TCC ALESSANDRO MARTINS MACHADO ROSA
59 pág.

TCC ALESSANDRO MARTINS MACHADO ROSA


DisciplinaAnálise Estrutural I5.702 materiais41.975 seguidores
Pré-visualização14 páginas
o peso do material. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
41 
 
 
Figura 13. a) Pesagem do Entulho, b) Equipamento de Pesagem no Aterro Sanitário. 
 
` 
 
3.2.3 - Quantificação da Geração Diária de RCD em Áreas de \u201cBota Fora\u201d na 
Cidade de Catalão. 
 
Para a estimativa da geração diária de RCD em áreas de \u201cbota fora\u201d, foi obtido junto a 
Secretária Municipal de Meio Ambiente de Catalão (SEMMAC), as áreas de disposição de 
RCD fora do aterro sanitário da cidade. 
Existem vários pontos irregulares nos quais são despejados pequenos volumes e todo 
tipo de resíduo. Porém optou-se por obter as informações de uma área de aproximadamente 
8000 m², situada na Avenida L-2, km 280 BR-050 no Jardim Catalão, em que algumas 
empresas de transporte de entulho vem despejando apenas os RCD predominantemente classe 
A no local. A partir das informações obtidas por meio de empresas do ramo da construção e 
de transporte de entulho, admitiu-se cerca de 40 % do RCD gerado em Catalão vem sendo 
destinados para outros depósitos que não sejam o aterro sanitário. 
Na Figura 14 tem-se uma área de \u201cbota fora\u201d de RCD predominantemente classe A. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
42 
 
 
Figura 14. \u2013 Área de \u201cbota fora\u201d, situada na Avenida L-2, Km 280 BR-050 no Jardim 
Catalão. 
 
 
 
3.2.4 \u2013 Caracterização dos RCD\u2019s do Aterro Sanitário de Catalão. 
 
Para o processo de reciclagem do resíduo de construção e demolição, trabalha-se apenas 
com resíduo classe A. A fim de estimar a porcentagem de RCD classe A das amostras 
selecionadas durante a quantificação da geração de resíduo, foi feito um ensaio de 
caracterização de RCD, em que foram selecionados dois caminhões carregados de entulho 
aleatoriamente e em dias diferentes. Cada amostra selecionada foram separadas manualmente 
de acordo com a classificação dos RCD (RESOLUÇÃO DO CONAMA N° 307) e 
posteriormente pesadas. Assim com os valores obtidos de cada amostra tem-se uma 
porcentagem média do entulho classe A. 
Na Figura 15 tem-se a amostra selecionada pra o ensaio de caracterização e na Figura 
16 a amostra separada de acordo com a classificação de RCD. 
 
 
 
 
 
 
43 
 
 
Figura 15. \u2013 Amostra selecionada aleatoriamente para o ensaio de caracterização. 
 
 
 
Figura 16. \u2013 Amostra separada, resíduos Classe A, resíduos Classe B, resíduos Classe 
C, respectivamente. 
 
 
3.2.5 \u2013 Custos de implantação e operação da Usina de Reciclagem de RCD. 
 
A quantidade de cada material reciclado varia de acordo com a capacidade necessitada. 
A partir da definição dos dois tipos de usina foi desenvolvido um estudo de viabilidade de 
implantação entre as usinas. 
Os custos de implantação e operação das usinas de reciclagem de RCD foram coletados 
junto a Secretaria de Limpeza Urbana \u2013 SLU, da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, 
órgão responsável pela operação das Usinas de Reciclagem de RCD nesta cidade. Foram 
utilizadas como base para o levantamento dos custos de implantação e operação do 
44 
 
 
empreendimento, a Usina de Reciclagem de Estoril (usina simples), e a Usina de Reciclagem 
da BR \u2013 040 (usina completa), ambas situadas em Belo-Horizonte. 
Foram utilizados para o calculo de implantação e operação das Usinas os seguintes 
dados: 
\uf0b7 Quantidade de funcionários e funções para cada Usina de Reciclagem; 
\uf0b7 Os gastos com Energia Elétrica e Água de cada Usina de Reciclagem; 
\uf0b7 Combustível da pá-carregadeira (R$/ano); 
\uf0b7 Custo de manutenção de cada Usina de Reciclagem (R$/ano); 
 
A partir da estimativa de geração de RCD da cidade de Catalão, obteve-se a capacidade 
de Britagem necessária das Usinas de Reciclagem para atender a demanda. A partir da 
capacidade necessária foi solicitado um Orçamento da Usina simples e da Usina completa 
para a empresa MAQBRIT Com. e Ind. de Máquinas LTDA. Tal empresa forneceu o valor 
dos equipamentos que compõem as duas Usinas de Reciclagem cotadas. Esses orçamentos 
encontram-se em anexo. 
Foi solicitado à empresa Kirchner Imports um orçamento de uma Pá Carregadeira, que 
será utilizada para transportar o material bruto para o inicio do processo de britagem. O valor 
orçado para tal equipamento se refere a um equipamento novo. 
 
