Aula 1 Fundamentos de Gestão
30 pág.

Aula 1 Fundamentos de Gestão


DisciplinaIntrodução à Administração25.806 materiais722.700 seguidores
Pré-visualização6 páginas
uma organização eficaz. 
Para Chiavenato (1994), a organização não deve ser analisada apenas no 
aspecto de eficácia como também de eficiência, pois eficácia é a normatização dos 
resultados alcançados e eficiência os custos e benefícios relacionados. Chiavenato 
(1994) ainda exemplifica os dois conceitos: eficácia é ganhar o jogo de futebol, 
enquanto eficiência é jogar com arte. 
Ilustrando os conceitos: um funcionário que atinge todas as metas 
estipuladas pelo empregador é um empregado eficaz, pois atingiu seus objetivos; 
um funcionário que atrasa para entregar suas metas, porém não comete erros 
durante o processo e ainda economiza os insumos é eficiente, mas não eficaz. 
Assim eficiência e eficácia andam juntas, mas não são necessariamente requisitos 
uma para a outra. É possível ser eficiente sem ser eficaz e vice e versa. 
Eficiência Eficácia 
Ênfase nos meios Ênfase nos resultados 
Fazer corretamente as coisas Fazer as coisas certas 
Resolver problemas Atingir objetivos 
Salvaguardar os recursos Otimizar a utilização dos recursos 
Cumprir tarefas e obrigações Obter resultados 
Treinar os subordinados Dar eficácia aos subordinados 
Manter as máquinas Maquinas em bom funcionamento 
Adaptado Chiavenato, 2004, p. 156. 
Em suma, uma organização eficaz é aquela que faz as coisas certas, tendo 
seus objetivos alcançados. Uma organização eficiente é a que realiza os objetivos 
com a menor quantidade de recursos gastos possíveis, ou seja, eficiência é a 
relação entre custo e benefício e eficácia é o melhor alcance dos resultados. 
 
 
 
Centro de Criação e Desenvolvimento Dialógico (CCDD) 
 
11 
Administrar: Etimologia e Significado 
 
Você já pensou qual é a origem e o significado da palavra administração? 
A administração como conhecemos e estudamos atualmente é o resultado 
da história e da integração de vários indivíduos que pensaram a organização da 
sociedade e das atividades humanas, entre eles engenheiros, sociólogos, 
economistas e até mesmos empresários. A soma de cada conhecimento produzido 
em épocas diferentes permite ao administrador da sociedade atual explorar melhor 
suas técnicas e habilidades, entendendo como e porque cada princípio 
administrativo surgiu. 
Assim, para começar a nossa caminhada pela história, devemos começar 
com uma pergunta simples: você sabe o que é Administração? Ela é uma palavra 
muito utilizada por todos nós, por exemplo, no noticiário, vemos quase todo o 
momento ela e seus derivados (administrativo, administrar etc.) sendo 
mencionados. Mas nem sempre conhecemos realmente o significado das palavras 
que usamos. Tente definir em uma frase o que é administração, e veja como é 
difícil. Assim, para começarmos a entender o que significa administração, devemos 
primeiramente saber o significado original da palavra. 
 
Etimologia: Origem da Palavra 
Etimologia é o estudo da origem da palavra, algo que é feito pelos linguistas 
para conhecer melhor como os termos evoluem a partir da primeira vez que eles 
foram ditos. É importante conhecer a origem para entender o que ficou deste 
significado inicial, mas também, o que mudou com o passar do tempo e o porquê. 
É muito comum que as palavras evoluam com a sociedade. À medida que as coisas 
vão se tornando mais complexas, as palavras que as retratam precisam incorporar 
novos significados e sentidos. Foi exatamente isso que aconteceu com a palavra 
administração. 
A palavra administração tem origem no latim, do termo administer um 
conjugado de dois termos: Ad que significa direção para, tendência, junto de; 
 
 
Centro de Criação e Desenvolvimento Dialógico (CCDD) 
 
12 
Minister que é um termo comparativo de inferioridade, onde o sufixo ter representa 
subordinação e obediência. Assim sendo, administer, na Roma Antiga, era aquele 
que realizava uma função de direção abaixo do comando de outrem. 
 
