A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
44 pág.
APS PRONTA

Pré-visualização | Página 1 de 5

UNIVERSIDADE PAULISTA
INSTITUTO DE TECNOLOGIA E CIENCIAS EXATAS
ENGENHARIA CIVIL
FABIANA DE OLIVEIRA LUCAS MUNÕZ POBLETE
FABIOLA SILVA ABREU RODRIGUES
MONICA DA SILVA FERREIRA
MONIQUE GOMES DE CASTRO MANSÃO
STEPHANIE GONÇALVES ROSSI
VISISTA TECNICA A UMA PLATAFORMA INTERMODAL
SANTOS
2017
FABIANA DE OLIVEIRA LUCAS MUNÕZ POBLETE
FABIOLA SILVA ABREU RODRIGUES
MONICA DA SILVA FERREIRA
MONIQUE GOMES DE CASTRO MANSÃO
STEPHANIE GONÇALVES ROSSI
VISISTA TECNICA A UMA PLATAFORMA INTERMODAL
Trabalho apresentado a matéria APS (Atividades Práticas Supervisionadas), obrigatória do 10° semestre do curso de Engenharia Civil da Universidade Paulista, campus Rangel – Santos/SP.
SANTOS
2017
LISTA DE FIGURAS
	
Figura 1 Modais de Transportes	10
Figura 2 Comparação entre os sistemas rodoviários e ferroviários dos países	13
Figura 3 Comparação das características de serviços ente os modais	17
Figura 4 Comparação dos modais rodoviários, ferroviários e os intermodais.	18
Figura 5 Market-share da ferrovia em relação á distancia no Brasil e nos Estados Unidos	19
Figura 6 Matriz de transporte no Brasil em TKU – 1998	20
Figura 7 – Mapa de localização VLI.	26
Figura 8 – Equipe no canal de acesso de embarque e desembarque de navegação da VLI.	27
Figura 9 – Maquinários do berço	28
Figura 10 – Maquinario dos berços.	29
Figura 11 – Parada de navios.	30
Figura 12 – Programador da maquina	31
Figura 14 – Esteiras de Carga e descarga dos produtos.	33
Figura 15 – Braços	34
Figura 16 – Vista dos berços e equipe ao fundo.	35
Figura 17 – Vista do navio	36
Figura 18 – Transporte Ferroviários	37
Figura 19 – Chegada ao berço.	38
Figura 20 – Ponte de acesso aos berços.	39
Figura 21 – Central de controle	40
Figura 22 – Armazenamento de grãos.	41
Figura 23 – ETE Estação de tratamento de aguas residuais.	42
Figura 24 – Vista ao longe dos berços.	43
Figura 25 – Vista dos navios sendo carregado.	44
 RESUMO
Este trabalho apresentara a visita a uma plataforma intermodal TIPLAM, localizada na ilha do Cardoso, na área continental de santos/sp, foi iniciado com a ampliação do píer de atracação, originalmente de apenas um berço, para 4 berços e modernização e ampliação das áreas de estocagem e armazenagem.
SUMÁRIO
1.	INTRODUÇÃO	7
1.1.	Objetivo	8
1.1.1.	Objetivo especifico	8
2.	TRANSPORTE INTERMODAL	9
2.1.	Diferença entre intermodal e transporte multimodal	9
2.2.	Referencial Histórico	10
2.3.	Vantagens e Desvantagens	11
2.4.	Custos	12
2.5.	Definições	13
2.6.	Regulamentação	15
2.7.	O Transporte De Cargas No Brasil	16
2.8.	Integração Entre Modais	21
2.9.	Tendências Da Intermodalidade No Brasil	24
3.	VISITA TECNICA	26
3.1.	Características da Empresa	26
4.	CONCUSÃO	45
5.	REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS	46
INTRODUÇÃO
O transporte intermodal representa o movimento de mercadorias que utiliza dois ou mais modos de transporte, sem manipular a mercadoria nos intercâmbios de modo. O termo intermodalidade corresponde a um sistema em que dois ou mais modos de transporte intervêm no movimento de mercadorias de uma forma integrada.
O transporte combinado é um conceito utilizado para designar o transporte intermodal de mercadorias onde a maioria do itinerário percorrido se efetua de comboio, ou por via marítima e, o menos possível, por rodovia, sendo esta utilizada só na etapa inicial e final. As empresas procuram novas soluções que lhes reduzam os custos, combinando as possibilidades: camião-comboio, barco-comboio, avião-comboio-camião etc.
O transporte combinado permite coordenar os meios de transporte por estrada, ferrovia, mar e, recentemente, aéreo, facilitando a sua intermodalidade. Os meios que utiliza são contentores, caixas móveis, camiões e semirreboques sobre carruagens e barco. Já se utiliza o transporte de camiões TIR sobre vagões. Em França, esta operação tem o nome de Ferroutage.
Logística é um termo de origem militar que estava associado à técnica de deslocação e transporte das tropas e seu abastecimento.
