Resumo de Imunologia
16 pág.

Resumo de Imunologia


DisciplinaImunologia Basica2.044 materiais89.944 seguidores
Pré-visualização7 páginas
(CD4+ ou CD8+); eles adquirem identidade imunológica e se 
tornam capazes de reconhecer o Próprio.
15.5 Seleção Negativa: Após passarem pela seleção Positiva, os Linfócitos SP migram para 
a Medula e lá sofrem um processo de Seleção Negativa (Células Dendríticas), no qual os 
Linfócitos auto-reativos (aderem-se ao próprio com ligações estáveis) são eliminados. 
Garante a Tolerância Central
\u2022 A ausencia de seleção positiva leva a morte (ela impede a apoptose das células que 
promovem ligações fracas). A propria Seleção Negativa elimina algumas céluas.
\u2022 Após passarem pelas duas seleções, os Linfócitos SP são jogados na corrente sangüínea 
e se dirigem para os Linfonodos e Baço para a ativação de suas funções efetoras. Essa 
ativação de da, basicamente, pela APC de Células Dendríticas, além de exposição a 
moléculas co-estimuladoras e citocinas. Os Linfócitos TCD4 podem se diferenciar em 
vários tipos de Linfócitos, estando o Th1 e o Th2 entre eles; os TCD8 se diferenciam 
em Citotóxicos. Com a AOC, eles se proliferam e migram, ativos, para o local da 
infecçnao; após o combate, sofrem apoptose.
15.6 Perda do Repertório Imunolágico: Se dá por processos fisiológicos 
(envelhecimento) ou Patológicos (quimioterapia, transplante de MO, HIV)
15.7 HIV: Afeta, em ordem: T-efetoras, T-memória, T-regulatória, Naive periférica, Naive 
do Timo
16. Células Dendríticas:
\u2022 Características:
Originam-se da l inhagem Monocítica; possuem vários prolongamentos 
citoplasmáticos. Expressam diversos receptores de membrana. Residem em órgãos linfóides 
primários e secundários, apitélio da pele, TGI,...
\u2022 Função:
Desempenham papel importante na imunidade Natural, na captura de antígenos e seu 
transporte para órgãos linfóides periféricos; lá, atuam como APCs (são as principais APCs, 
únicas que ativam células T Naive), sendo, então, uma ligação com a imunidade adquirida. 
Induzem a ativação, proliferação e funcionalidade de células T. Atuam ainda no 
13
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
desenvolvimento de Linfócitos, induzindo tolerância aos antígenos próprios na Seleção 
Negativa (transferem antígenos periféricos a medula) e eliminando os auto-reativos.
\u2022 Tanto células dendríticas portadoras de microorganismo, quando células T, expressam 
receptor de quimiocinas CCR7. Consequentemente, migram para o mesmo local no 
órgão linfóide, e podem entrar em contato.
\u2022 Células Dendríticas também podem ingerir células infectadas e apresentá-las aos 
linfócitos TCD8+.
17. Anticorpos:
17.1 Definição: São glicoproteínas produzidas por plasmócitos em resposta a um 
determinado estímulo. São agentes da imunidade Humoral, visando combater 
microorganismos extracelulares e toxinas microbianas. Eles podem existir ligados `a 
superfície celular de Células B, atuando como Receptores BCR, ou livres na circulação, nos 
tecidos e nas mucosas.
17.2 Funções: Os anticorpos secretados atuam na fase efetora da imunidade humoral 
ligando-se aos antígenos e desencadeando vários mecanismos efetores que os eliminam. 
Neutralizam micróbios e toxinas, bloqueando sua habilidade de se ligar, infectar e danificar 
células do hospedeiro; ativam o Sistema Complemento; opsonizam patógenos; entre outras. 
17.3 Origem: Linfócitos B são as únicas células que produzem anticorpos. Sob estímulo, 
eles se diferenciam em Plasmócito nos órgãos linfóides e na medula óssea e passam a 
secretar anticorpos. Os anticorpos agem não exclusivamente nos locais emq ue são 
produzidos.
1 7. 4 E s t r u t u r a : Cada 
imunoglobulina é composta 
por quat ro cade i s 
polipeptídicas, sendo duas 
pesadas identicas (H) e duas 
leves identicas (L); As cadeias 
leves são ligadas entre si e com 
as Pesadas por meio de Pontes 
dissulfeto; assim como as 
pesada s . A cade ia l e ve é 
composta por uma região 
constante C e uma variável V; a 
pesada, por uma variável V e 
três constantes C. Cada cadeia 
dessas se dobra em Domínios 
de Imunoglobulina, mantidos 
também por pontes dissulfeto. Além disso, existe uma região de dobradiça que confere 
flexibilidade `a molécula.
