A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Tabela de doenças parasitologia   MAnu pdf

Pré-visualização | Página 1 de 2

Parasitologia tabela com as principais doenças – 3M 2017 Manuelle Graciano Ferreira-107 
Doença Parasita Quadro clínico Via de 
infecção 
Habitat Via 
C.p* 
Forma 
infectante 
Tratamento Diagnóstico Nº de 
hospedeiro 
1-Leishmaniose 
 
(protozoário) 
1-L.Donovani 
Calazar ou visceral 
2-L.Tropical 
cutânea 
3-L.Braziliensis 
cutaneomucosa 
LTA- lesões cutâneas, lesões 
na mucosa, cartilagem 
LV-
febre,esplenomegalia,hepat
omegalia, leucopenia, 
emagrecimento,edema,linfo
adenopatia 
*pode ser assintomático 
Picada da 
inseto fêmea 
Flebotomíneo,
lutzomyia 
longipalpis 
birigui, 
mosquito 
palha, 
tatuquira 
Macrófagos , 
interior de cél. 
Fagocitárias, 
(homem) 
TGI (inseto) 
Picada 
de 
inseto 
Promastigota 
metacíclica 
(inseto) 
Compostos de 
antimónio, 
pentamidina, 
marbofloxacin
o, 
anfotericina, 
miltefosina 
Clínico 
LTA,laboratori
al, teste de 
ELISA, 
intradermator
eação de 
Montenegro 
72 hrs, RIFI 
Heteroxênico 
(Inseto- 
intermediário- 
promastigota), 
(Homem-
definitivo- 
amastigota) 
2-Chagas (protozoário), 
Trypanossoma 
Cruzii 
Iniciais: febre, gânglios 
aumentados, dor de cabeça 
e inchaço no local da picada. 
Posteriores: Cardiomegalia, 
megacólon e megaesôfago. 
*pode ser assintomático 
Picada de 
triatomíneo, 
barbeiro, 
contato com 
fezes do 
inseto 
 
Transfusão de 
sangue, 
transplante de 
órgãos, 
ingesta de 
alimentos 
contaminados
, mãe-feto 
Circulação 
sanguínea 
Picada 
de 
inseto 
Tripomastigota 
de trypanosoma 
cruzii 
*membrana 
ondulante 
Precoce- 
benznidazol 
ou nifurtinox 
 
Cura no início 
mas, 
tardiamente 
só ajuda a 
amenizar, 
grandes 
efeitos 
tóxicos. 
Clínico 
epidemiologic
o, ELISA, 
imunofluorecê
ncia, PCR, 
hemaglutinaçã
o. 
Precose pela 
detecção do 
protozoário 
no sangue por 
microscopia 
Heteroxênico 
 
(Homem- 
definitivo) 
(Inseto-
intermediário) 
3-Malária (protozoário) 
Plasmodium 
Espécies: 
P.falciparum 
P.vivax 
P.malariae 
P.ovale* 
Calafrios, febre, sudorese, 
dores musculares e intensa 
cefaléia. 
Malária cerebral: 
cefaléia,hipertermia,vômito
s,sonolência,convulsões, 
coma e morte. Anemia 
grave,Hemoglobinúria, 
Insuficiência renal, Edema 
agudo do pulmão, 
Hipoglicemia, 
Choque circulatório, 
Convulsões generalizadas 
Picada 
Anopheles . 
Transfusão 
sanguínea, 
Congênita, 
Acidentes de 
Laboratório 
Homem: 
(Fase exo-
eritrocítica em 
Hepatócitos) 
(Fase 
eritrocítica em 
Eritrócitos) 
Inseto: 
Estômago e 
glând. 
Salivares. 
Picada 
de 
inseto 
Esporozoíto -Cloroquina: 
(muitas 
populações de 
P. falciparum 
já são 
resistentes) 
-Primaquina 
-Quinina 
-Clindamicina 
(gestantes) 
-Vacina 
Gota espessa, 
QBC; 
Imunológico: 
ELISA, DOT-
ELISA, Testes 
imunocromat
ográficos, 
imunofluoresc
ência indireta 
 
Heteroxênico 
 
(Homem- 
Intermediário) 
(Inseto- 
definitivo) 
Parasitologia tabela com as principais doenças – 3M 2017 Manuelle Graciano Ferreira-107 
Doença Parasita Quadro clínico Via de 
infecção 
Habitat Via 
C.p* 
Forma 
infectante 
Tratamento Diagnóstico Nº de 
hospedeiro 
4-Toxoplasmose (protozoário) 
Toxoplasma gondii 
 
Inflamação focal ou 
disseminada, toxoplasmose 
ocular; imunocompetente: 
80% assintomáticos, 20% 
linfadenopatia, mialgia, 
exantema máculo-papular; 
Gestante: Tétrade de Sabin; 
Imunodeprimidos: 
encefalite, pneumonite, 
miocardite e retinocoroidite 
 
Ingestão 
-Oocistos: 
água e 
alimentos 
contaminados 
-Bradizoítos: 
carne crua 
contaminada 
-Taquizoítos: 
leite (mucosa 
oral)* não 
resistem no 
estômago 
 
