QUESTIONARIO HISTORIA DA EDUCAÇÃO
9 pág.

QUESTIONARIO HISTORIA DA EDUCAÇÃO


DisciplinaHistória da Educação I7.190 materiais204.416 seguidores
Pré-visualização3 páginas
- Entre os povos primitivos, a educação deve contribuir para com que aprendam a fazer cultura.
11- Por que é importante o estudo de História da Educação? Assinale a alternativa correta:
A - Porque possibilita melhor entendimento dos processos educacionais atuais.
B - Porque contribui para a melhora da educação atual.
C - Porque possibilita entendermos a relação entre Estado e sociedade e o papel do Estado na elaboração do modelo educacional para trabalhadores e para elites.
D - Porque possibilita aos estudiosos a ampliação do raciocínio, a clareza de ideias, e a reflexão crítica.
E - As alternativas b e c estão corretas.
12- Explique sobre a sociedade, cultura e trabalho no Antigo Egito.
R- Em uma sociedade como a egípcia fortemente marcada pelas desigualdades sociais e com pouca mobilidade social, o domínio da escrita e do conhecimento eram formas de ascender socialmente. O escriba era um sábio, um intelectual, que detinha o conhecimento e era diferenciado em relação aos demais, pois o trabalho manual era pouco valorizado.
13- Quais principais características da educação no Antigo Egito?
R - A educação no Antigo Egito era elitista, repetitiva, baseada na escrita e na literatura sapiencial. A princípio, era transmitida autoritariamente do pai para o filho e, com o tempo, através de um encarregado pela educação (escriba ou sacerdote). Não era uma educação livre e informal, nem patriótica ou faraônica. 
14- O que é literatura sapiencial, em que a educação egípcia era baseada?
R-literatura sapiencial é um tipo de literatura proverbial de sabedoria que tem uma finalidade basicamente didática.
15- No Egito Antigo o sábio, o intelectual ou aquele que detém o conhecimento é sempre diferenciado em relação aos demais. Deter conhecimentos é uma forma de exercer o poder sobre os outros. No Egito Antigo, qual profissão está intimamente ligada a esta questão?
R- o escriba era um perito na escrita, mestre dos filhos das castas dominantes, entendido como um sábio e intelectual, e a profissão de escriba era uma forma de ascender socialmente.
16-Comente sobre a religião entre os antigos egípcios:
R- os egípcios eram politeístas (acreditavam em vários deuses), as práticas religiosas tinham muita influência social, os faraós eram considerados deuses encarnados, e esta religião não influenciou o cristianismo.
17- Como era o modelo de educação presentes em Esparta e Atenas?
R- a educação de Esparta era em conformidade aos ideais sociais, eram essencialmente militares, embora os esportes e a música também fossem incentivados. Enquanto Esparta se preocupou com a formação do patriota guerreiro, Atenas se preocupou com a formação do homem livre.
Atenas é considerada o berço da democracia. 
Atenas formou uma civilização de forte tendência intelectual, artística e cultural.
18-Quais os principais valores culturais gregos que influenciaram diretamente a educação?
R- Descobrimento do valor humano independente de autoridade religiosa ou política; reconhecimento da razão, da inteligência crítica fora de dogmas.
Criação da vida cidadã, do Estado, da organização política.
Criação da liberdade individual e política dentro da lei e do Estado.
Reconhecimento do valor decisivo da educação na vida social e individual.
 19- Fale sobre significado da educação na Grécia Antiga, \u201ceducação heroica ou cavalheiresca\u201d, presente no Período Homérico:
 R- No Período Homérico, o significado de educação chamada heroica ou cavalheiresca, está fortemente alicerçado nos conceitos de honra e valor, no espírito de luta e sacrifício, bem como nas capacidades e feitos individuais.
21- Os sofistas da Grécia antiga foram bastante criticados por Sócrates e seus seguidores. Quais os motivos de discordância entre eles?
R- Sócrates não concordava que a educação fosse uma profissão remunerada, utilitária. Para Sócrates, a educação não deveria ser de caráter prático nem de proveito pessoal, mas deveria, antes, ser de tipo espiritual e moral.