 
 
Ainda, a palavra administração era expressa no latim como administratione, 
que segundo Dicionário Michaelis1 significa, entre outras coisas: ato de administrar; 
governo; direção de estabelecimento; casa onde se trata de assuntos de 
administração pública ou particular. 
É importante entender que, na origem, a administração significava a 
capacidade de comandar em nome de alguém. Vamos pensar no significado atual 
do termo Ministro, que é uma palavra muito próxima do termo etimológico 
conjugado minister. O ministro, no governo, administra em nome do presidente ou 
do chefe de estado. Mesmo na religião, o ministro administra em nome de um 
interesse maior (a Igreja, o ministério divino). Isso significa dizer que a função da 
administração é alcançar os objetivos estabelecidos por interesses de outro, seja 
ele um rei ou, principalmente, uma coletividade. 
 
 
 
1
 http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-
portugues&palavra=administra%E7%E3o 
 
Administer
(Administrador)
Ad
(direção para)
Minister
(Subordinação)
 
 
Centro de Criação e Desenvolvimento Dialógico (CCDD) 
 
13 
Significado da Palavra Administração 
E o que significa a palavra administração? 
Intuitivamente ou empiricamente as práticas relacionadas a administração 
sempre estiveram presentes na história da humanidade. Vamos refletir? Pense no 
modelo mais primitivo de sociedade, aqueles denominados pelos cientistas sociais 
como sociedades tribais. Neste tipo de agrupamento humano, predominam as 
atividades voltadas para a autoprodução que visa a subsistência, ou seja, neste 
modelo de sociedade tudo que era consumido vinha da própria produção (por meio 
da caça, pesca, criação etc.). 
Na sociedade tribal, destacava-se o papel do chefe militar, que geralmente 
era o guerreiro com mais habilidades. Conforme apontam Vizeu e Gonçalves 
(2010), além do comando militar, a este líder cabia exercer as funções de organizar 
sua tribo, planejar as ações de caça, pesca, criação, entre outras, e ainda dirigir e 
controlar os membros da tribo em suas atividades cotidianas. Assim sendo, ainda 
que de modo intuitivo, sob responsabilidade destes líderes residiam como funções 
básicas para a sobrevivência de suas tribos o planejamento, a organização, a 
direção e o controle das mesmas. 
A medida em que as sociedades tribais tornaram-se maiores, sua 
necessidade por mais administração também cresceu. E com tal complexidade, o 
corpo militar destas civilizações careceram de ordem e estrutura mais elaboradas. 
E é justamente na constituição das estratégias da Antiguidade, nos grandes 
exércitos, que os conceitos de gestão passaram a ser, cada vez mais, necessários. 
Imagine a dificuldade em organizar um exército com milhares de soldados, 
alimentando-os e deslocando-os por centenas e milhares de quilômetros. É 
possível empreender tal feito sem adequadas maneiras de planejamento, 
organização, comando, coordenação e controle? A ordem e a estrutura requeridas 
fizeram surgir a necessidade de um comando sólido, e o general passou então a 
ser \u201cpeça chave\u201d para a eficaz organização do corpo militar. Neste sentido, como 
sugerem Vizeu e Gonçalves (2010), o general nada mais era do que o 
administrador do exército. 
 
 
Centro de Criação e Desenvolvimento Dialógico (CCDD) 
 
14 
Sejam em sociedades tribais ou nas civilizações da Antiguidade, onde 
destacam-se as atividades militares, seja nas sociedades atuais e mesmo em 
atividades comuns de nosso dia a dia, o planejamento, a organização, a direção 
e o controle se fazem presentes. Na Administração, tais conceitos foram 
apresentados pela primeira vez de forma sistemática por Henri Fayol, um teórico 
francês considerado como o pioneiro da Teoria Clássica da Administração. Para 
ele, a Administração era um processo dinâmico que compreenderia cinco funções 
interligadas: planejar,