicial
	BIBLIOGRAFIA
	www.mundoeducação.com.br