Regiões Fab e Fc: As regiões Fab são identicas entre si, mas apresentam uma região 
variável entre moléculas diferentes, que confere a especificidade para a ligação com uma 
Antígeno. as regiões Fab são, portanto, regiões especializadas na identificação dos Antígenos 
e em sua ligação, bloqueando seus efeitos. Já as regiões Fc são constantes e compostas 
exclusivamente por cadeia pesada. Elas são responsáveis pale maior parte da função efetora 
dos anticorpos, além de conterem a região de ligação com os receptores de anticorpos. 
Dentro das Regiões Variáveis, tanto de cadeias H quanto L, existem regiões denominadas 
Regiões de Complementaridade (CRDs), as quais são regiões hipervariáveis que contribuem 
para gerar diferentes especificidades para ligação com antígenos.
! Com releção as Cadeias Leves, são elas que determinam a variedade da ligação com 
antígenos e podem ser do tipo Kappa ou do tipo Lambda, sendo que elas não diferem em 
sua funcionalidade.
14
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
! Já as cadeias pesadas, sendo as únicas componentes da Região Fc, determinam a classe 
(Isótipo) e a subclasse da molécula de Imunoglobulina. Isótipos e subtipos desempenham 
funções efetoras diferentes, o que significa que as cadeia pesadas é que, em última instância, 
determinam a função efetora e ser realizada pela molécula e sua distribuição tecidual.
17.5 As Imunoglobulinas:
\u2022 Imunoglobulina G: Estrutura monomérica presente em grandes quantidades no soro 
e nos espaços extra-vasculares (encontra receptores FcRB na superfície do endotélio).
Funcões:".Bloqueio da ligação dos microorganismos e das toxinas microbianas a 
receptores celulares via ligação desses com a Região Fab. Eles inibem, ou neutralizam a 
infectividade dos Patógenos.
! ! .Opsonização da bactéria: Anticorpos IgG recobrem microorganismos. Os 
fagócitos mononucleares apresentam receptores para porcões Fc das Imunoglobulinas, 
de modo que as IgG facilitam a fagocitose e a morte intra-celular.
! ! .Ativação do Sistema Complemento: O Sistema Complemento consiste 
em proteínas circulantes e de superfície celular que interagem umas com as outras 
como uma reação em cascata, e com outras moléculas do sistema imune para gerar 
produtos que eliminem o patógeno. A imunoglobulina atua ativando o primeiro 
elemento desse sistema; esse, então, adquira atividade enzimática e ativa o segundo 
elemento; e assim sucessivamente, o que permite uma ativação basatnte rápida e 
ampla.
! ! .Citotoxicidade Celular Dependente de Anticorpo (ADCC): Células NK 
reconhecem células recobertas por anticorpos por meio da interação com a região Fc e 
destroem-nas.
! ! .Remoção de Helmintos: IgG se liga e ativa facócitos; como eles não são 
capazes de destruir os helmintos, os Linfócitos T sinalizam para os Linfócitos B, que 
passam a produzir IgG, IgA ou IgE. A ligação dos eosinófilos com essas 
imunoglobulinas ativa sua degranulação, que lesa o helminto.
! ! .Imunidade neonatal através da passagem pela barreira placentária 
(Receptor FcRM)
\u2022 Imunoglobulina A: Predominam nas secreções; dímeros. É a Ig mais importante nas 
mucosas
Funções:! .Neutralização da microorganismos e toxinas, assim como a IgG
\u2022 Imunoglobulina M: Secretada na forma pentamérica; monômeros ligados por cadeia 
J. Sua forma monomérica está presenta na superfície de Linfócitos B, como Receptores 
BCR. Sob um estímulo qualquer, ela é a primeira a ser secretada, já específica para tal 
antígeno.
Funções:! .Receptor BCR
! ! .Ativação do Sistema Complemento; de forma mais eficiente que a IgG, 
por possuir cinco regiões Fc
\u2022 Imunoglobulina D: Em baixos níveis no soro
Aninha
Aninha fez um comentário
Massa!!!!
1 aprovações
Carregar mais