 É uma atividade ligada ao processo de planejamento e gestão de uma cadeia de abastecimento. A logística teve um grande desenvolvimento após os anos 70, devido à globalização da economia e teve como objetivo a redução dos custos de produção, armazenamento e transporte.
Objetivo 
A equipe composta por até 5 (cinco) alunos deverá efetuar uma visita técnica à uma Plataforma Intermodal de transporte.
Objetivo especifico
Documentar a visita por fotos ou filmagem e elaborar um Relatório sobre as características da Plataforma.
TRANSPORTE INTERMODAL
O transporte Intermodal é o transporte de mercadorias em contentores especiais ou veículos rodoviários requer tráfego misto ou múltiplo, envolvendo mais de uma ou várias modalidades de transporte. Se há uma necessidade de alterar os tipos de mídia, quando em movimento de carga, não é processado. Isso torna possível para melhorar a segurança e reduzir as perdas e danos, bem como reduzir significativamente o tempo gasto em transporte. 
Por exemplo, o transporte de cargas pode ter início dentro de uma cooperativa de produtores de grãos, ainda na cooperativa o grão é industrializado e embalado por embalagens primária (sacos plásticos) e secundária (fardos de papel pardo), após isso o transporte é iniciado com uso de caminhões que levam o produto nestas embalagens até um terminal ferroviário sendo a mercadoria acondicionada em container que por sua vez descarrega em outro terminal ferroviário em um grande centro onde para a sua entrega ao consumidor será novamente necessário um novo meio de transporte capaz de desenvolver a entrega com agilidade e precisão. Assim tivemos primeiramente um transporte rodoviário, após um ferroviário e por fim outro transporte rodoviário constituindo um transporte intermodal (modalidades de transporte).
O transporte intermodal pode reduzir o custo de transporte de mercadorias em rotas terrestres. Além disso, sua vantagem é o uso de transporte para curtas distâncias.
Diferença entre intermodal e transporte multimodal 
A intermodalidade e a multimodalidade são operações que se realizam pela utilização de mais de um modal de transporte. Isto quer dizer transportar uma mercadoria do seu ponto de origem até a entrega no destino final por modalidades diferentes.
As cargas de transporte multimodais são movidas por diferentes modos de transporte e por vários transportadores. Sendo necessário preparar emissão de apenas um documento de transporte, cobrindo o trajeto total da carga, do seu ponto de origem até o ponto de destino. Este documento é emitido pelo OTM, que também toma para si a responsabilidade total pela carga sob sua custodia. Quase todos os transportes de hoje entre os continentes são multimodais. 
O transporte intermodal envolve a circulação de mercadorias com o uso de vários tipos de veículos, caracteriza-se pela emissão individual de documento de transporte para cada modal, bem como pela divisão de responsabilidade entre os transportadores.Figura 1 Modais de Transportes
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Transporte_intermodal
Referencial Histórico
O transporte intermodal ficou conhecido no século 18, mesmo antes das primeiras ferrovias serem construídas. Em 1780, os fatos documentados de carvão transportado em containers marítimos para o Reino Unido. No século 20 foi inventada os primeiros recipientes fechados. Como regra, eles foram usados para o transporte de móveis e utilizado para o transporte de carro e de comboio.
Na década de 1920 foram adaptadas as primeiras normas para a produção de embalagens. Eles tinham um tamanho de 1,5 ou 3 metros. Isto é, pelos padrões modernos, foram bastante pequenos. Para sua fabricação utilizado predominantemente árvore e eles têm um teto curvo. Durante a Segunda Guerra Mundial nos Estados Unidos começou a ser pallets amplamente utilizados, ou seja, a oportunidade de mover-se rapidamente mercadorias entre armazéns, carros, navios e assim por diante. É possível reduzir significativamente os custos