3.2.6 \u2013 Receita Anual 
 
A receita anual pode ser definida como o faturamento anual ou total bruto de entradas 
de caixa de uma empresa a partir da venda de produtos e serviços, durante um ano. 
A vida útil do empreendimento foi considerada de 20 anos, iniciando em 2013, com 
término em 2032. Foi desprezada a receita obtida no primeiro ano de funcionamento da Usina 
de Reciclagem de RCD. Inicialmente a receita bruta anual foi obtida, multiplicando-se, para 
cada ano, a quantidade de RCD, em m³, gerado no ano pelo valor médio estabelecido para o 
m³ do produto reciclado. 
No caso da usina simples, o custo de implantação, operação e manutenção é menor do 
que a usina completa, porém a usina simples produz apenas como produto final a \u201cbica 
corrida\u201d. Já a usina completa possui custos de implantação, operação e manutenção maior que 
a usina simples, mas possui como produto final, a areia reciclada, a Brita 0, a Brita 1 e a \u201cbica 
corrida\u201d. 
45 
 
 
Para o cálculo do valor final do produto, utilizando a produtividade das Usinas de 
Reciclagem de RCD de Belo Horizonte. Todo o RCD que chega a usina simples, é reciclado 
em \u201cbica corrida\u201d, já a usina completa tem uma produtividade de 50% do RCD que chega a 
usina é reciclado em \u201cbica corrida\u201d, e os outros 50 % equivalem os outros produtos 
reciclados, sendo 1/3 de Areia reciclada, 1/3 de Brita 0 e 1/3 de Brita 1. 
Os valores para cada m
3
 de material reciclado foram adotados de acordo com os valores 
comerciais em Catalão e cidades próximas. A \u201cbica corrida\u201d é um material não 
comercializado em Catalão, assim obtendo junto à prefeitura municipal de Araguari um valor 
comercial médio de R$ 25,00 o m³ do produto. Já para a areia reciclada, Brita 0 e Brita 1 
foram feitas pesquisas de preços dos produtos na cidade e adotado um valor 50% mais barato 
do que os valores comercializados em Catalão, obtendo um valor médio para cada produto de 
R$ 35,00 o m³. 
Para o cálculo da receita líquida anual, subtraiu-se anualmente, da receita bruta o valor 
total de despesas do respectivo ano. 
 
3.2.7 \u2013 Valor Presente da Receita Líquida 
 
Para a avaliação da viabilidade do empreendimento foi realizado o calculo e analise dos 
valores encontrados ano a ano para o valor presente líquido (VPL) (PAIVA, et al., 2012).1 
Os fluxos estimados podem ser positivos ou negativos, de acordo com as entradas ou 
saídas de caixa. A taxa fornecida à função representa o rendimento esperado do projeto. Caso 
o VPL encontrado no cálculo seja negativo, o retorno do projeto será menor que o 
investimento inicial, o que sugere que ele seja reprovado. Caso ele seja positivo, o valor 
obtido no projeto pagará o investimento inicial, o que o torna viável. 
Foi calculado o VPL das receitas através da Equação 01, ano a ano, considerando uma 
taxa de juros de 9% a.a, que é geralmente praticada para financiamentos desta natureza. 
 
 = Eq. 01 
 
 
1 Valor Presente Líquido (VPL): é definido como o somatório dos valores presentes dos 
fluxos estimados de uma aplicação, calculados a partir de uma taxa dada e de seu período de 
duração (SAMANEZ, 2002). 
 
46 
 
 
Em que: 
VP = Valor Presente da receita líquida do ano j; 
i = Taxa de juros anual de 9%; 
t = Intervalo de tempo, em anos, entre o ano j e o ano 1. 
 
Para a avaliação da viabilidade econômica foram