Materno-fetal 
pela circ.plac. 
Bradizoíto 
(tecido 
muscular 
cadíaco, 
esquelético, 
tecido 
nervoso e 
retina) 
 
Ingestã
o de 
oocisto
s 
(fezes 
de 
gatos) 
Oocisto, cisto 
(bradizoíto), 
taquizoíto 
Sulfadiazina, 
pirimetamina, 
Ácido folínico. 
ELISA e reação 
de Sabin 
Feldman 
Heteroxênico 
 
(Homem- 
intermediário) 
(Felídeos- 
definitivo) 
5-Amebíase (Prorozoário) 
Entamoeba 
Histolytica 
Maioria assintomática, 
cólicas, diarreia baixa com 
muco e sangue, queda de 
estado feral, febre, 
prostação perda de peso, 
(abscesso hepático, 
perfuração intestinal e 
meningite- raros) 
Ingesta de 
cistos em água 
ou alimentos 
contaminados 
mãos sujas 
Trofozíto 
cólon, 
intestino 
Fecal-
oral 
 
Cistos Metronidazol, 
tinidazol 
Exame 
parasitológico 
de fezes 
Monoxênico 
6-Giardíase (protozoário) 
Giardia lamblia 
Maioria assintomática, 
diarreia alta, não invasiva, 
má absorção intestinal p* 
Vitaminas A,D,E,K,lactose, 
B12 e ferro, dor epigástrica, 
distenção abdominal, 
flatulências, se crônica 
perda de peso, pode 
provocar síndrome 
dispéptica 
Ingesta de 
cistos em água 
ou alimentos 
contaminados 
mãos sujas 
Duodeno e 
jejuno 
Fecal-
oral 
Cistos Metronidazol, 
tinidazol 
Exame 
parasitológico 
de fezes 
alternado com 
3 dias 
Aspirado de 
conteúdo 
duodenal 
Monoxênico 
7-Isoporíase (protozoário) 
Isospora belli 
Diarreia aquosa não-
sanguinolenta 
Ingesta de 
cistos em água 
ou alimentos 
contaminados 
mãos sujas 
Intestino Fecal-
oral 
Oocistos Sulfadiazina, 
pirimetamina 
Exame 
parasitológico 
de fezes 
Eosinofilia no 
hemograma 
Monoxênico 
Parasitologia tabela com as principais doenças – 3M 2017 Manuelle Graciano Ferreira-107 
Doença Parasita Quadro clínico Via de 
infecção 
Habitat Via 
C.p* 
Forma 
infectante 
Tratamento Diagnóstico Nº de 
hospedeiro 
8-Criptosporidíase (protozoário 
oportinista) 
Cryptosporidium 
parvum, C. 
Hominis 
Em imunocompetentes: 
diarréia aquosa, anorexia, 
dor abdominal, náusea, 
flatulência, febre e dor de 
cabeça; 
Em imunodeficientes: 
sintomas crônicos, vários 
meses de diarréia aquosa, 
anorexia; 
 Pessoa a 
pessoa, por 
animais, 
superfícies e 
objetos 
contaminados 
ou por água e 
alimentos 
contaminados 
Intestino contato Oocisto Eritromicina, 
ANITA, 
sulfadiazina, 
pirimetamina 
Exame 
parasitológico 
de fezes com 
técnica de 
Richie 
Monoxênico 
9-Ascaridíase (helminto) 
Ascaris 
lumbricoides 
ciclo pulmonar 
Maioria assintomática, 
náuseas, vômito, cólicas, 
diarreia(rara), ciclo 
pulmonas ( ciclo de loff – 
síndrome de loeffler) pode 
causar perfuração intestinal, 
eliminação de vermes por 
orifício. 
Ingesta de 
ovos por 
alimentos 
contaminados 
Ovos 
duodeno e 
jejuno 
Intestino 
delgado 
Fecal-
oral 
Ovos -Levamisol 
-Albendazol: 
400 mg, dose 
única. 
-Mebendazol: 
100 mg, duas 
vezes ao dia, 
por três dias, 
ou 500 mg, 
dose 
única. 
Exame 
parasitológico 
de fezes por 
técnica de 
kato-katz ou 
Hoffman 
Eosinofilia no 
hemograma 
se síndrome 
de loeffler 
Monoxênico 
 
Maior 
nematódeo do 
int.humano 
 Determinação 
do Sexo 
10-Ancilostomíase (helminto) 
Necator 
Americanus e 
Ancylostoma 
duodenalis 
ciclo pulmonar 
Maioria assintomático, 
erupções maculopapilares 
eritematosas e pruriginosas 
no sítio de penetração, 
enterite, lesões intestinais, 
pequenas hemorragias, 
anemia ferropriva 
Pés descalços, 
agricultura 
Duodeno e 
jejuno 
Pele Larva - Albendazol 
-Mebendazol 
Se houver 
anemia 
sulfato ferroso 
e alimentação 
rica em ferro. 
Exame 
parasitológico 
de fezes com 
3 dias 
alternados 
com intervalo 
de 3 dias 
Monoxênico