A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
SLIDES 20.11.17

Pré-visualização | Página 1 de 2

1
Seminário Interdisciplinar:
Tópicos Especiais
Gestão Estratégica da Informação: A 
Inteligência Competitiva Através da TI
Aula 1
Prof. Me. Marco Hisatomi
Mestre em Ciências da Computação
Especialização em Desenvolvimento 
Gerencial e Gestão da Qualidade
Visão do uso da informação como fonte para 
transformação e competividade nos negó :cios
� Estratégia organizacional e de Pessoas.
� Estratégia da informação.
� Informação sob a óptica da organização.
� Informação como meio da tomada de decisões 
estratégicas.
� Gestão de Dado, da 
Informação e do 
Conhecimento.
Objetivo da aula Convite ao estudo
Será que percebemos o verdadeiro valor da 
informação como fonte de novos negócios e 
como base para inovação 
de processos e de produtos?
Starec, Claudio; Gomes, Elisabeth;Bezerra, Jorge, 
“Gestão Estratégica da Informação e Inteligência Competitiva”, 
2006, ISBN 978-85-02-08857-2, Ed Saraiva, 
:Outros autores pesquisados
NONAKA, I. & TAKEUCHI, H., Criac ̧ão de conhecimento na 
:empresa como as empresas japonesas geram a dinâmica da 
inovac ̧ão :. Rio de Janeiro Campus, 1997.
LE ́VY, P. & AUTHIER, M., As árvores de conhecimentos. São
:Paulo Escuta, 1995. MACEDO, T. M. B., 
Redes informais nas organizac ̧ões: a 
co-gestão do conhecimento, in Revista 
Cie ̂ncia da Informac ̧ão On Line, vol. 28, 
n. 1, 1999.
Convite ao estudo
PORTER, M. E., Competic ̧a ̃o :. Rio de Janeiro Campus, 1999. 
_______, Estratégia competitiva — Técnicas para ana ́lise
de indústrias e concorrência :. Rio de Janeiro Campus, 16a 
ed., 1986.
STOLLENWERK, F., Gesta ̃o do conhecimento, inteligência
competitiva e estratégia empre- sarial: em busca de uma 
:abordagem integrada. Rio de Janeiro Texto, 1999. 
STEWART, Th :. A., Capital intelectual a nova vantagem 
competitiva das empresas. Rio de 
:Janeiro Campus, 4a ed., 1998.
Convite ao estudo
2
1. O ciclo da inteligência competitiva.
2. Planejamento do Negócio.
3. Informação como Resultado.
4. Implantação da Gestão da Informação.
5. Sistemas e Tecnologia da Informação.
Plano de aula
O ciclo da inteligência competitiva
A intelige ̂ncia competitiva se 
faz necessária em função das 
mudanças impostas pela 
evolução, diversidade, 
ameaças e oportunidades, 
constantes em época pós 
moderno.
A velocidade de inovações de 
produtos e serviços impõe 
ritmo dos nego ́cios cada dia 
mais acelerado.
Ciclo da inteligência competitiva
Kahaner (1996)
Por outro lado, existe uma 
sobrecarga (em quantidade) de 
informações que impossibilita 
o uso de forma adequada.
Concorrência e competição 
global. 
A tecnologia à disposição das 
organizações como 
ferramenta de processamento 
e oferta de informações 
adequadas.
Ciclo da inteligência competitiva
Kahaner (1996)
Alta velocidade para atender 
clientes mais exigentes.
Obsolescência dos produtos.
Colaboradores altamente 
eficientes no uso da tecnologia 
e na interpretação das 
necessidades dos clientes. 
Ciclo da inteligência competitiva
Kahaner (1996)
SI sobre o ambiente 
(concorrentes, parceiros, 
clientes).
A informação como fonte para 
inovação e diferenciação para 
aumentar o valor agradeço.
Tecnologia dos sistemas de 
informação como instrumento 
na cadeia de valor, impactando 
as vantagens competitivas.
Ciclo da inteligência competitiva
Porter 1986
3
Diante do cenário atual, qual 
fase do ciclo considera mais 
importante e por que?
Mande a sua contribuição 
para o professor! 
Planejamento do negócio
Base do planejamento do negócio
Informa-
ção
Sistema
Coleta
Dissemina-
ção
Análise
Concorrentes
Clientes
Fornecedores
Tendência 
de 
Negócios
Planejamento Estratégico do Negócio