Já os sofistas usavam o diálogo em seus ensinamentos para impor ideias ou para fins egoístas. Sócrates, ao contrário, usava o diálogo para conduzir à descoberta da verdade, não se preocupavam com as ideias morais, enquanto para Sócrates, a moral, a virtude e a ética deveriam ser o cerne da educação e da vida. 
22- Durante o período arcaico na Grécia Antiga, ocorre um alargamento do ideal educativo \u201cAreté\u201d, que passa a ser denominado \u201ckaloskagathia\u201dQual o significado de \u201ckaloskagathia?
R- O ideal educativo denominado \u201ckaloskagathia\u201d busca alcançar, além de honra e glória, excelência física e moral, sendo que os atributos que o homem deve procurar realizar são: (kalos) a beleza e (kagatos), bondade. Para isto, a educação implica dois elementos fundamentais: a ginástica, para o desenvolvimento do corpo, e música aliada à leitura e ao canto, para o desenvolvimento da alma.
23- A Revolução Francesa legou ao mundo ideias fundamentais acerca da vida, da sociedade, da educação e dos direitos humanos que praticamente todos os povos ocidentais adotaram ou se esforçam, ainda, para adotar. Quais as ideias advindas da Revolução e que foram fundamentais para consolidar o ideal de educação pública, gratuita e estatal?
	R- A participação popular pelo voto, o serviço militar generalizado e os direitos da cidadania. A igualdade dos filhos perante a herança e de todos perante a lei; a abolição das torturas e dos castigos físicos; a extensão da cidadania aos judeus. Instrução pública, laica, Estatal e gratuita. Os primórdios da emancipação feminina levada a diante por Théroigine de Méricourt.
24-Quais as principais características do feudalismo?
R- Poder descentralizado (nas mãos de vários senhores feudais). Economia baseada na agricultura e utilização do trabalho dos servos. Praticamente ausência de mobilidade social e forte mentalidade religiosa. Forte influência e poder de decisão do clero (Igreja) em todos os setores da vida humana.
25-Quais as características da educação durante o Renascimento?
R- A sociedade renascentista tem um apreço muito grande pela educação. Há um tremendo crescimento e difusão de colégios e obras dedicadas a alunos e professores. A educação passa a ser uma questão fundamental para esta sociedade. Em relação à educação dos mais necessitados, do povo em geral, não há nenhuma preocupação definida. A estes cabe a educação profissionalizante, ou seja, a aprendizagem de um ofício. O ideal de educação laica ou leiga não é muito fácil de ser cumprido nestes tempos, uma vez que a religião e as ordens religiosas são as grandes detentoras do ensino. Mas algumas iniciativas particulares, por parte de leigos, começam a estabelecer escolas mais adequadas ao espírito dos ideais deste momento.
25-Quais as características da educação na Idade Média?
R- Foi orientada por critérios que se apoiam na concepção da existência humana (física, material, econômica, política) como decorrente da vontade divina. Predomina a visão teocêntrica, a de Deus como fundamento de toda a ação pedagógica e finalidade da formação do cristão. Quanto às técnicas de ensinar, a maneira de pensar rigorosa e formal cada vez mais determina os passos do trabalho escolar (escolástica).
	26-Quais os dogmas religiosos que não poderiam ser contrariados pelo conhecimento científico?
	
	R- Entre os dogmas que não poderiam ser contestados, estavam: o Geocentrismo (Terra - centro do universo); o Teocentrismo (Deus é o centro de todas as explicações; a Teocracia (todo poder do rei emana de Deus).
	. 
	
	
27-Explique a educação patrística:
R- está ancorada na filosofia patrística, uma filosofia cristã elaborada pelos padres da igreja que em busca de argumentos para conter pagãos e hereges, se apoiam em textos filosóficos gregos, especialmente em Platão. Tem inspiração platônica e expõe a necessidade de uma rigorosa ética moral e de controle racional das paixões e caracteriza-se por sua intenção apologética (defesa da fé e conversão