A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
82 pág.
EXAME PELE E FANEROS[1]

Pré-visualização | Página 2 de 3

que está associada a doenças como anemia
ferropriva, sífilis e uso de detergentes fortes.
CONDIÇÕES ANORMAIS DAS UNHAS
• Paroníquia: inflamação da pele ao redor da
unha por fungos ou raramente por bactéria.
CONDIÇÕES ANORMAIS DAS UNHAS
• Linha de Beau: são depressões nas unhas das
mãos que ocorrem na transversal. Podem
ocorrer após infecção severa, por traumas nas
unhas.
CONDIÇÕES ANORMAIS DAS UNHAS
Exame 
físico: 
Pele e 
Fâneros 
Continuação
34
Profa. Suzy Darlen 35
36
Úlcera Venosa Úlcera Arterial 
Profa. Suzy Darlen 37
Úlcera Varicosa 
38
Úlcera Infectada e Úlcera Mista 
39
Dermatite por Estase e Queimadura
40
Lesões Pé Diabético
Profa. Suzy Darlen 41
Profa. Suzy Darlen 42
43
Profa. Suzy Darlen 44
Pele:
Cor
Umidade
Vascularização
Edema
Lesões
Mobilidade e turgor
Sensibilidade
Semiotécnica: Sistema 
tegumentar
VARIAÇÕES DE COR DA PELE
Cor Condição Causas Locais