PDCA 5W2H BPM TQM PM
Base do planejamento do negócio
As opções estratégicas das empresas surgem de 
ações intencionais e das ações não planejadas, 
decorrentes da interação com o meio ambiente. 
A criação de estratégias processo permanente de 
aprendizagem organizacional, onde convivem 
erros e acertos.
Henry Mintzberg (1994) 
Base do planejamento do negócio
Implementar a regeneração de estratégicas como 
aspecto prioritário para o aumento da 
competitividade. 
Deve-se ir além do aumento da eficiência e da 
reestruturação, desenvolvendo a capacidade de 
ser diferente.
Gary Hamel e C. K. Prahalad (1995) 
Qual é a relação entre a 
Tendência de Negócios e a 
Coleta da informação?
Mande a sua contribuição 
para o professor! 
4
Informação como resultado
Base da informação & comunicação
Informação
Quando
De quem
Para quem
O que
Como
Impacto
Resultado
Atualização
Informação e Resultado
Emissor Destino Meio Formato Fonte
Como a informação pode ser :apresentada
� Imagem.
� Blog.
� GIF.
� Flash.
� Design responsivo.
� Vídeo.
� Podcast.
� E-mail.
Design
Solução definitiva.
� Requer entender a causa raiz do problema.
� Consolidar uma solução que seja eterno dentro 
de uma cenário.
Solução workaround.
� Entender as alternativas possível e prováveis.
� O futuro não é o mais 
importante.
Abordagens do uso da informação
Qual é o impacto da 
informação bem ou mal 
comunicada?
Mande a sua contribuição 
para o professor! 
Implantação da gestão da informação
5
Base do dado, informação e conhecimento
Informação
Dado
Comunicação
Conhecimento
Inovação
Gestão
Cultura 
Organizacional
Controle de 
Acesso
Capital 
Humano
Informação como Estratégia
RH ITIL KM Política COBIT
Base do dado, informação e conhecimento
Formação de times autogerenciados em todos os 
níveis da organização, para formação da estratégia.
Alta frequência e baixo impacto, ou seja, continua 
criação de estratégias que proporcionem pequenas 
e rápidas vitorias.
Estratégias em tempo real, nas quais o agir 
antecede o planejamento, uma vez que a 
ação identifica informações que 
orientam o pensamento 
estratégico.
Segundo Perry (1993) 
Base do dado, informação e conhecimento
Eliminação da dicotomia entre pensamento e 
ação, formulação e implementação. 
Processos estruturados são úteis à formulação de 
estratégias, as ações cotidianas, principalmente 
em períodos de grandes mudanças, possibilitam a 
realização de estratégias emergentes, não 
previstas nos processos formais. 
Mintzberg (2000) 
Base do dado, informação e conhecimento
O conhecimento está substituindo o capital como 
fator de produção, o que altera o foco gerencial da 
otimização de ativos para a otimização das 
pessoas.
Na sociedade do conhecimento o capital, terra e 
trabalho, pilares do desenvolvimento da 
sociedade, já não comandam 
sozinhos as transformações 
sociais.
Arie de Geus (1998)
Pierre Levy e Michel Authier (1995) 
Em que fase o Dado é
importante para a gestão da 
informação?
Mande a sua contribuição 
para o professor! 
Sistemas e tecnologia da informação
6
Base de sistemas & tecnologia da informação
Informação
BSC
Data 
Warehouse
Business 
Intelligence
Data 
Minig
Integração Processos
Regras de 
Negócio
Equipe 
Técnica
Tecnologia da Informação e Sistemas
ERP SCM CRM Office IoT
BSC
� Proporcionar a garantia da excelência empresarial.
� Através da medição e desempenho – da estratégia 
ao operacional, e vice-versa.
� Perspectivas internas e externas, para o 
aprendizado e crescimento.
� Acompanhamento financeiro, 
da metodologia, da produção 
e dos resultados.
� Metas para curto, médio e 
longo prazo.
Base de sistemas & tecnologia da informação
Na gestão do 
Conhecimento

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.