Cianose
(azulada)
Aumento de
Hb
desoxigenada.
Cardiopatias
ou distúrbios
pulmonares;
ambiente frio.
Leito ungueal,
lábios, pele
(grave).
 Palidez Redução de
oxihemoglobina;
Redução da
visibilidade de
oxihemoglobina
em virtude de
fluxo sanguíneo
reduzido.
Anemia
Choque
Face,
conjuntiva, leitos
ungueais,
palmas das
mãos.
Pele, leitos
ungueais,
conjuntivas e
lábios.
Cor Condição Causas Locais
 Perda de
pigmentação
Vitiligo Problema
congênito ou
auto-imune.
Área
manchadas na
pele sobre a
face,
mãos e braços.
 Amarelo-
alaranjada
(icterícia)
Aumento nos
depósitos de
bilirrubina nos
tecidos
Doença
hepática,
destruição
de hemácias
Esclera,
membranas
mucosas, pele.
Cor Condição Causas Locais
Vermelha
(eritema)
Aumento na
visibilidade de
oxihemoglobina
causada pela
dilatação ou o
aumento do
fluxo sanguíneo
Febre,
traumatismo
direto,
ruborização,
ingestão de
álcool
Face, áreas
de
traumatismo,
sacro, ombros,
outras comuns
para UP
 Marrom-
bronzeado
Aumento na
quantidade de
melanina
Bronzeado,
gravidez
Áreas
expostas ao
sol: face,
braços, aréola,
mamilos.
• Pele: perda de turgor e elasticidade;
• Diminuição da vascularização da derme;
• Regiões em que a pele foi exposta ao sol passa a
ter aspecto curtido: espessado, amarelado e com
sulcos profundos.
• A pele do dorso da mão e antebraços tem
aspecto fino, frágil, frouxo e transparente. Pode
ser evidenciado placas esbranquiçadas e
despigmentadas, conhecidas como
pseudocicatrizes.
Alterações com a idade
• Lesões benignas podem ocorrer: angioma do tipo
cereja;
• O pelo do couro cabeludo perde seu pigmento
(cabelos grisalhos);
• Em ambos os sexos, a quantidade de cabelos e o
diâmetro dos mesmos diminui;
• Queda normal de pelos em outras regiões do
corpo: tronco, região pubiana, axilas e
extremidades;
Alterações com a idade
• Cianose da pele: coloração azul que indica
redução de perfusão. Indica hipoxemia e
ocorre no choque, insuficiência cardíaca,
bronquite crônica e cardiopatia congênita.
Principais distúrbios da pele
• Icterícia: é um estado em que a pele e mucosas
encontram-se amareladas, causada por:
• Doença Hemolítica
• Hiperbilirrubinemia
• Câncer.
Principais distúrbios da pele
• Palidez: é o estado em que a pele e as
mucosas se encontram descoradas, causada
por anemia, vasoconstrição e diminuição da
perfusão.
Principais distúrbios da pele
• Eritema: intensa vermelhidão na pele, devido
a excesso de sangue nos capilares superficiais
dilatados. É um sinal esperado nos casos de
febre, inflamação local e em reações
emocionais.
Principais distúrbios da pele
Prurido: designado também por coceira
corresponde a uma sensação desagradável
causada por doenças ou agentes.
Principais distúrbios da pele
Edema: aumento da quantidade de líquido no
espaço entre as células, causas mais comuns:
comprometimento do retorno venoso e o
trauma direto.
Principais distúrbios da pele
• Albinismo: Ausência total do pigmento melanina.
• Vitiligo: diminuição ou falta de melanina
(pigmento que dá cor à pele) em certas áreas do
corpo, gerando manchas brancas nos locais
afetados.
Principais distúrbios da pele
Classificação das lesões
 Lesão primária: São as lesões iniciais e
característica da própria doença.
 Lesão secundária: São as lesões de causas
externas, tais como traumas, infecções ou
alterações causadas pela cicatrização da
ferida.
• Mácula: achatada, impalpável e menor que
1cm. Ex: petéquias e sarda.
• Mancha: impalpável e maior do que mácula e
bordas irregulares. Ex: vitiligo
Lesões: PRIMÁRIAS
• Pápula: palpável, elevada, sólida e menor que
1cm.
• Placa: palpável, elevada, sólida e maior que 2
cm.
Lesões: PRIMÁRIAS
• Nódulo: massa elevada e sólida, mais
profunda e dura do que uma Pápula, de 1-3
cm.
• Tumor: massa elevada ou não e sólida, maior
que 3 cm.
Lesões: PRIMÁRIAS
• Vesícula: elevada, preenchida com líquido
aquoso no interior até 1 cm. Ex: herpes
simples.
• Bolha: elevada, preenchida com líquido
aquoso no interior maior que 1 cm. Ex:
queimadura de 2.° grau.
Lesões: PRIMÁRIAS
• Abcesso: tamanho variável, contendo pus,
superficialmente, apresenta calor, rubor e dor.
• Pústula: elevada com menos de 1 cm,
preenchida com pus. Ex: acne.
Lesões: PRIMÁRIAS
• Escoriação: erosão traumática.
Lesões: PRIMÁRIAS
• Erosão: perda da epiderme, não se estende à
derme e não sangra. Ex: vesículas rompidas.
• Úlcera: perda profunda da superfície da pele
que se entende para derme, pode sangrar e
constituir cicatriz.
Lesões SECUNDÁRIAS
• Fissura: rachadura e pode se estender à derme.
• Crosta: Resíduo ressecado de serosidade, pus ou
sangue.
• Escamação: fina lasca de epiderme esfoliada.
Ex: pele ressecada, caspa e psoríase
Lesões SECUNDÁRIA
Ictiose: Escama
• Cicatriz: marca na pele deixada após a
cicatrização de uma ferida ou lesão.
• Queloide: tecido de cicatrização hipertrofiado.
Lesões SECUNDÁRIA
 Púrpura: coloração que varia do vermelho ao
violeta, não desaparece por dígito-pressão. Se as
lesões são pequenos pontos (menores de 2mm),
são chamados de petéquias.
 Petéquias: Mácula redonda vermelha escuro ou
arroxeado, inferior a 1cm. Ex: distúrbio
hemorrágico ou quadro infeccioso.
 Equimose: maior que petéquias, cor varia e muda
roxo ou azul-violáceo, evoluindo verde, amarelo e
castanho com tempo. Ex: extravasamento de
sangue.
Lesões Cutâneas Vasculares
• Angioma-aranha: vermelho vivo, lesão da
arteríola, possui um corpo central com ramos
de irradiação, observado face, pescoço, braço
tronco e raramente na cintura. Pode ficar
branco quando pressionado. Ex: deficiência de
vit. B
Lesões Cutâneas Vasculares
• Telangiectasia ou estrela venosa: varia de forma, 
coloração azulada ou vermelha, não fica branca 
quando pressionada. Observada no tórax e 
pernas.
Lesões Cutâneas Vasculares
• Hemangiomas: São causados pela proliferação
benigna dos vasos sanguíneos na derme.
Lesões Cutâneas Vasculares
• Carcinoma de célula basal: É o câncer de pele
mais comum, e em geral aparece na cabeça e
pescoço. Apresenta lesão achatada ou
elevada, medindo 0,5 a 1 cm.
•
Malignidades da Pele
• Carcinoma de célula escamosa: Segundo tipo
de cancro da pele mais frequente, sua lesão
de 0,5 a 1,5cm, é ulcerada ou possui crosta.
•
Malignidades da Pele
• Melanoma Maligno: Os melanomas malignos se
apresentam com nódulos negros ou purpúreos, originam-
se dos, melanócitos, as células

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.